Bereba

Members
  • Total de itens

    639
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    34

Tudo que Bereba postou

  1. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Vc está falando dessa? Já dirigimos: Primeiro AMG híbrido, novo Mercedes CLS 53 chega ao Brasil 22 OUTUBRO 2018 em 17:55 18  + POR: DANIEL MESSEDER, Diretor Editorial Nova geração do cupê de quatro portas da Mercedes une motor de seis cilindros a um elétrico para entregar 457 cv totais A terceira geração do Mercedes CLS desembarca no Brasil com uma novidade que vai muito além da carroceria renovada: trata-se do primeiro modelo da divisão esportiva AMG com motor eletrificado: o novo 3.0 litros de seis cilindros da marca alemã, com dois turbos e um inédito compressor elétrico, que recebe ainda o auxílio do motor de arranque/alternador EQ Boost. Outras atrações do CLS 53 AMG são a cabine totalmente redesenhada, a transmissão automática de 9 marchas e a tração integral 4Matic+. Sozinho, o motor a combustão é capaz de entregar 435 cv de potência e 53 kgfm de torque. E ainda conta com o compressor elétrico para evitar qualquer tipo de turbo lag em baixas rotações, isto é, o atraso na resposta do motor até "encher" o turbo. A diferença para o compressor mecânico que já equipou outros Mercedes (quem não se lembra dos Kompressor?) é ser acionado eletricamente, e não mais por uma correia. Além disso, o sistema EQ Boost fica instalado entre o motor e a transmissão para gerar, em determinados momentos, 22 cv e 25,5 kgfm extras. O resultado, garante a Mercedes, é uma aceleração de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos, com máxima limitada de 250 km/h. O sistema elétrico embarcado de 48 volts tem sua energia gerada pelo EQ Boost. Já a rede convencional de 12 volts também é suprida pelo novo sistema por meio de um conversor de tensão, fornecendo energia para pontos de consumo como luzes, cockpit, displays do painel e multimídia, além das unidades de controle do carro. De acordo com a AMG, o novo CLS 53 é o primeiro passo em direção ao futuro híbrido da AMG. Internamente, o CLS 53 AMG encanta pelo painel com acabamento em fibra de carbono (pacote Brasil), que faz perfeita combinação com as telas de 12,3" unidas sob uma cobertura de vidro, formando um cockpit panorâmico que reforça o desenho horizontal da cabine do cupê. O painel possui três diferentes estilos de mostradores para o painel digital, (clássico, esportivo e progressivo), enquanto as saídas de ar são iluminadas. Pena a Mercedes ter mantido a alavanca do câmbio na coluna de direção, que não considero a ideal para um modelo de apelo esportivo. Tabelado a R$ 599.900, o CLS 53 AMG vem equipado com toda a sorte de itens de conforto e segurança, incluindo comandos por voz para diversas funções do carro, bancos ventilados/aquecidos, novo volante multifuncional, bancos de couro preto com costura e cintos vermelhos, além do piloto automático adaptativo Distronic, o assistente de frenagem ativo e o sistema automático de manutenção de faixa. Para completar, o modelo vem com nove airbags, sendo um para os joelhos do motorista. Durante uma breve volta rápida no circuito do Velo Città, no interior paulista, o CLS mostrou rapidez, mas, ao lado de feras como o E63 AMG e o AMG GT-R, ambos equipados com o V8 biturbo da marca, o novo cupê se revelou um tanto comportado. Não que falte disposição nas retomadas e saídas de curvas, mas, mesmo no modo Sport+ de condução, a suspensão ainda prioriza o conforto e o controle de estabilidade atua ao menor sinal de inclinação da carroceria, impedindo uma tomada de curva mais ousada. Por conta da tração integral, esperávamos que a eletrônica fosse um pouco mais permissiva. Mas a verdade é que o CLS não parece feito para virar tempo em pista fechada. Seu negócio é viajar com conforto, velocidade e até uma dose de economia - o que só poderemos experimentar num futuro teste completo. Fotos: Estúdio Malagrine/divulgação
  2. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Concordo plenamente. Infelizmente ter um carro elétrico no Brasil é só para quem usa o carro para ir na padaria, supermercado e shopping. Não temos infraestrutura para rodar tranquilo, por enquanto. Mas os híbridos, principalmente os plug-in são uma ótima opção para uma transição dos carros a combustão para os elétricos. Espero que a entrada dos híbridos plug-in ajude a acelerar o desenvolver da infraestrutura para os elétricos no Brasil.
