• 0
Yuri_RL

VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

Pergunta

VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

Versões híbrida e elétrica do hatch médio chega ao nosso mercado nos próximos meses; anúncio foi feito durante apresentação do Volkswagen Virtus

por JULIO CABRAL E MICHELLE FERREIRAsine 

16/11/2017 11h46 - atualizado às 12h50 em 16/11/2017
Volkswagen Golf GTE 2017 (Foto: Divulgação)
VOLKSWAGEN GOLF GTE 2017 (FOTO: DIVULGAÇÃO)

As versões híbrida e elétrica do Volkswagen Golf vão, enfim, ser vendidas no Brasil. A informação foi confirmada por Pablo di Si, presidente da Volkswagen América Latina, durante a apresentação oficial do sedã do Polo, o Virtus. A chegada desses carros por aqui será nos próximos meses, em 2018, mas ainda sem data confirmada. “O Brasil precisa definir um ecossistema elétrico. Nós temos que estar preparados para o futuro. Trazer o e-Golf e o Golf GTE é um primeiro passo. A ideia é começar em áreas mais centralizadas, como SP, para áreas mais afastadas”, disse o executivo.

Ainda não há detalhes sobre preços, mas estas serão as versões mais caras do Golf. Atualmente, o hatch médio chega a caros R$ 132.250 na versão GTI. Mas, espere por preços ainda mais salgados em breve, quando o modelo for reestilizado ainda no começo do ano. Além dos preços, resta à Volkswagen esclarecer quais são as expectativas de vendas dos modelos por aqui. Eles poderão ser apenas vitrines da marca, com vendas baixas, afinal ainda não há políticas de incentivo a carros híbridos e elétricos no nosso mercado.

Volkswagen Golf GTE 2017 (Foto: Divulgação)VOLKSWAGEN GOLF GTE 2017 (FOTO: DIVULGAÇÃO)

O namoro da Volkswagen do Brasil e do Golf GTE começou há tempos, mas não havia indícios de que o modelo seria, efetivamente, vendido por aqui. Desde o final de 2015, o modelo estava em testes no Brasil para testes de consumo, direção, aceitação e infraestrutura.

O Golf GTE tem dois motores: um 1.4 turbo a gasolina de 150 cv e um elétrico de 102 cv. Juntos, produzem potência combinada de 204 cv e torque máximo de 35,6 kgfm. Já o câmbio é um automático DSG de seis marchas com aletas atrás do volante. A autonomia em motor 100% elétrico é de apenas 50 km, mas esse alcance pode chegar a 900 km por conta do sistema de regeneração de energia em frenagens. A recarga da bateria pode ser feito conectando o carro à tomada a partir de um plug escondido atrás do logo da VW na dianteira. (Colaborou Guilherme Blanco Muniz)

 
Golf GTE (Foto: Autoesporte)
GOLF GTE (FOTO: AUTOESPORTE)
Volkswagen Golf GTE 2017 (Foto: Divulgação)
VOLKSWAGEN GOLF GTE 2017 (FOTO: DIVULGAÇÃO)
 
 
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
Para bom entendedor, meio ponto basta. É óbvio que vai vir beirando os 200k, é óbvio que terá pouquíssimas unidades a venda, é óbvio que terá um custo benefício ridículo.
Porém... Primeiro que com essa notícia a VW deixa claro a vinda do MK7,5. Segundo que é um carro de imagem, um carro raro, caro e com manutenção difícil. A prioridade com vinda desse carro não é lucro, mas sim despertar o fator tecnologia e novidade, chamar a atenção dos Indígenas para a tendência lá fora, dos híbridos e elétricos.
Gostei da notícia e da "ousadia" que não víamos a tempos dentro da VWBR. Será um carro por deveras interessante em encontros e foruns/ grupos pela net.
 
Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

166 respostass a esta questão

Recommended Posts

  • 0
21 minutos atrás, CaduOKT disse:

Sim, tinha um resto de esperança que viria mais um lote ou que viesse importado. Mas pelo jeito já era. 

