Bereba

Members
  • Total de itens

    552
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    23

Bereba last won the day on October 23

Bereba had the most liked content!

1 Seguidor

Sobre Bereba

  • Rank
    Advanced Member
  • Data de Nascimento 05/17/1975

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo - SP

Últimos Visitantes

1401 visualizações
  1. Bateria - Fim da Vida Útil

    Na última sexta-feira depois de 3 anos e 4 meses, com 62.000 km rodados a minha bateria morreu. O pior é que morreu do nada, tudo funcionando normal, mas numa esquina parei, o start-stop desligou o carro e na hora de ligar, morreu tudo. Nem pisca alerta dava pra ligar. Um taxista tentou me ajudar fazendo uma chupeta, mas nem assim deu pra ligar o carro. Fui de guincho pra casa e no sábado comprei uma Heliar de 75Ah com 2 anos de garantia por R$570,00 com entrega e instalação em casa. Eu até iria comprar a especial para Start-stop, mas custaria R$ 1.300,00 e o vendedor me convenceu a colocar a normal mesmo, que não tinha problema e tinha 2 anos de garantia. Acho que foi uma das poucas vezes que um vendedor me empurrou um produto mais barato em vez do mais caro...
  2. Futuro do Golf no Brasil ?

    Isso mesmo, o MK8 será lançado no 2º semestre de 2019: http://jorgemoraes.com/volkswagen-confirma-lancamento-do-golf-mk8-para-segundo-semestre-de-2019/ Qto à veracidade da mula flagrada na África do Sul, só o tempo dirá se era real ou não.
  3. Golf 2015 revisão básica

    Se trocar antes dele "abrir", ou seja, acender o alerta, dá para aproveitar. O melhor é fazer a inspeção e verificar se as pastilhas das rodas traseiras também precisam trocar, pois o desgaste não é igual, pode ser que as traseiras ainda durem mais.
  4. https://g1.globo.com/carros/noticia/2018/12/11/temer-sanciona-rota-2030-novo-programa-de-incentivos-a-montadoras.ghtml https://www.valor.com.br/brasil/6020465/rota-2030-mantem-beneficios-para-ne-e-devolve-incentivos-manaus Ponto importante: Outro ponto sancionado que pode diminuir a arrecadação foi a redução em até três pontos percentuais do IPI e isenção de IOF para veículos híbridos (motor elétrico) movidos também a etanol. O deputado Arnaldo Jardim (PPS-SP), autor da emenda, afirmou que a sanção desses artigos estimulará carros menos poluentes e o setor dos biocombustíveis. Grandes chances do Golf GTE ser híbrido para ganhar mais esse incentivo.
  5. Consumo

    Varia muito com o percurso é o modo de dirigir. Na cidade com transito infernal, A/C ligado e em trajetos curtos (motor frio) chego a fazer 6,0 Km/l. Qdo o percurso é maior, melhora para 10Km/l. Sem trânsito é mais de 12 Km/l.
  6. Futuro do Golf no Brasil ?