  3. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Toyota RAV4 abre "era híbrida" no Brasil com 222 cv e preço de R$ 165.990 RESUMO DA NOTÍCIA SUV médio é primeiro de nova geração de modelos híbridos no Brasil Potência total é de 222 cavalos Serão duas configurações, ambas bem completas Modelo promete autonomia de 1.000 km com um tanque de gasolina https://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2019/05/23/toyota-rav4-abre-era-hibrida-no-brasil-com-222-cv-e-preco-de-r-165990.htm Quanto mais concorrência no híbridos, menos a VW vai poder chutar o valor do Golf GTE para as alturas...
  4. Golf Mk 8

    Volkswagen Golf 2020 tem novo interior revelado em flagra 16 MAIO 2019 em 09:10 110  + POR: NICOLAS TAVARES, Repórter Hatch apostará em visual mais limpo, concentrando todas as funções e botões em duas telas Apenas um dia depois do Volkswagen Golf 2020 adiantar como será seu interior com um sketch, o hatch é flagrado em testes nos EUA, com uma foto que mostra sua cabine sem camuflagens. Como o desenho havia mostrado, a oitava geração do Golf será ainda mais tecnológica, adotando uma nova versão do painel de instrumentos digital e uma central multimídia maior, com ambos os displays posicionais de forma a parecer serem integrados. A apresentação do carro está confirmada para outubro. 12 Fotos Ao criar o novo Volkswagen Golf 2020, a fabricante alemã foi mais conservadora, optando por um design evolutivo ao invés de revolucionário. Esta evolução será um pouco mais forte do lado de dentro do hatch médio, pois a VW adota uma filosofia clean, reduzindo a quantidade de botões. O flagra mostra que terá apenas comandos para o pisca-alerta entre as saídas de ar e pequenas teclas sensíveis ao toque logo abaixo da central multimídia, estas dedicadas ao ar-condicionado. O que já sabemos sobre o novo VW Golf 2020 Novo Volkswagen Golf 2020 adianta visual em esboços Flagra: Novo VW Golf 2020 aparece quase limpo Outros detalhes podem ser notados. O painel de instrumentos digital Active Info Display terá uma nova geração, mudando seu layout. O volante também é uma novidade, adotando o mesmo desenho do T-Cross europeu, alterando o formato dos botões e ganhando uma borda cinza nos raios. O botão para iniciar o motor continua posicionado logo à frente da alavanca de câmbio – e, falando nele, mostra que é um manual de 6 marchas. A Volkswagen diz que o novo Golf “será um grande salto”, recebendo ainda mais tecnologias do que a versão atual. Isso será traduzido em versões com sistema híbrido-leve para a Europa, além de um híbrido plug-in. Espere também pelo controle de cruzeiro adaptativo que já equipa o Passat. A única perda confirmada é a variante elétrico e-Golf, que será substituída naturalmente pelo inédito ID.3. Ao contrário do que muitos esperavam, a oitava geração do Volkswagen Golf não fará sua estreia no Salão de Frankfurt (Alemanha), pois a marca optou por mostrá-lo em um evento próprio em Wolfsburg, confirmado para outubro. Em alguns mercados, como Brasil e o Estados Unidos, o hatch terá uma oferta reduzida às versões GTI e GTE, adequando-se à queda do segmento nestes mercados. Fotos: CarPix https://motor1.uol.com.br/news/349930/flagra-volkswagen-golf-2020-interior/
  5. Golf Mk 8

    Volkswagen confirma lançamento do Golf Mk8 para segundo semestre de 2019 Curiosidades JORGE MORAES 6 DE DEZEMBRO DE 2018 Mal das pernas no Brasil, o Golf segue sendo um sucesso de vendas na Europa e na Ásia, chegando a liderar em alguns mercados. Se por aqui sua continuidade é uma incógnita, lá fora já foi confirmada a chegada da oitava geração do hatch mais vendido da Volks no mundo. A informação é dos colegas do Motor1. LEIA MAIS Testamos o novo Volkswagen Golf GTI, um esportivo raiz e tecnológico Volks apresenta o novo Golf com novidades no preço e mais potência Conheça o Golf mais rápido da história Golf GTI Mk7 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Previous Next Segundo a publicação, o Golf Mk8 deve ser apresentado em “casa”, durante o Salão de Frankfurt, que ocorre em setembro de 2019. Segredo muito bem