Leaderboard


Popular Content

Showing most liked content since 08/15/19 in all areas

  1. 2 points
    Veja vídeo do VW Golf GTE, o híbrido esportivo que chega em novembro Por Antônio Carlos da Silva | 17/08/2019 13:37 Tamanho do texto - + Home iG › Carros › Colunas › Carros e motores Modelo plug-in pode ter as baterias recarregadas na tomada e conta com potência combinada de 204 cv. De 0 a 100 km/h, faz em 7,6 segundos Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça: Golf GTE, o híbrido esportivo da VW que chega em novembro - Carros e motores0:00100%AudimaAbrir menu de opções do player Audima. O Golf GTE será o primeiro carro hibrido que a Volkswagen vai vender no Brasil e deve chegar já no mês de novembro. É um modelo esportivo que tem dois motores. Um a gasolina, 1.4, TSI turbo e um elétrico acoplado. E o motorista pode optar em usar apenas o elétrico ou somente o a combustão, lembrando que a autonomia só na bateria é de 50 quilômetros, ao custo de cerca de R$ 5. PUBLICIDADE LEIA MAIS: Quem precisa de um Golf GTE híbrido que vai custar R$ 200 mil? A diferença do híbrido da Volkswagen com outros que são vendidos no Brasil é que a bateria pode ser carregada na tomada. Ele é um modelo plug-in. Mas o motor a combustão também carrega a bateria bem como a regeneração dos freios. Juntando os dois motores a autonomia do Golf GTE chega a 900 quilômetros, com um tanque de apenas 40 litros de gasolina. Trata-se de um carro esportivo e esta designação está alinhada com as siglas GTI e GTD, dois ícones da linha Golf. O motor a combustão do GTE é 1.4 com 150 cavalos de potência e o elétrico gera mais 102 cavalos, totalizando 204 cavalos. Por isso é um carro esportivo . Só com o motor elétrico o Golf GTE chega a uma velocidade de 130 quilômetros por hora, com zero de poluição. Volkswagen Golf GTE. Foto: Guilherme Menezes/iG 1/18 Quando toda a potência combinada do sistema é utilizada, o GTE vai de 0 a 100 km/h em 7.6 segundos, atingindo 222 km/h. Ainda mais significativo é o potencial de propulsão. Com a combinação dos dois motores produz um torque de 35,7 kgfm, resultando em um grande prazer de dirigir. LEIA MAIS: Testamos o VW Golf GTE, versão híbrida com autonomia de até 900 km Tudo isso é transferido para as rodas através de um câmbio automático DSG de seis marchas com aletas atrás do volante. Apesar da potência e torque, o Golf GTE é um dos carros mais eficientes do mundo em termos energéticos. A bateria precisa de 2h45 para carregar totalmente em uma tomada convencional de 220V ou em uma estação de recarga. O Golf GTE tem vários modos de condução. Para rodar apenas com o motor elétrico, basta acionar um botão ao lado do câmbio para entrar no e-mode. Também tem o híbrido. Ao selecionar esse modo, a tecnologia do GTE escolhe qual sistema é o mais eficiente para cada situação de uso. LEIA MAIS: VW terá 99 unidades do Golf híbrido no Brasil, a partir do segundo semestre O motorista não precisa fazer nada. Também tem o modo recarga, quando apenas o motor 1.4 TSI de 150 cavalos movimentará o veículo, que também mandará carga para a bateria. E o modo esportivo GTE. Nele o motor a gasolina e o motor elétrico trabalham juntos para transformar o Golf GTE em um esportivo de verdade. As potências dos dois motores são combinadas e o motorista tem 204 cavalos à disposição. Link deste artigo: https://carros.ig.com.br/colunas/carros-e-motores/2019-08-17/golf-gte-o-hibrido-esportivo-da-vw-que-chega-em-novembro.html Fonte: Carros - iG @ https://carros.ig.com.br/colunas/carros-e-motores/2019-08-17/golf-gte-o-hibrido-esportivo-da-vw-que-chega-em-novembro.html
  2. 2 points
    chrisarec

    Quebra da Mecatrônica DSG7

    Em alguns paises (China e Australia, se não me falha a memória) os carros com DSG tiveram que trocar o óleo sintético por mineral. Mas isso foi antes do lançamento do MK7. Os primeiros Golfs importados da Alemanha já vieram com oleo mineral (tropicalização)
  3. 2 points
    MBourne