Esta informação de que tem estoque é falsa. Tentei achar GTI por tudo que é lado. Não tem mais. 

Com a chegada do MK8 as coisas ficam ainda mais estranha. Pq lançar o GTE MK7 quando este já parou de ser fabricado lá fora? 

To achando que vai ser um carro que na prática nem vai ter como comprar. Vai funcionar só como uma vitrine tecnológica pra vw. Assim como o GTI hoje, que diz fazer parte do catálogo, mas não é possível comprar. Deve vir umas 100-500 unidades e depois desaparecer, custando mais de 200k. Imagino eu.

Agora resta saber o que vai acontecer com o mercado de GTI usados. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
Sim, tinha um resto de esperança que viria mais um lote ou que viesse importado. Mas pelo jeito já era. 
Esta informação de que tem estoque é falsa. Tentei achar GTI por tudo que é lado. Não tem mais. 
Com a chegada do MK8 as coisas ficam ainda mais estranha. Pq lançar o GTE MK7 quando este já parou de ser fabricado lá fora? 
To achando que vai ser um carro que na prática nem vai ter como comprar. Vai funcionar só como uma vitrine tecnológica pra vw. Assim como o GTI hoje, que diz fazer parte do catálogo, mas não é possível comprar. 
Agora resta saber o que vai acontecer com o mercado de GTI usados. 

Eu sei o que vai acontecer com o mercado de usados, vai valorizar kkkkkk GTI e clássico moderno, quem tem sabe a joia que possui. Sinceramente não vejo de forma negativa, quem tem gti tem e quem não tem vai ter que se apressar para ter..


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
32 minutos atrás, RodrigoSP2 disse:

A VW tá mais perdida que cebola em salada de frutas, com o Golf.
Agora imaginem só um Golf GTE caindo nas mãos dos "mexânicos" de CSS pra resolver algum problema...

Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
 

Tirando o fato de que ele vai custar mais de 200k, este fator me afasta totalmente da possibilidade de comprar um GTE. 

Além de ser um veículo que vai ter raros exemplares no Brasil, fazer a manutenção do veículo já vai ser difícil dentro da garantia, não quero nem imaginar com 5 anos de uso. 

O que a VWBR fez com o MK7 no Brasil estes últimos 6 anos foi uma das histórias mais bizarras que aconteceram no mercado automotivo nacional. Dos alemães completos incrivelmente baratos, a retirada de linha do modelo caríssimo facelift em menos 1 ano de lançamento  

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
Tirando o fato de que ele vai custar mais de 200k, este fator me afasta totalmente da possibilidade de comprar um GTE. 
Além de ser um veículo que vai ter raros exemplares no Brasil, fazer a manutenção do veículo já vai ser difícil dentro da garantia, não quero nem imaginar com 5 anos de uso. 
O que a VWBR fez com o MK7 no Brasil estes últimos 6 anos foi uma das histórias mais bizarras que aconteceram no mercado automotivo nacional. Dos alemães completos incrivelmente baratos, a retirada de linha do modelo caríssimo facelift em menos 1 ano de lançamento  
 
Parece que eles (A VWBR) está fazendo um quebra-galhos pra não deixar o Golf morrer por aqui. Certamente viram que lhes renderá mais lucro trazê-lo da Europa como carro vitrine do que continuar produzindo-o aqui. Além disso terá a vantagem de escoar as unidades mk7.5 da linha de produção europeia pra entrada da MK8. Volume, nesse caso, não é a prioridade.
Eu considero uma boa compra se vier até uns R$160 mil na versão básica - que pela avaliação já tá bem completa. Acima disso pode esquecer pois já tem veículos puramente elétricos ao redor disso (O Chevy Bolt vai ser oferecido a partir de 170 mil. 190 mil o Nissan Lead, e por aí vai). Fora outros híbridos, inclusive Corolla, que vão custar menos que isso.


Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

Já leram esta análise, que achei bem detalhada, sobre o sistema do Corolla híbrido?
Usa um sistema completamente diferente do Golf GTE e nem tem câmbio e embreagens.
Qual dos dois terá mais chances de problemas no sistema de transmissão? O GTE com 3 embreagens ou o Corolla sem nenhuma?

Em desempenho nem se comparam os dois, mas em preço também não.

Fiquei muito curioso para saber como seria no dia a dia, e acho que eu teria um, para substituir meu Golf 1.4, mesmo com um desempenho menor.

http://bestcars.uol.com.br/bc/informe-se/avaliacao/toyota-prius-hibrido-teste-um-mes-ao-volante-semana1/

A reportagem tem 4 partes, com alguns vídeos longos, mas informações bem detalhadas e que não encontrei em outros sites.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
1 hora atrás, amd3000 disse:

Já leram esta análise, que achei bem detalhada, sobre o sistema do Corolla híbrido?
Usa um sistema completamente diferente do Golf GTE e nem tem câmbio e embreagens.
Qual dos dois terá mais chances de problemas no sistema de transmissão? O GTE com 3 embreagens ou o Corolla sem nenhuma?

Em desempenho nem se comparam os dois, mas em preço também não.

Fiquei muito curioso para saber como seria no dia a dia, e acho que eu teria um, para substituir meu Golf 1.4, mesmo com um desempenho menor.

http://bestcars.uol.com.br/bc/informe-se/avaliacao/toyota-prius-hibrido-teste-um-mes-ao-volante-semana1/

A reportagem tem 4 partes, com alguns vídeos longos, mas informações bem detalhadas e que não encontrei em outros sites.

sem dúvidas o Corolla será muito inferior tecnologicamente que o Golf, TALVEZ mais propenso a dar problema, mas sinceramente vamos analisar a tragetória do Golf mk7/ mk7,5:

2013 : importado da alemanha com motor 1.4 e 2.0 ambos DSG

2015: importado do méxico com motor 1.4 e 2.0 ( valor mais caro que o alemão, não discutirei a razão pois isso não importa para o consumidor final )

2016/2017: lançadas versões nacionais 1.0 turbo ( sem e depois com câmbio auto ), 1.6 e 1.4 ( com câmbio Aisin e suspensão mais simples ), 2.0 fabricado no BR porém sem mudanças significativas
 

2019: todos saem de linha ficando apenas o GTI ( perdeu aquecimento dos bancos diga-se de passagem ), agosto 2019 sai golf GTI de cena...

VW informa que importará Golf GTE ( carro que sairá de linha possivelmente até o inicio do ano que vem de onde ele será importado )

Caras, sinceramente eu amo o Golf, foi o carro que mais gostei de ter, mas hoje não é uma compra lógica ( acho que só foi em 2013/14 na verdade ).

Quem comprar o GTE tem que saber que logo ficará na mão, pois o carro será novamente descontinuado, quem compra o Corolla terá um carro que dificilmente sairá de linha. Não tem mais como chamar o consumidor do Corolla de burro, eu diria apenas conservador.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
sem dúvidas o Corolla será muito inferior tecnologicamente que o Golf, TALVEZ mais propenso a dar problema, mas sinceramente vamos analisar a tragetória do Golf mk7/ mk7,5:
2013 : importado da alemanha com motor 1.4 e 2.0 ambos DSG
2015: importado do méxico com motor 1.4 e 2.0 ( valor mais caro que o alemão, não discutirei a razão pois isso não importa para o consumidor final )
2016/2017: lançadas versões nacionais 1.0 turbo ( sem e depois com câmbio auto ), 1.6 e 1.4 ( com câmbio Aisin e suspensão mais simples ), 2.0 fabricado no BR porém sem mudanças significativas
 
2019: todos saem de linha ficando apenas o GTI ( perdeu aquecimento dos bancos diga-se de passagem ), agosto 2019 sai golf GTI de cena...

VW informa que importará Golf GTE ( carro que sairá de linha possivelmente até o inicio do ano que vem de onde ele será importado )

Caras, sinceramente eu amo o Golf, foi o carro que mais gostei de ter, mas hoje não é uma compra lógica ( acho que só foi em 2013/14 na verdade ).