    Com a moda SUV no Brasil, e com a VW se reposicionando para atender esta demanda, eu acho que: Vão parar de fabricar o Golf no Brasil. Com as baixas vendas, não viabiliza fabricar no Brasil. A linha de montagem do Golf da fábrica de São José dos Pinhais deve ser modificada para fabricar o T-Cross. A partir de 2019, Golf só importado e T-Cross nacional. E estão prometendo o Golf GTE para o segundo semestre de 2019.
  7. Considerei que os custos de seguro e manutenção são iguais à do Golf GTI. Para vc que roda bastante em 3 anos recupera a diferença de preço entre o Golf GTI e o Golf GTE.
  8. Já fiz alguns cálculos. - Comparando o Golf GTE com o Golf GTI; - Considerando o preço do Golf GTI com pintura metálica do site da VW (R$ 145.540,00); - Considerando o preço do Golf GTE de Portugal com pintura metálica (no da Alemanha não aparece) e aplicando o câmbio do Euro Comercial (R$ 196.247,70); - Considerando os consumos informados pela VW para o Golf GTE e os dados de consumo do INMETRO no caso do Golf GTI; - Considerando o Custo Médio da Gasolina no Brasil de acordo com a ANP (R$ 4,614 por litro); - Considerando o Custo Médio da Energia Elétrica no Brasil dado pela ANEEL (R$ 0,541 por kWh); - Considerando a alíquota de IPVA de SP ( 4% para o GTI e 3% para o GTE); - Considerando o desconto de 50% no IPVA na cidade de São Paulo; - Considerando o deslocamento médio por veículo dado pela Cetesb (15.000 km por ano = 42 Km por dia); - Considerando os outros custos iguais entre o Golf GTI e GTE (seguro, licenciamento, manutenção e etc...) O Golf GTE começa a vale a pena depois de 8 anos de uso, obedecidas as considerações acima, sem considerar juros, correções monetárias e inflação ao longo do tempo. Pra mim, que anda +/- 20.000 Km por ano, o período de retorno seria de 7 anos. Mas acredito que o preço do Golf GTE deve ser menor do que os R$ 196.247,70 considerando a conversão direta, acho que deve ficar entre R$ 160.000,00 e R$ 180.000,00.
  9. Faz tempo que eles estão ensaiando de trazer para o Brasil. Mas agora, com a aprovação do Rota 2030 que conta com incentivos para veículos híbridos e elétricos, acho que agora vem de verdade. https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2018/11/08/temer-sanciona-mp-que-cria-programa-de-incentivos-ao-setor-automotivo-rota-2030.ghtml Acho que a demora para o 2º semestre do ano que vem, é para adaptar o motor 1.4 a gasolina do Golf GTE para ser Flex e ganhar ainda mais desconto no IPI, conforme os incentivos da lei.
  10. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Agora a VW diz que lançará o Golf GTE no 2º semestre de 2019. https://www.noticiasautomotivas.com.br/volkswagen-promete-golf-gte-para-2019-e-mostra-passat-gte-no-salao/ Volkswagen promete Golf GTE para 2019 e mostra Passat GTE no salão 21 Comentários Ricardo de Oliveira 2 Minutos de Leitura A Volkswagen está exibindo no Salão do Automóvel 2018 suas propostas híbridas plug-in para o evento, mas confirmou uma delas para 2019. Os modelos Golf GTE e Passat GTE estão presentes na mostra, sendo que o primeiro chega no próximo ano, após ter rodado por aqui durante algum tempo “em testes”, segundo a marca alemã. Equipado com motor 1.4 TSI de 150 cavalos e 25,5 kgfm, o Golf GTE tem ainda um elétrico com 102 cavalos, entregando 204 cavalos de forma combinada. O hatch esportivo tem câmbio DSG de seis marchas e pesa 1.615 kg, sendo 120 kg somente da bateria de lítio. Com esse conjunto, o modelo tem um consumo combinado de 62,5 km/litro. A bateria de lítio pode ser recarregada em fonte externa de forma total entre 2,5h e 3,5h, dependendo da voltagem. Assim como o GTI, o Golf GTE possui um pacote visual e de performance totalmente esportivo, sendo que será oferecido por aqui com multimídia Discover Media e tela de 8 polegadas, sendo opcional a Discover Pro com tela de 9,2 polegadas. VEJA TAMBÉM: Porta-malas: Quantos litros cabem nos carros nacionais? Tanque de combustível: quantos litros cabem nos modelos nacionais? VW Passat: modelo que cresceu em tamanho e sucesso em 8 gerações O outro modelo é o Passat GTE, que está sendo exibido sem compromisso de lançamento, embora sua presença ajude a medir a recepção por parte do público, o que eventualmente contribui para uma decisão comercial. O conjunto motriz do sedã alemão é a mesma do Golf GTE, porém, sem motor 1.4 TSI tem 156 cavalos e o elétrico entrega 115 cavalos. Assim, o Passat GTE dispõe de 219 cavalos e 40,6 kgfm de forma combinada, indo de 0 a 100 km/h em 7,4 segundos, como o Golf GTE. Com tanque de 50 litros, o modelo pode rodar até 1.100 km sem reabastecer, sem contar os 50 km percorridos apenas usando energia elétrica, assim como no hatch. O sedã compartilha com o Golf os quatro modos de condução (eco, normal, sport e individual), assim como sistema de navegação GPS que define a rota mais eficiente em termos de consumo de combustível. Várias funcionalidades do Passat GTE são acessíveis pelo app Car-Net e-Remote. Agora só resta saber o preço do Golf GTE e eventualmente deste sedã, caso seja confirmado mais adiante. Nota média 5 de 5votos
  11. Duvida entre GOLF vs novo JETTA