    Troca da Correia Dentada - TSi

    Fala galera, tudo certo?! Vou dar meu depoimento aqui sobre a troca das correias e acredito que possa ajudar bastante gente: Vamos lá, tenho um TSI 1.4 14/14 Alemão com 51.042 km, fiz a 9º revisão agora em Julho e o técnico sugeriu que fizesse a troca do jogo de correias (Dentada, Poly V(Alternador), polia e tensor e Jogo de Velas(4 no total)), segundo ele o indicado seria 60.000km ou 4 anos, o que ocorrer primeiro, o orçamento na css Saga foi de R$1940. Um amigo que também tem um Golf já havia me dito que essa troca seria cara, ainda sim preferi não fechar na css antes de dar uma pesquisada. Bom, foi uma saga a busca por essas peças, entender os códigos exatos de acordo com seu chassi, os fornecedores(ai vc encontra desde outras css, css anunciando produtos no mercado livre, css revendendo peças de distribuidores locais, me parece que essa última opção gera mais margem para as css, dado que é o que eles ofertam primeiro. Ex.: me ofereceram correia da marca contitech, que é o msm fabricante que faz as peças para a montadora, porém não vem na caixa da "volks" como as peças que a montadora manda para as css e que são fabricadas peço mesma indústria) Bom, essa novela da identificação correta das peças para o carro, e a compra ocorreram num intervalo de uns 15 dias. As peças foram compradas em duas css Volks que anunciam no Mercado livre, foram os melhores preços que encontrei e todas vieram para as css através da indústria (Volks), ou seja não foram compradas de distribuidores de peças locais. Agora vem a parte interessante e que pode ajudar os demais usuários que pretendem trocar essas peças: Fazendo as pesquisas de preço, percebi que o item mais caro era a tal da polia reversora, código: 04E 109 244 B. 04E 109 244 B - Quando eu passei o chassi para as css consultarem as peças, foi esse código de polia que apareceu pra eles. Essa é uma peça importada da Alemanha e talvez por isso o preço salgado, média das cotações que fiz foi de R$600 reais. Conversando com o vendedor das peças da css Sorana que vende as peças no Mercado Livre, ele me passou um orçamento dessa polia num preço muito melhor, cerca de 1/4 do valor, logo de cara percebi que o código era diferente 04E 109 244 D. Questionei sobre a compatibilidade e ele me disse que se tratava da mesma peça, porém uma era fabricada no Brasil e outra na Alemanha, ele me mandou fotos das peças e de fato, eram idênticas. Acabei ligando na fábrica da Volkswagen para questionar sobre isso e pra minha surpresa eles confirmaram que ambas eram compatíveis. Comprei essa polia mais barata e troquei em uma oficina local aqui, dado que o pessoal da css Saga, nem seu deu ao trabalho de me passar um orçamento do serviço da troca. Talvez tenhamos mais peças nacionais compatíveis, mas me parece que o pessoal das css onde pesquisei desconhecem isso, ou simplesmente não se importam, dado que é algo que meio que não temos escolha né?! Precisamos trocar. Meu conhecimento sobre esses detalhes é muito limitado e a coleta de informações foi meio que "garimpado" contando a ajuda de um ou outro vendedor de peças dessas css, mas acabou dando tudo certo. Os itens trocados foram: Velas - Mercado Livre - Brasal (Css Brasília) R$368: 4 Velas: 04E 905 612 C - R$368 Kit Correias, Polia e Tensor - Mercado Livre - Sorana (Css São Paulo) R$513: Correia Dentada: 04E 109 119 L Correia Poly V: 04E 145 933 R Polia: 04E 109 244 D Tensor: 04C 109 479 J O custo total das peças foi de R$881 contra R$1.255 da Saga(css local), olhando assim a diferença não parece muito grande, mas a peregrinação ajudou a conhecer mais sobre as peças e me deixa um pouco mais preparado pra falar por exemplo com o cara que me atende na oficina e tenta as vezes te empurrar coisas que nem preciso. O custo da mão de obra foi de R$400, fechando um total de R$1.281 contra os R$1.940 oferecidos pela css inicialmente. Importante reforçar aqui turma que o serviço de troca precisa ser executado por uma oficina de confiança com um técnico que de fato saiba trocar, é um serviço demorado que tem muitos detalhes. Bom, espero ter contribuído ai para o conhecimento de todos, ler os relatos de todos aqui me ajudou bastante, principalmente na época em que tive problema com a mecatrônica. Abs!
  4. 1 point
    igork