Quem comprar o GTE tem que saber que logo ficará na mão, pois o carro será novamente descontinuado, quem compra o Corolla terá um carro que dificilmente sairá de linha. Não tem mais como chamar o consumidor do Corolla de burro, eu diria apenas conservador.

Comprar corolla e tiro certo, sempre foi e sempre será!
Golf e para quem entende de carro, não está preocupado na revenda está preocupado com satisfação, com acabamento interno, segurança e sofisticação na performance e nos acessórios!
O que move a vida são nossos interesses, você quer um meio de transporte ou um carro foda? Eu sei minha resposta... GTI


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

Sempre tive carros da VW, desde 1989, e o que mais me causou satisfação e também insegurança foi o atual Golf, pois há muitos relatos de quebra do câmbio.

Isso gera um certo medo de viajar em estradas pouco movimentadas, principalmente à noite com família e crianças pequenas.

Já estou com ele há cinco anos e apenas 26000KM, e comecei a notar alguns trancos nas trocas de marcha para ré e segunda, o que pode indicar futuras mensagens de "falha no câmbio".

Confesso que não gosto muito do design do Corolla, mesmo na minha idade, mas gostaria de ter um híbrido ou elétrico, e este possivelmente atenderia também a questão de ter novamente confiança no carro que usarei.

Dentre as opções elétricas, seria um dos mais baratos, e até caberia com um certo aperto dentro do meu orçamento. O GTE pelo custo estaria fora de questão, além dos demais problemas citados nos posts anteriores.

Já nao ligo tanto para o desempenho maior que o Golf 1.4 apresenta em relação ao Corolla híbrido, e uso mais na cidade mesmo, o que ajudaria no consumo.

Certamente não é um bom custo benefício, mas aí eu poderia pegar até um mais barato e gastão, só que não teria aquele prazer (ou não, não testei para saber) de usar uma nova tecnologia.


 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
1 hora atrás, amd3000 disse:

Sempre tive carros da VW, desde 1989, e o que mais me causou satisfação e também insegurança foi o atual Golf, pois há muitos relatos de quebra do câmbio.

Isso gera um certo medo de viajar em estradas pouco movimentadas, principalmente à noite com família e crianças pequenas.

Já estou com ele há cinco anos e apenas 26000KM, e comecei a notar alguns trancos nas trocas de marcha para ré e segunda, o que pode indicar futuras mensagens de "falha no câmbio".

Confesso que não gosto muito do design do Corolla, mesmo na minha idade, mas gostaria de ter um híbrido ou elétrico, e este possivelmente atenderia também a questão de ter novamente confiança no carro que usarei.

Dentre as opções elétricas, seria um dos mais baratos, e até caberia com um certo aperto dentro do meu orçamento. O GTE pelo custo estaria fora de questão, além dos demais problemas citados nos posts anteriores.

Já nao ligo tanto para o desempenho maior que o Golf 1.4 apresenta em relação ao Corolla híbrido, e uso mais na cidade mesmo, o que ajudaria no consumo.

Certamente não é um bom custo benefício, mas aí eu poderia pegar até um mais barato e gastão, só que não teria aquele prazer (ou não, não testei para saber) de usar uma nova tecnologia.


 

 

Tranco para ré e 2a marcha? Se for DSG já pode olhar desgaste da embreagem das marchas pares... nas mudanças para 4a e 6a não dá nada?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

Dá um certo tranco que eu noto quando troca de 3ª para segunda, de 5ª para 4ª e 7ª para 6ª não consigo notar, pois o carro já está em velocidade mais alta e é dificil perceber, mas possivelmente tenha.

Quando estou parado, ao engatar ré dá um tranco bem grande, o carro chega a tremer. Se ficar alternando de N para ré ou D, acontecem os trancos. Na concessionária falaram que é normal, seria o movimento das engrenagens, pois muda o sentido de giro delas entre ré e D, mas pelo que lembro não fazia quando novo. Nos carros manuais também dá um tranco ao alternar de ré para primeira, talvez seja algo parecido no DSG.

