Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''brasil''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Volkswagen Golf MK7 Tópicos Gerais
    • MK7 Golf / GTI Discussoes
    • Golf MK7 Fotos, Videos, Media
    • Garagem
    • Mundo De Detailing
    • Mundo VW
  • Volkswagen Golf MK7 Tópicos Técnicos
    • Manutenção Do Seu MK7
    • GTI 2.0T Motor / Escape / Tuning
    • 1.4T Motor / Escape / Tuning
    • Suspensão, Rodas, Freios, Chassi
    • Modificações Cosméticas Internas e Externas
    • Retrofits - Instalações De Upgrades Apos a Compra
    • Guias e DIY
    • Ajuda e Suporte com VCDS
  • Volkswagen Golf MK7 Tópicos Regionais
    • Brasil Norte
    • Brasil Nordeste
    • Brasil Centro-oeste
    • Brasil Sudeste
    • Brasil Sul
    • Exterior
  • Classificados
    • Peças e Acessórios MK7
    • Carros
    • Outros
  • GolfMK7.com.br
    • Feedback

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

Encontrado 6 registros

  1. Segue uma lista de ajustes que e possível para fazer com o VCDS nos novos MK7. Favor utilizar apenas a versão 12.12 do VCDS (disponível para venda comigo). habilitar a opção de menus em [09] Central Electronics Entra no Function 16 (Permissions)e entra o codigo 31347 ` Desligar o aviso de sinto [17] InstrumentsAdaptation Channels -> function 10Escolher disable seatbelt warning (Gurtwarner deaktivieren)mudar para "yes" (valor padrão: none) Ativar farois de neblina como Coming/Leaving Home [09] Central ElectronicsSecurity Access e colocar codigo 31347Procurar "Comfort-Illumination" Escolher "Fog Light" Mostrando o nivel de carga da bateria [17] InstrumentsVai no adaptation channelsProcura Battery Charge > colocar ActiveComo usarDesligar ignição, pressionar e segurar o boato que zera a KM no painel. Ele vai começar trocando as informações que ele mostra, primeiro vai a opção de zerar o KM, depois relógio, e a terceira opção que vai aparecer e Bateria.Solta o botão e no painel vai aparecer o nivel da carga. Aviso sonoro de abertura / fechamendo [09] Central ElectronicsSecuity Access código 31347Adaptation channels:(1)-Acknowledgement Signals -Akustische Rueckmeldung entriegen (un-lock acoustic feedback)(2)-Acknowledgement Signals -Akustische Rueckmeldung verriegeln (lock acoustic feedback)Coloca ON ou OFF (ON vai ativar o aviso, OFF desligar)(7)-Acknowledgement Signals -Menuesteuerung akustische Rückmeldung (Acoustic lock menu) Coloca ONA ultima opção vai habilitar menu adicional no radio em modo "Carro", Configurações, "Fechamento" menuAssim vai ter a opção de ligar / desligar o aviso sonoro direto do radio. Staging - Melhor que explicar o que que e.. segue um video [17] InstrumentCoding -> Function 10Byte 1Habilitar bit 0
  2. Volkswagen confirma seis carros eletrificados no Brasil até 2023 MAI 05, 2019 em 07:00 + POR: NICOLAS TAVARES, Repórter Primeiro deles será o Golf GTE híbrido, previsto para o 2º semestre Aos poucos, as fabricantes começam a entrar no segmento de carros elétricos e híbridos no Brasil. Uma das que trabalham para isso é a Volkswagen, que planeja lançar seis carros eletrificados nos próximos cinco anos. O primeiro deles já está confirmado: o híbrido plug-in Golf GTE, apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro passado, e que começará a ser vendido no 2º semestre deste ano. 6 Fotos Avistado diversas vezes em testes no Brasil, o Volkswagen Golf GTE está há tempos nos planos da empresa, mas ainda não foi lançado. Parece que dessa vez vai, pois a fabricante continua a confirmá-lo para este ano. Chegará bem atrasado, pois a nova geração do Golf será apresentada em outubro. É equipado com o motor 1.4 TSI de 150 cv e um elétrico de 102 cv, capaz de rodar por 50 km usando apenas a energia das baterias, ou até 880 km no modo híbrido. Mais