    Tutorial Espelhamento de Celular MIB1

    O meu é 2014 com MIB1 também. Você testou espelhar o Waze do celular para a CM? Ficou com a tela desligada?
  5. 1 point
    Olha, eu olhei aqui e tem 2 peças, as duas são compativeis com o GTI, só que a segunda é bem mais em conta, a primeira foi até 05/2017, a segunda a partir de 05/2017. Não sei o que muda, mas pode ser que sirva no seu. 06K103600R 06K103600AA Você pode ver as concessionarias que têm aqui: http://www.pecas-on-line.com.br/consultacod.php4
  6. 1 point
    É, o melhor a se fazer é a substituição pela peça original mesmo. Vlw!
  7. 1 point
    Aqui nesse fórum, é o primeiro relato de cárter trincado. Lembro que um youtuber o Diego Faustino que também tem um GTI, uma vez atropelou um tarugo de madeira que destruiu o cárter dele e que me recordo, o mesmo trocou por um original de plástico! Boa sorte aí na sua escolha! Abraços!
  8. 1 point
    Berrante

    Aquecimento de bancos no nacional

    Aqui em Brasília uso.bastante. e as mina pira. Esses dias dei carona pra uma universitária. Nessa época do ano, esfria bastante de noite e de manhã. E quando ela sentou no banquinho quentinho, Só sucesso. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  9. 1 point
    Descobri, é a propria tubulação que veio solta da ccs. Tem algum vazamento no encaixe com a turbina, ontem com outra pessoa acelerando eu fui forçando a tubulação e consegui fazer o barulho sumir... Vamos ver se a ccs assume o conserto.
  10. 1 point
    stw

    Quebra da Mecatrônica DSG7

    Exatamente por isso que falei com certeza sobre não precisar trocar o óleo de câmbio do dsg7 (já que ele não existe), mas usei a palavra parece pra falar do da mecatrônica. De maneira geral os debates sobre esse assunto aqui no fórum são bem completos e vão na direção do que o chrisarec disse aí em cima.
  11. 1 point
    Henrique Monteiro

    Quebra da Mecatrônica DSG7

    Então... Tem sim. A mecatrônica quebra porque o óleo é sintético e absorve água nos climas quentes e úmidos. Por isso a recomendação do óleo mineral. É um litro somente.
  12. 1 point
    iCardeX

    BOBINAS: COMO REMOVER?

    E depois que um bando de trouxa (eu me incluo) se lascou, com a falta de comprometimento e seriedade do concessionário autorizado, finalmente esses mexânicos estão aplicando o silicone de ouro. Vai entender: rasgar o terminal de ignição e trocar por outros 4 novos sai até mais em conta que os 20 gramas de silicone da Nasa. Até hoje estou com 2 bobinas completas, guardadas aqui, por causa da incompetência da VW. Será que tem prazo de validade? Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  13. 1 point
    RodrigoSP2

    BOBINAS: COMO REMOVER?

    Fiz a troca preventiva das velas do meu carro pois vou viajar pra longe semana que vem. Embora meu carro esteja com 54 mil km e a VW sugere trocar com 60 mil km. Código da peça (vela de iridium) é 04E905602F. Como é Made in Japan imagino que seja NGK (Só suposição mesmo). Abaixo uma imagem de como a original estava, segundo o mecânico não há indício de carbonização ou problemas em retentores ou sedes de válvulas. Preço pago (incluindo m.o.) foi o mesmo do site: R$380,00 Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  14. 1 point
    RodrigoSP2

    GOLF MK8

    Segundo a imprensa especializada o pulo do gato no Golf MK8 será a adoção do sistema microhibrido 48V. O que isso significa? Significa que em velocidades constantes por longos períodos o carro funcionará como um elétrico. E em velocidades de cruzeiro há a possibilidade de desligar-se 2 cilindros pra economizar combustível. Também tem o fato de que o Golf adotará algumas tecnologias de condução semi-autonoma, como ACC com controle de direção para curvas. Diante de tantas mudanças, acho sim que merece uma nova designação de geração. Se quiser ter uma idéia de como funciona a tecnologia microhibrida, da uma olhada no vídeo do MB Classe C 200 EQ lançado recentemente no Brasil. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  15. 1 point
    bryan_souto