guardado, pouco se sabe sobre o novo Golf. Na mecânica, pouco deve mudar. Ainda segundo o Motor1, a Volkswagen estuda usar o premiado motor 1.5 TSI nas versões intermediárias, mantendo o 1.0 TSI de entrada e o 2.0 TSI para o GTI. A Volks não gosta de fazer grandes mudanças no Golf, mesmo em mudança de geração. Muito do Mk7 deverá estar presente na oitava geração. As principais mudanças devem ser limitadas ao com junto óptico e às rodas. Em relação as tecnologia a bordo, o novo Golf deve incorporar muitos itens do Passat, como o novo controle de cruzeiro adaptativo (ACC), principalmente no esportivo GTI. Para os fãs do hatch da Volkswagen no Brasil seque a incerteza da continuidade da produção. A culpa não é carro em si, mas sim de um segmento que foi engolido pela febre dos SUVs compactos. O rival direto do Volks, o Ford Focus, deixará de ser vendido aqui em 2019. Que o Golf não siga esse caminho. https://motor1.uol.com.br/news/290329/novo-volkswagen-golf-mk8-estreia-2019/
  6. Golf Mk 8

    Novo Golf tem primeira imagem revelada Novo Golf terá painel semelhante ao do Mercedes-Benz Classe A PAINEL DO NOVO GOLFCrédito: Reprodução O novo Golf teve sua primeira imagem revelada. A imagem é do painel da oitava geração do carro, que deverá chegar às concessionárias da Europa apenas no ano que vem. Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube Isso porque o projeto está atrasado. O novo Golf estava previsto para ser revelado em setembro, no Salão de Frankfurt (Alemanha). No entanto, a marca precisa de tempo extra, para fazer ajustes nas novas tecnologias que o carro vai trazer. Por isso, a apresentação, segundo a Volkswagen, vai ficar para outubro, em um evento na sede da marca em Wolfsburg, na Alemanha. O painel virtual do novo Golf, que promete ser um dos mais completos do mercado automotivo, seria a causa do atraso. Ele teria alguns bugs eletrônicos, que a marca se esforça para resolver. Painel do novo Golf A imagem do painel da oitava geração do hatch médio foi revelada recentemente em um evento para acionistas da Volks. O central parece ser integrado ao quadro de instrumentos, como ocorre no Classe A, da Mercedes-Benz. LEIA TAMBÉM Usado de locadora pode ser um bom negócio McLaren apresenta seu novo carro, o GT Dá para ver também que não há botões físicos ao redor da tela sensível ao toque. É possível, porém, que algumas funções da central multimídia possam ser também comandadas no volante ou no console central. E por falar nessa parte do carro, o console central do novo Golf ficou mais estreito que o da sétima geração. Além disso, o volante ganhou desenho mais esportivo. Golf no Brasil Não há planos de trazer o novo Golf para o mercado brasileiro. O segmento de hatches médios no País hoje é de nicho, com vendas muitas baixas e poucos representantes. O Focus, da Ford, está saindo de linha na Argentina. O próprio Golf deixou de ser feito nas versões com motores 1.0 e 1.4 turbo. Agora, restou apenas o GTI, que traz o 2.0 turbo de 230 cv. Até o fim do ano, a Volkswagen começa a vender no Brasil o Golf GTE, que será importado da Alemanha. https://jornaldocarro.estadao.com.br/carros/novo-golf-tem-primeira-imagem-revelada/
  7. Golf Mk 8

    Novo VW Golf 8 recebe sinal verde para produção já em 2019 CATEGORIAS: GOLF-MKVIII , VOLKSWAGEN , VW GOLF MK8 , VW-GOLF 19 COMENTÁRIOS A nova geração do carro mais vendido da Europa, e um dos mais vendidos do planeta, o VW Golf, já tem aprovação final para início de produção em série. Ao longo dos últimos meses circularam rumores de que o VW Golf 8 poderia ter a produção atrasada, supostamente devido a problemas técnicos com o complexo software do sistema de gerenciamento central. Entretanto, agora a montadora parece ter recebido sinal verde para sua produção. Prevê-se que o Golf 8 entre em produção em série até o final do terceiro trimestre deste ano, e a apresentação ocorrerá em outubro. Enquanto isso, há inúmeras fotos de modelos camuflados, que mostram o Golf com uma cobertura mais longa do motor, luzes LED frontais menores e uma saliência traseira mais curta. Inicialmente, a