Fiz várias vezes o teste da embreagem, aquele que coloca em 6ª e 7ª em marcha lenta e acelera bastante, mas aparentemente não tem giro em falso. Noto que parece girar em falso ao sair em 1ª marcha, mas é como se o sistema soltasse devagar a embreagem, não sei se é patinação normal ou não neste momento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0
Dá um certo tranco que eu noto quando troca de 3ª para segunda, de 5ª para 4ª e 7ª para 6ª não consigo notar, pois o carro já está em velocidade mais alta e é dificil perceber, mas possivelmente tenha.
Quando estou parado, ao engatar ré dá um tranco bem grande, o carro chega a tremer. Se ficar alternando de N para ré ou D, acontecem os trancos. Na concessionária falaram que é normal, seria o movimento das engrenagens, pois muda o sentido de giro delas entre ré e D, mas pelo que lembro não fazia quando novo. Nos carros manuais também dá um tranco ao alternar de ré para primeira, talvez seja algo parecido no DSG.
Fiz várias vezes o teste da embreagem, aquele que coloca em 6ª e 7ª em marcha lenta e acelera bastante, mas aparentemente não tem giro em falso. Noto que parece girar em falso ao sair em 1ª marcha, mas é como se o sistema soltasse devagar a embreagem, não sei se é patinação normal ou não neste momento.

A melhor junção para quem gosta de desempenho e quer confiança de carro japonês e o civic touring, nave cambiozao enceradeira pouca emoção mas bom desempenho! Muito melhor que corolla Deus me defenda kakakakak a vida é muito curta para dirigir carros chatos!


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

Veja vídeo do VW Golf GTE, o híbrido esportivo que chega em novembro

 
 

Por Antônio Carlos da Silva | 17/08/2019 13:37

Tamanho do texto
    1. Home iG
    2.  
    3.  Carros
    4.  
    5.  Colunas
    6.  
    7.  Carros e motores

Modelo plug-in pode ter as baterias recarregadas na tomada e conta com potência combinada de 204 cv. De 0 a 100 km/h, faz em 7,6 segundos

Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça: Golf GTE, o híbrido esportivo da VW que chega em novembro - Carros e motores0:00100%AudimaAbrir menu de opções do player Audima.

O Golf GTE será o primeiro carro hibrido que a Volkswagen vai vender no Brasil e deve chegar já no mês de novembro. É um modelo esportivo que tem dois motores. Um a gasolina, 1.4, TSI turbo e um elétrico acoplado. E o motorista pode optar em usar apenas o elétrico ou somente o a combustão, lembrando que a autonomia só na bateria é de 50 quilômetros, ao custo de cerca de R$ 5.

 
PUBLICIDADE
 

LEIA MAIS: Quem precisa de um Golf GTE híbrido que vai custar R$ 200 mil?

A diferença do híbrido da Volkswagen com outros que são vendidos no Brasil é que a bateria pode ser carregada na tomada. Ele é um modelo plug-in. Mas o motor a combustão também carrega a bateria bem como a regeneração dos freios. Juntando os dois motores a autonomia do Golf GTE chega a 900 quilômetros, com um tanque de apenas 40 litros de gasolina.

 Trata-se de um carro esportivo e esta designação está alinhada com as siglas GTI e GTD, dois ícones da linha Golf. O motor a combustão do GTE é 1.4 com 150 cavalos de potência e o elétrico gera mais 102 cavalos, totalizando 204 cavalos. Por isso é um carro esportivo . Só com o motor elétrico o Golf GTE chega a uma velocidade de 130 quilômetros por hora, com zero de poluição.

Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
 
 
 
 
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
.. Foto: Divulgação
 
Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG
 
1/18
 

 Quando toda a potência combinada do sistema é utilizada, o GTE vai de 0 a 100 km/h em 7.6 segundos, atingindo 222 km/h. Ainda mais significativo é o potencial de propulsão. Com a combinação dos dois motores produz um torque de 35,7 kgfm, resultando em um grande prazer de dirigir.