    Troca de óleo

    Miki boa tarde! Realmente, como nossos amigos falaram aí acima, não se deve economizar em Carro turbo. O óleo que passa na Turbina do Golf é mais fina que um fio de cabelo. Se uma impureza passar por ela, pode destruir toda a turbina, e o conserto não é nada fácil. O Recomendado pelas concessionárias é a troca a cada 6 meses, ou 10 mil km, o que vier primeiro. A troca dos filtros também são sempre recomendadas. Abraços,
  16. 1 point
    high_tension

    Troca da Correia Dentada - TSi

    Pessoal, to passando aqui só pra relatar minha experiência. Tenho um Golf 1.4 TSI 13/14 rodando desde fev/14 com 87 mil km e fui pra 9ª revisão. Diante dos fatos colocados aqui no fórum, alguns relatos e tudo mais, estava na dúvida se realmente eu deveria trocar as correias pois o carro não teria atingido a km recomendada para troca (120 mil km) porém já havia passado do tempo recomendado (4 anos e meio). Como se trata de um composto de borracha, há sempre a questão do ressecamento, e como eu pego bastante estrada e estou sempre viajando a serviço com o carro, não poderia correr o risco do carro me deixar na mão, sem contar o preço de reparo do motor em um possível rompimento da correia. Enfim, resolvi fazer a troca. Por curiosidade pedi para ver as correias originais que foram substituídas e aparentemente elas ainda estavam em bom estado, sem sinais de rachaduras ao dobrar nem ressecamentos. Havia um leve desgaste nos dentes da correia, mas é uma situação normal e ainda daria para rodar tranquilamente mais alguns bons km. Porém, como disse anteriormente, preferi fazer a substituição mais por prevenção mesmo, até porque pretendo ficar mais um bom tempo com este carro. Mas talvez pudesse ter esperado um pouco mais. De qualquer forma, sempre será uma incógnita do quanto mais a correia aguentaria e efetivamente quando substituí-la. Pelo sim ou pelo não, resolvi fazer a troca. Apenas a critério de informação, gastei nessa troca R$1.413,96 em uma ccs VW no interior de SP. Pelo que pude perceber, a diferença gritante de valor entre uma ccs e outra se deve, em boa parte, pelos itens que efetivamente são trocados e a mão de obra. Tem lugar que cobra caro pois troca absolutamente tudo do conjunto, algumas coisas talvez até desnecessárias. No meu caso, troquei: correia dentada + rolamento tensor, correia auxiliar (poly-v), correia da bomba d'água + vedante e liquido de arrefecimento. NÃO troquei a polia/tensionador do alternador junto com a correia auxiliar pois o chefe da oficina disse não haver necessidade desta troca conjunta pois a polia estava em boas condições. Eles só recomendam a troca conjunta da polia/tensionador da correia dentada. Algumas ccs incluem este item (polia do alternador) no "pacote" além de cobrarem até os parafusos. Infelizmente não tenho conhecimento técnico suficiente para confirmar ou desmentir o que o chefe da oficina me disse, mas me parece lógico que a polia do alternador feita de materiais muito mais duráveis que da própria correia tenha uma vida útil maior, não sendo necessariamente preciso fazer a troca das duas coisas em conjunto, até porque a polia deve durar mais do que até o próprio alternador. Já a polia/tensionador da correia dentada troca-se por segurança (embora também possa estar em boas condições) e por sofrer um trabalho mais "pesado", por assim dizer. O que acham?
  17. 1 point
    GUGA