VW estava planejando lançar o Golf no Salão do Automóvel de Frankfurt em setembro. Este plano foi revisado para ajudar o fabricante automotivo a focar na estreia mundial do compacto hatchback ID em Frankfurt. Para distinguir o novo Golf entre os seus concorrentes mais nítidos, como o Ford Focus e o Opel Astra, neste segmento muito competitivo, a VW usará o estado da arte em tecnologia de conectividade. Por exemplo, a VW oferecerá aos proprietários de Golf capacidade de desbloquear o carro através de um smartphone usando uma chave digital. No entanto, esta função única está associada a mais de 10 subsistemas diferentes, dizem os engenheiros. O sistema de navegação e o sistema de infoentretenimento têm entre 10 e 20 milhões de linhas de código de programação, mais do que todo o carro tinha 10 anos atrás, segundo informações de pessoas familiarizadas com a questão. O novo Golf também será capaz de se comunicar com outros carros e também com a infraestrutura de transporte inteligente. Incorporar todas essas funções foi e ainda é um desafio. Os engenheiros estão atualmente trabalhando em problemas de software enquanto testam lotes de pré-produção. https://www.car.blog.br/2019/05/novo-vw-golf-8-recebe-sinal-verde-para.html
  8. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Matéria super interessante sobre a questão de carga dos carros Plug-in (Elétricos e/ou Híbridos) em prédios: https://globoplay.globo.com/v/7609590/
  9. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Não, a capacidade da bateria no Golf GTE tem autonomia para até 50Km. E sua carga pode ser feita através da regeneração, tomada ou motor a combustão. E ainda, no Golf GTE é possível andar até 130Km/h só com o motor elétrico, e chega a 215 Km/h com os dois motores. E acelera de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos. Dê uma olhada como funciona no Toyota Prius pra vc entender melhor como funciona a tecnologia híbrida:
  10. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Ele será mais econômico que um Golf 1.4TSI por ser híbrido. Apesar de não carregar na tomada, por ser um híbrido, existe o ganho no consumo de combustível pela recarga da bateria nas frenagens e desacelerações. Por exemplo: o Toyota Prius não é plug-in, mas por ser híbrido tem o melhor consumo entre os carros nacionais. E olha que ele tem um motor a combustão 1.8L, o Golf GTE com o motor a combustão 1.4 turbo, deve ser mais econômico que ele. https://revistaautoesporte.globo.com/Noticias/noticia/2018/05/os-20-carros-mais-economicos-do-brasil.html
  11. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Essa é a vantagem do híbrido plug-in, vc não precisa carregar em tomada nenhuma se não quiser... Só estou dizendo, que se fizer, economizará dinheiro. Tempo é dinheiro e cabe a cada um avaliar o preço do seu tempo.
  12. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Eu acredito que os híbridos Plug-in são o futuro de curto prazo para o Brasil, até os 100% elétricos num futuro de longo prazo, justamente por conta dos pontos de recarga. O bom do Híbrido Plug-in é justamente a flexibilidade de usar ponto de recarga ou não. Uma tomada comum demora muito para carregar, já um ponto de recarga carrega mais rápido. O custo de deslocamento qdo se usa Energia Elétrica é muito menor do que usando combustível, então usar recarga sempre que possível economiza no bolso. Imagina só ter um ponto de recarga próxima ao trabalho ou no próprio trabalho... Enquanto vc trabalha está "enchendo a bateria" para poder rodar, e se abastecimento for grátis, significa que vc rodará "de graça". E qdo for no shopping, se ele tiver ponto de recarga, vale a pena colocá-lo para carregar, enquanto vc faz compra a bateria do carro vais carregando. E normalmente é de graça essa recarga no shopping... Mesmo qdo se carrega a bateria em casa pagando pela Energia Elétrica, é muito mais barato do que abastecer com Gasolina. Qto a garantia, acredito que a VW deverá fazer como a Toyota que dar 8 anos de garantia no sistema híbrido do Prius.... Enquanto a garantia do carro é de 3 anos.