notícias dos híbridos da Volkswagen Volkswagen venderá Golf GTE (híbrido) e elétrico no Brasil em 2018 Flagra: VW Passat 2019 esconde visual reestilizado na versão GTE Além do Golf GTE, a empresa também mostrou o elétrico e-Golf e o híbrido Passat GTE, ambos com chances de chegar ao nosso mercado. O e-Golf pode vir como uma forma de testar a aceitação do público, já que esta versão sairá de linha e não terá um sucessor na próxima geração do hatch médio. Ele tem autonomia de 300 km e usa um motor elétrico de 136 cv e 29,6 kgfm. O Passat GTE é semelhante ao Golf GTE, adotando a mecânica composta pelo 1.4 TSI de 150 cv e o motor elétrico de 115 cv. Com conta com baterias maiores, e a autonomia total pode chegar a 965 km. Poderia ser vendido como uma alternativa para quem prefere um carro mais espaçoso do que o Golf. 15 Fotos Mesmo que estes três modelos estejam na lista dos seis lançamentos previstos pela fabricante, ainda ficamos com três carros faltando e as possibilidades são muitas. Da linha atual vendida na Europa, o único que não foi mostrado no Salão do Automóvel é o e-Up!, que ganhará uma nova versão com maior autonomia no 2º semestre. Dentre os modelos inéditos, as duas possibilidades são o Tiguan, que receberá uma variante híbrida em breve e que já roda em testes na Europa; e os modelos elétricos da linha I.D., que estreiam em setembro no Salão de Frankfurt. Porém, a fabricante terá problemas com o preço, já que a versão hatch custará 29.990 euros e ainda dará prejuízo com cada unidade. Fotos: Donizetti Castilho https://motor1.uol.com.br/news/347649/volkswagen-carros-eletricos-hibridos-brasil/
  3. http://www.car.blog.br/2017/10/vw-oficializa-fim-de-linha-para-golf-16.html VW oficializa fim de linha para Golf 1.6, CC e Fusca - Brasil CATEGORIAS: FIM DE LINHA , FUSCA , GOLF , VOLKSWAGEN , VW CC 43 COMENTÁRIOS A Volkswagen do Brasil oficializou o fim de produção do Golf com o motor 1.6 MSI no Brasil, tanto em versão com transmissão manual quanto automática (veja teste de longa duração com esse modelo clicando aqui). Na prática, o carro já estava fora de linha desde fevereiro, quando publicamos o encerramento de produção (veja aqui), e o adiamento da oficialização serviu, provavelmente, para desovar as unidades que ainda estavam em estoque. Outro modelo do Golf que saiu de linha, mas este ainda não oficializado, é a versão Highline 1.4 TSI com transmissão manual, configuração que não pode mais ser nem sequer encomendada. Novamente, a oficialização vai demorar um pouco para dar tempo de zerar o estoque de modelos produzidos e ainda não comercializados. Dessa forma, a linha Golf, no momento, fica com o 1.0 TSI com transmissão manual, o 1.4 TSI Highline Automático, e o GTI 2.0 TSI DSG-6. O movimento já prepara a chegada da linha 2018, provavelmente no começo de 2018, que chega com reestilização, motor 200 TSI de 128 cv na versão Comfortline, associado com transmissão automática de seis marchas. Em entrevista ao Jornal Massa News (que reproduzimos abaixo), do Paraná, o CEO da VW América do Sul, David Powels, confirmou que o Golf continua a ser fabricado no Brasil. CC e Fusca O Fusca também saio oficialmente do line-up da VW Brasil, até mesmo porque sua produção no México (de onde vinha importado para o Brasil) se encerra no fim do ano, com a linha dando lugar ao T-ROC, o qual também deverá ser importado para o Brasil a partir do ano que vem (OBS: Fabricação do T-ROC no México e importação para o Brasil ainda sem confirmação oficial). Além disso, o CC, que na Europa foi sucedido pelo Arteon, também deixa de ser comercializado no Brasil . Ainda sem confirmação oficial, o Arteon também poderá ser importado, da Alemanha, a partir de 2018, para se tornar o modelo topo de gama da marca.
  4. Andre Avp