    Troca de óleo

    Cara, carro turbo nunca deve se economizar em óleo, é a economia mais porca que existe. Apesar da VW ter trocado as revisões de alguns carros para 1 ano, em carro turbo o óleo em bom estado é essencial . Acho que essa economia de 200 reais não se justifica nunca.
  18. 1 point
    Olá, desculpe a demora em responder. Em menos de um mês após o término da garantia, o carro com 40 mil km rodados, começou a fazer um barulho "tec tec tec ...", fiquei preocupado achando que era motor. Até notar que ao pisar na embreagem o barulho parava. Já imaginava que a embreagem teria que ser trocada. Levei na concessionária, dizendo o que eu sempre reclamei nas revisões, que eu achava que a embreagem não estava legal, "trepidava, engasgava o carro, sensação de patinação tambémi, sso desde 20 km. Mas não deu certo, desceram o câmbio do carro e falaram que era desgaste de uso, e me passaram um orçamento de 4200 para o kit (disco, platô, e colar) e mão de obra. (Como eu já imaginava que a negativa de garantia seria quase certa, já que me enrolaram até ali, antes de levar o carro na css fiz algumas cotações e achei o mesmo kit da Sachs por 1500 reais). Então sabendo do valor mais em conta, falei para o meu consultor que eu não trocaria na css pois o kit ficaria 1500 e mão de obra de um mecânico de confiança 480. Ele disse que teria que cobrar a mão de obra da desmontagem e montagem do câmbio, então pediu pra eu fornecer a embreagem que aproveitaram a a mao de obra (780 reais). Entao resumindo, com menos de 2 mil da pra trocar o kit de embreagem do golf manual, e o problema relatado por mim foi resolvido com a embreagem nova, hoje o carro funciona sem trepidaca e/ou engasgamentos na saída. O que reforça que minha embreagem original nunca funcionou a contento.
  19. 1 point
    RicW

    Estatística: falhas câmbio DSG7

    Bom dia, Galera! A pedido da Comunidade, estou lançando uma pesquisa para saber quantas falhas ocorreram com os câmbios DSG dos participantes do fórum. Para facilitar o preenchimento e garantir que todos fornecerão as mesmas informações, criei esta pesquisa utilizando o "Google Forms" Peço aos confrades que já tiveram problemas que preencham este questionário no link abaixo: http://goo.gl/forms/2MknvwGnNQ Pode preencher do celular também, funciona bem e é muito fácil. Peço a paciência dos respondentes porque a pesquisa pode ser meio longa, mas é importante que entendamos os fatores que podem influenciar nos problemas mencionados. Basicamente, a pesquisa pergunta o seguinte: - Dados do seu carro (DSG6 ou DSG7, procedência, ano de fabricação, modelo, etc) - Dados do problema (o que aconteceu, com quantos km, qual foi a solução dada, se foi coberto em garantia, quanto tempo ficou sem o carro, etc) - Pesquisa de hábitos de condução (enfrenta muito engarrafamento? como você dirige? fez algum mod/up no carro? etc) Algumas regras deverão ser seguidas. Caso contrário, as respostas serão excluidas: - Relatem somente problemas confirmados e resolvidos. Suspeitas e problemas ainda em processo de solução serão ignorados. - Ruídos e retenções de marcha, a princípio, não são problemas, e sim esquisitices "normais" do DSG. Se estes fatores não resultarem em algum reparo ou troca de componentes do câmbio, os relatos serão ignorados. - Supostos problemas resolvidos somente via atualização de software serão ignorados. O objetivo destas regras é garantir que estamos computando apenas problemas e não estamos distorcendo as estatísticas com medos, receios e fantasmas. Vou divulgando aqui as estatísticas e os relatos, à medida que o pessoal for respondendo. Peço também que usemos este tópico também para discutir os resultados desta pesquisa e os problemas do DSG, atuais ou futuros. Vamos evitar multiplicar ainda mais os tópicos sobre o assunto aqui no fórum. ATENÇÃO: 1) SOMENTE AS RESPOSTAS DE MEMBROS DO FÓRUM SERÃO CONSIDERADAS! POR FAVOR, IDENTIFIQUE-SE COM O SEU NICKNAME EXATO NA PESQUISA, PARA QUE CONSIGAMOS VERIFICAR O CONFRADE QUE TEVE O PROBLEMA. 2) ESTA PESQUISA É APENAS INFORMATIVA, POIS NÃO É POSSÍVEL VERIFICAR A AUTENTICIDADE DOS RELATOS, QUE FORAM FORNECIDOS VOLUNTARIAMENTE E SEM NENHUMA IDENTIFICAÇÃO DOS PARTICIPANTES ALÉM DAQUELA FORNECIDA, PRESUMIVELMENTE DE BOA FÉ, PELOS MESMOS. [========================================] Amigos, permitam-me discorrer um pouco a respeito da validade estatística deste levantamento. É comprido e chato, mas acho importante que leiam até o final. Em primeiro lugar, é importante deixar claro que esta pesquisa não pretende estabelecer a "verdade absoluta", e sim fornecer dados com algum lastro na realidade sobre o assunto, desmistificando assim a questão das falhas do DSG, para o bem ou para o mal. Outro ponto relevante são as premissas que devemos adotar para fazer quaisquer análises sobre estes números. Estas premissas são requeridas, simultaneamente, para interpretar os resultados dos tópicos de estatísticas que criei aqui no fórum ("Quantos mk7 temos...", "Opinião sobre a pesquisa de falhas..." e este aqui, de falhas do DSG), e que estão indissociavelmente relacionados neste momento: Premissa de honestidade: todas as pessoas que preenchem as pesquisas fornecem informações verdadeiras e precisas. Isso vale para os dados dos carros, das falhas, de tudo. Ou seja: estou desconsiderando a existência de haters, mentirosos compulsivos, desocupados que querem apenas "causar", etc. Premissa de espontaneidade: a resposta às enquetes é espontânea e, obviamente, não teremos a adesão de 100% do grupo. Por exemplo, se tivermos 100 carros cadastrados no fórum, provavelmente temos muito mais proprietários do que isso, talvez 200, 300, ou até mais. Não há como garantir os 100% e não queremos garantir os 100%. E isso não é importante! O importante aqui é o seguinte: espontaneidade. Responde quem quiser, quem achar importante, quem não tiver restrições morais ou religiosas, etc. A importância disso fica clara na próxima premissa. Premissa de proporcionalidade (esta é a mais polêmica): a proporção de respondentes das enquetes é sempre semelhante. Explico: se 50% dos proprietários cadastraram seu carros no fórum, também algo em torno de 50% dos proprietários que tiveram problemas relatarão as falhas. Ou seja: a espontaneidade é semelhante em todas as pesquisas. A premissa 2 é importante para aumentar as chances da premissa 3 ser verdadeira. Se estas 3 premissas não forem verdadeiras, há grandes chances de introduzir distorções nas estatísticas. Valeu!!!
  20. 1 point
    RicW