LEIA MAIS: Testamos o VW Golf GTE, versão híbrida com autonomia de até 900 km

 Tudo isso é transferido para as rodas através de um câmbio automático DSG de seis marchas com aletas atrás do volante. Apesar da potência e torque, o Golf GTE é um dos carros mais eficientes do mundo em termos energéticos. A bateria precisa de 2h45 para carregar totalmente em uma tomada convencional de 220V ou em uma estação de recarga.

 O Golf GTE tem vários modos de condução. Para rodar apenas com o motor elétrico, basta acionar um botão ao lado do câmbio para entrar no e-mode. Também tem o híbrido. Ao selecionar esse modo, a tecnologia do GTE escolhe qual sistema é o mais eficiente para cada situação de uso.

 

LEIA MAIS: VW terá 99 unidades do Golf híbrido no Brasil, a partir do segundo semestre

O motorista não precisa fazer nada. Também tem o modo recarga, quando apenas o motor 1.4 TSI de 150 cavalos movimentará o veículo, que também mandará carga para a bateria. E o modo esportivo GTE. Nele o motor a gasolina e o motor elétrico trabalham juntos para transformar o Golf GTE em um esportivo de verdade. As potências dos dois motores são combinadas e o motorista tem 204 cavalos à disposição.

Fonte: Carros - iG @ https://carros.ig.com.br/colunas/carros-e-motores/2019-08-17/golf-gte-o-hibrido-esportivo-da-vw-que-chega-em-novembro.html

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Você está comentando como visitante. Se você tem uma conta, por favor, entre.
Responder esta pergunta...

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoticons maximum are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...

  • Conteúdo Similar

    • Por alexandrevvo
      Em Brasília-DF.
      GOLF TSI 1.4 GASOLINA, 2013/2014, HIGHLINE ALEMÃO.
      Teto solar, start-stop, auto-hold, sensores dianteiro e transeiro, freio de mão eletrônico, etc..
      87.500 km.
      Com os 04 amortecedores novos (recém trocados).
      Manutenções na Hightorque de bsb.
      https://df.olx.com.br/distrito-federal-e-regiao/autos-e-pecas/carros-vans-e-utilitarios/golf-tsi-1-4-highline-2014-alemao-655202845
    • Por gabrielcosta
      Amigos, tudo certo?
      Infelizmente este fim de semana descobri que o Cárter original do GOLF GTI é de PLÁSTICO, não vi uma vala a noite e acabou trincando esta peça, como consequência, esta vazando óleo. Liguei em varias concessionárias para localizar a peça original e a média de preço varia de R$1.800 - R$2.000 (bem salgado) e não tem a pronta entrega...  Vi um anúncio no Mercado Livre de um Cárter de Ferro (vou deixar o link abaixo para interessados). E a pergunta é:
      Alguém já substituiu esta peça por uma como essa (em ferro)? Saberia dizer se ela pode ocasionar algum problema no carro? Devido a temperatura ou qualquer outro motivo?
      Obrigado a todos desde já!
       
      Link ML: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-958092832-carter-de-oleo-do-motor-golf-gti-20-mk7-2014-a-2018-cvideo-_JM
    • Por joaoh2
      Faala, Pessoal.

      Meu nome é João entrei recentemente no fórum e estou em busca de um Golf tsi com câmbio manual. 
       Preferência por: 
      - baixa km
      - highline
      - com teto solar
    • Por fepancan
      - Prefiro com Km Mais baixa
      - Não importa o ano
      -Teto + Pacote Elegance (opcional)
      - Não quero o com cambio DSG
    • Por Rodrigon
      Salve salve, comprei um golf tsi 2014 na autorizada da vw e eles dão um ano de garantia em carro semi novo. Queria saber se eu mexer no escapamento do carro vou perder essa garantia, alguém sabe me informar se eu perco ou nao a garantia de motor e câmbio? Obrigado!