    Eu estou de olhe é no Golf GTE. Que será lançado no segundo semestre do ano que vem, com certeza será importado da Alemanha, com câmbio DSG e Suspensão Multilink. O preço deverá ser salgado, mesmo com os incentivos para carros híbridos do Rota 2030, mas tem alguns benefícios a mais aqui em São Paulo: - IPVA menor que carro a gasolina; - Desconto de 50% no IPVA, no município de São Paulo; - Isenção do Rodízio, no município de São Paulo. É esperar lançar, torcer para o dólar cair ainda mais, ver o preço e fazer algumas continhas de custo x benefício. https://motor1.uol.com.br/news/275485/volkswagen-golf-passat-gte-egolf/ Golf GTE será lançado no Brasil em 2019, enquanto a versão elétrica e o Passat GTE ainda não têm previsão A ordem na Volkswagen é investir em carros “verdes” em todos os mercados, tanto que trabalham em uma linha de modelos elétricos chamada I.D., que será lançada nos próximos anos. Enquanto isso não acontece, a marca prepara o lançamento de modelos híbridos e elétricos no Brasil. O primeiro deles será o Golf GTE, versão híbrida do hatch médio, confirmada para o 2º semestre de 2019 e que está sendo exibido no Salão de São Paulo, ao lado do elétrico e-Golf e do híbrido Passat GTE. Leia também Salão de SP: Volkswagen Tarok antecipa futura rival da Fiat Toro Salão de SP: Volkswagen Polo GTS é alternativa nacional do GTI europeu O Volkswagen Golf GTE é uma velha promessa da marca, tanto que já foi exibido antes no Salão do Automóvel e foi avistado inúmeras vezes pelas ruas brasileiras. O atraso, segundo a fabricante, deve-se aos testes de adaptação do carro para o mercado brasileiro, não só de seu motor (para aceitar a mistura de gasolina com etanol) como de suspensão. É equipado com o motor 1.4 TSI de 150 cv da versão topo de linha do hatch no Brasil, com um segundo motor elétrico para gerar um total de 204 cv. As baterias podem ser carregadas com o movimento do carro ou com uma tomada, levando três horas e meia em uma tomada normal e duas horas e meia em uma estação de carga. No modo elétrico, o Golf GTE roda por 50 km, enquanto no modo híbrido ele pode fazer até 62,5 km/l, de acordo com a fabricante. Será oferecido da mesma forma que o Golf Highline, com todos os equipamentos possíveis para o hatch, como a central multimídia com tela de 9,2 polegadas e controle por gestos, painel de instrumentos digital e mais. A Volkswagen ainda não fala sobre preços. Outro modelo prometido há um tempo é o e-Golf, a variante puramente elétrica com capacidade para rodar por 300 km com uma única carga. Ao invés do motor 1.4 TSI, adota um elétrico de 136 cv e 29,6 kgfm, precisando de 9,6 segundos para chegar a 100 km/h, mas com velocidade máxima limitada em 150 km/h. O último modelo apresentado é o Passat GTE, o segundo carro híbrido da Volkswagen. Assim como o e-Golf, ele não tem data de lançamento no Brasil. Repete o conjunto do Golf GTE, composto pelo 1.4 TSI e outro motor elétrico, mas agora gerando um total de 219 cv. Fotos: Donizetti Castilho
  12. "Em relação a potência requerida e disponível, achei interessante que a 120 Km/h exige o dobro de potência do que a 90 Km/h." E pq a força de resistência do ar aumenta em função quadrática: Fr = K . v2 Onde k é uma constante que depende da forma do corpo e da área da secção transversal do corpo, perpendicular à direção do movimento.
  13. Teve um cara que começou a fazer isso. Fizeram até várias reportagem mostrando, ele desviava o bocal de abastecimento para um galão no porta-malas e depois media a quantidade de combustível. Mas a máfia dos combustíveis apagou o cara... https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/policia-prende-tres-suspeitos-de-envolvimento-na-morte-de-empresario-que-investigava-fraude-em-combustiveis.ghtml https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/donos-de-postos-de-sp-quebram-quem-nao-batiza-gasolina-diz-empresario.ghtml http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2012/01/postos-fraudam-bombas-de-combustivel-com-controle-remoto.html http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL1024537-5605,00-RISCO+DE+GASOLINA+ADULTERADA+E+MAIOR+NO+FIM+DE+SEMANA+DIZ+SINDICATO.html http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2013/06/postos-com-combustivel-adulterado-superam-postos-credenciados.html