    Aquecimento de bancos no nacional

    Os bancos do Golf nem de couro são. É um vinil "moderno", se não me falha a memória a VW batizou de "V-Tex". Dizem que são mais duráveis e requerem menos cuidado que o couro natural. A bem da verdade, o Cruze que tive anteriormente tinha bancos sintéticos também, a menos da faixa central que era natural. Nunca tive nenhum cuidado especial além do pano úmido ao lavar o carro, o que eu fazia uma vez ao mês, e vendi o carro com eles perfeitos ao cabo de 4 anos. Abraço Sent from my SM-G935F using Tapatalk
  21. 1 point
    Jorge Jox

    Aquecimento de bancos no nacional

    Os maiores inimigos do couro são o sol e o suor! E os dois geralmente aparecem juntos! Carro em garagem coberta: pode estar calor, mas os bancos não esquentam e as pessoas não suam, com o ar condicionado ligado! Carro em garagem aberta: o banco toma sol e o motorista, mesmo com o ar ligado sua nas costas devido ao banco quente! Claro, esse problema é mais intenso em cidades quentes e ensolaradas! Enfatizo o banco do motorista porque é o único usado 100% do tempo! Mas tendo os devidos cuidados o banco pode durar bons anos! Levando tudo em consideração, ainda prefiro os bancos em alcântara ao invés de couro! São mais baratos, não esquentam como os de couro sob o sol, praticamente não requer cuidados! Quanto a beleza, é subjetiva, vai de cada um!
  22. 1 point
    Esse camarada do referido blog e um gato enterrado o seu "produto" é a mesma coisa!!! Sem base nenhuma, é igual pegar Sabrina Sato, Geisy Arruda e Luciana Gimenez e coloca-las em uma mesa redonda, para dialogarem sobre a Faixa de Gaza. É cada tirador de pedido! Pessoas não saber é uma coisa, agora, "pensar" que sabe e ficar vociferando e soltando verborragias é outra coisa. E o pior é que tem muitos Tonho's da Lua e Jamanta's da vida que acreditam e creem nessas maluquices.
  23. 1 point
    Desconsidere esse vídeo, pois ele é feito por uns xiitas/membros do Estado Islâmico de um certo blog de maníacos que nutrem uma devoção quase doentia pela VW. A imparcialidade é algo que passa muito, mas muuuito longe das informações por eles prestadas. Sem falar que atacam veementemente o câmbio DSG em detrimento ao Tiptronic, de modo que vc não deve levar muito em consideração tais (des)informações. Enviado de meu SGP311 usando Tapatalk
  24. 1 point
    iCardeX