    Grupo whatsap golf gti brasil

    https://chat.whatsapp.com/B272d77ezEWC9I3saB4jiO Grupo do whatsap criado para reunir proprietários de golf GTI. Vamos crescer o grupo e nos ajudar simultaneamente.
  5. https://carros.uol.com.br/listas/dez-carros-vendidos-no-brasil-que-custam-muito-mais-do-que-deveriam.htm Dez carros vendidos no Brasil que custam muito mais do que deveriam Leonardo Felix Do UOL, São Paulo (SP) 25/05/2017 16h08... As fabricantes apontam inflação, dólar, fim de subsídios do governo e custos gerais de produção (ou importação) para justificar os aumentos, mas há também a questão da rentabilidade. Em momento de grande crise do setor, é preferível vender menos carros com uma margem maior sobre cada unidade do que apostar em volume. Volkswagen Golf de R$ 174.300 Tudo bem que estamos falando da icônica versão GTI, mas não deixa de ser um Golf, hatch de porte médio. Configuração esportiva parte (leia bem, dissemos que ele "parte") de R$ 132.250. Acrescente pintura perolizada, teto solar, pacote com adereços invocadinhos e pacote tecnológico com assistências de conforto e condução. Voi là: chegamos a quase R$ 175 mil só de Golf. É o preço de um Ford Fusion.
  6. http://g1.globo.com/carros/noticia/volkswagen-confirma-polo-novo-seda-e-suv-no-brasil.ghtml Volkswagen confirma Polo, novo sedã e SUV no Brasil Novo Polo será lançado ainda neste ano, sedã Virtus aparecerá em 2018 e SUV compacto ainda não tem data definida para a estreia no mercado brasileiro. Por Luciana de Oliveira, G1, na Alemanha - A jornalista viajou a convite da Volkswagen 30/03/2017 14h46 Atualizado há 17 horas Nova geração do Polo será lançada em 2017 (Foto: Reprodução/Volkswagen) Agora é oficial: a Volkswagenlançará neste ano a nova geração do Polo hatch no Brasil, que será seguida por um novo sedã em 2018 e por um SUV ainda sem data definida, segundo Gustavo Schmidt, novo vice-presidente de vendas e marketing da marca alemã no Brasil. O Polo deixou de ser vendido no mercado brasileiro em 2015 e voltará renovado, construído sobre a plataforma MQB, que é a mesma da última geração do Golf e também do Audi A3 Sedan - ambos produzidos nas fábricas do grupo em São José dos Pinhais, no Paraná. Esta nova geração do Polo deve ser lançada quase simultaneamente na Europa e no Brasil, por isto, ainda não há imagens, nem informações técnicas do modelo, apenas um desenho (acima) exibido no Salão de Genebra, no começo deste mês. A renovação faz parte de uma ofensiva de produtos para tentar recuperar parte do mercado perdido no Brasil. Mas o tradicional campeão de vendas da marca, o Gol, deve continuar "firme e forte" no portfólio, como uma opção abaixo do Polo. Em 2016, a marca alemã foi a 3ª entre as marcas que mais venderam carros no país, sendo superada pela Chevrolet, que liderou, e pela Fiat. No mundo, a Volkswagen conseguiu o título em 2016, superando a Toyota. Volkswagen anunciou que lançará o sedã Virtus no Brasil (Foto: Reprodução/Volkswagen) Virtus O sedã apareceu de surpresa na apresentação da Volkswagendurante o Salão de Genebra, no começo de março. Ele foi citado quando Herman listou 10 modelos que a Volkswagen deve lançar no mundo ainda neste ano, sendo 5 inéditos. O modelo foi chamado de Virtus e também nasce da plataforma MQB. Pelo porte do Golf, o novo sedã ficaria na faixa de preço entre o Voyage e o Jetta - lugar que era ocupado antigamente pelo Polo Sedan. Ainda não há detalhes e imagens oficiais, além de um desenho que mostra sua silhueta, apresentado em Genebra. Entre os demais lançamentos, estavam os destaques da montadora em Genebra, o inédito sedã Arteon e a versão de 7 lugares do Tiguan, a All Space, que já tinha sido mostrada no Salão de Detroit, em janeiro último, e também chegará ao Brasil. Volkswagen Tiguan All Space (Foto: AP Photo/Paul Sancya) Novo SUV compacto Uma das primeiras ações do novo vice-presidente de vendas e marketing da Volkswagen no Brasil foi ouvir os concessionários. Segundo Schmidt, eles "cobraram muito os SUVs". Atualmente, a marca alemã não tem nenhum competidor no mercado de utilitários esportivos compactos, como Jeep Renegade, Honda HR-V, Ford EcoSport, Nissan Kicks, Renault Duster, entre outros. Mesmo atrasada para entrar no segmento, a fabricante ainda não tem uma data definida para o lançamento da novidade. A única certeza é que ele será feito no Brasil, também sobre a plataforma MQB. No Salão de São Paulo, a Volkswagen mostrou o conceito T-Cross Breeze, que tem jeitão de SUV compacto, mas é conversível. Volkswagen T-Cross Breeze Concept (Foto: Divulgação) Menos versões, mais pimenta Além de cobrar SUVs, os concessionários se queixaram do excesso de versões para cada modelo, de acordo com Schmidt. O Fox, por exemplo, tem 11 versões. Isso deve mudar nos próximos meses. Por outro lado, a linha Pepper, que estreou um visual "esportivado" no mesmo Fox, aparecerá em outros modelos, como Gol e Up!. A linha Pepper abusa de apliques e detalhes visuais para exaltar uma "esportividade" inexistente - o que virou moda no segmento de compactos.