    Rastreador Bloqueador GPS TK303

    Ficou o quê?
  25. 1 point
    gvellar

    Pastilhas

    Fiz a revisão dos 60 mkm semana passada e ficaram tentando me empurrar a troca das pastilhas e também tem um xenon que está piscando e não liga.. falaram que está queimado.. será? Não apareceu o alarme de troca das pastilhas, então eu tlvz procure na internet e guarde.. não pretendo trocar de carro tão cedo, acho que vou passar dos 100mkm com ele.
  26. 1 point
    TheRidecrag

    Pastilhas

    Gente, vi muita gente duvidando da concessionária quando diagnosticam o fim das pastilhas de freio. É simples, o nosso carro tem aviso de troca de pastilha. Manda a concessionária para o inferno e espera acender a luz de troca de pastilhas. Eles só querem se dar bem em cima de quem não tem esse conhecimento.
  27. 1 point
    Relaxa cara, eu estava brincando. Quem sabe a VW faz um up das nossas centrais multimidia, assim como está fazendo um up no Golf nacional trocando o DSG e a suspensão multi-link rsrs.
  28. 1 point
    msevalho

    Pastilhas

    Troquei as dianteiras e traseiras na semana passada com 22 mil KM do meu Highline Alemão 13/14 As dianteiras foram JURID (Bosch) e as traseiras WILLTEC Ambas compradas no Mercado Livre por volta de R$150 cada par.. http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-680526241-pastilha-freio-traseira-novo-golf-2013-_JM#redirectedFromParent Por coincidência/sorte as dianteiras (JURID) eram da mesma marca das "ORIGINAIS" da VW! Ambas dianteiras e traseiras rodando desde então sem nenhum ruído ! Moral da estória: não caiam nessa de pagar mais de R$600 por cada par na CSS
  29. 1 point
    Jorge Jox

    Pastilhas

    Concordo contigo RMTA, mas muitas vezes o que as css oferecem não são as mesmas que vem no carro original, Golf alemão, Golf mexicano e por aí vai... Vc já prestou atenção em amortecedores? Os originais passam fáceis dos 40.000km, podendo chegar a 60.000km, mas os de reposição só duram 40.000km Antigamente, quando um lote de amortecedores chegava na montadora, algumas amostras eram testadas e se fossem reprovadas o lote todo era devolvido Já, para o mercado de reposição, não havia teste e provavelmente aquele lote que foi devolvido na montadora ia também para o mercado de reposição Hoje, não sei mais como as coisas estão nas motadoras
  30. 1 point
    Jorge Jox

    Pastilhas

    Meu amigo, se vc não tem pé pesado, estão tentando te enganar. ..As pastilhas duram muito mais que 20.000km
  31. 0 points
    guiqfc

    Golf tsi 2017 cambio tiptronic

    Então Bryan já fizeram o reparo da mecatronica mais não adiantou de nada.. vão ter q trocar o cambio. Só que a Vw disse que é caracteristica e que isso não vai afetar a vida ultil da transmissão . Como que não vai afetar um caramba nunca vi trancos não afetar.. já esta afetada já veio assim afetada com esse problema de fabricação... da tranco quando coloco no manual de 2 para 1 e em descidas da tranco de 3 para segunda e ele nunca reduz a marcha de 3 para 2 somente em descidas e quando reduz da um puta tranco... Pois vou abrir reclamação no reclame aqui . e vou no abrir um processo tbm contra a vw por que eles não quer arrumar o meu carro dizendo q essas coisas são características do modelo... olha as ideias dos cara :@ estou muito revoltado com tudo isso cara... Mas vou colocando aqui as novidades e decorrer de tudo isso....
  32. -1 points
    20 mil km, mas isso é desde o começo. Como o meu é manual ele tem essa característica. Vi um vídeo no YouTube por volta dos 5 min é comentada essa diferença, agora não sei se essa característica estaria mais ligada ao carro ser somente à gasolina, e com 27% álcool, Imagino que a resposta do flex indiferente do cambio, teria que ser melhor.