  13. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    TESTES E LANÇAMENTOS Volkswagen Golf GTE testa pontos de recarga antes de lançamento no Brasil Volkswagen Golf GTE apareceu pela primeira vez no Brasil no Salão do Automóvel de 2014Imagem: Leonardo Celli Coelho/Colaboração para UOL Carros Alessandro Reis Do UOL, em São Paulo (SP) 08/05/2019 07h00 RESUMO DA NOTÍCIA Unidade de testes foi flagrada em estações de recarga em SP e MG VW já confirmou lançamento da versão híbrida plug-in para 2019 Versão virá importada com motor 1.4 turbo e elétrico GTE tem aceleração de esportivo e promete até 70 km/l O Golf GTE, versão híbrida plug-in do hatch médio da Volkswagen com pegada esportiva, tem lançamento no Brasil confirmado para 2019, segundo UOL Carros antecipou em março. Ao que parece, a estreia do modelo, exibido pela primeira vez no país no Salão do Automóvel de São Paulo de 2014, está perto de acontecer. Uma unidade de testes com placa verde de São Bernardo do Campo (SP) foi fotografada esta semana em pontos de recarga de veículos elétricos no interior de São Paulo e Minas Gerais. Fotos do Golf GTE "plugado" para recarregar as baterias foram tiradas por Leonardo Celli Coelho, administrador de empresas, entusiasta de carros elétricos e sócio da Abravei (Associação Brasileira dos Proprietários de Veículos Elétricos Inovadores). De acordo com Coelho, a unidade foi flagrado em ponto de recarga defronte um restaurante de Holambra (SP) na segunda-feira (6) e também hoje (7) na cidade mineira de Santa Rita do Sapucaí. VEJA TAMBÉM Volkswagen Golf faz 45 anos e seguirá vivo no Brasil; confira VW faz caminhão elétrico com peças de Gol, Golf e até Porsche; veja Novo Toyota Corolla trará motores 1.8 híbrido flex e 2.0 flex Tabela Fipe: veja valores para negociar carro, moto e caminhão Ponto para recarga do híbrido plug-in fica embutido no logotipo da VW na dianteira; foto foi feita em Holambra (SP)Imagem: Leonardo Celli Coelho/Colaboração para UOL Carros O administrador diz ter conversado com o motorista do Golf híbrido, o qual teria relatado que a Volkswagen está confirmando a existência de estações de recarga no país cadastradas no aplicativo PlugShare, com o objetivo de repassar a informação a futuros clientes do GTE. Procurada pela reportagem, a montadora não deu retorno até a publicação desta reportagem. Unidades de teste do Golf GTE têm sido fotografadas rodando no país pelo menos desde pelo menos o início de 2016, antes de a linha Golf passar por uma reestilização em 2017 na Europa e no ano seguinte no Brasil -- o hatch ganhou alterações pontuais nos faróis, nas lanternas e nos para-choques, além de alterações na central multimídia e a incorporação de painel de instrumentos digital. No ano passado, a VW confirmou um programa de testes de modelos eletrificados no país durante 2019. Unidade com placa verde de São Bernardo do Campo (SP) foi fotografada durante recarga no interior de MGImagem: Leonardo Celli Coelho/Colaboração para UOL Carros A Volkswagen deve apresentar em outubro a oitava geração do Golf. Portanto, o Golf GTE prestes a desembarcar no Brasil, via importação, virá na plataforma da sétima e atual geração. Aqui, vai conviver com a versão GTI do hatch médio, atualmente a única oferecida aqui após o recente lançamento do T-Cross. Fabricado em São José dos Pinhais, o GTI hoje tem preços sugeridos a partir de R$ 151.530 e o GTE deverá ser posicionado acima desse valor, pois também é mais caro na Europa. Logotipo da VW se movimenta para permitir o encaixe de cabo para recarga; faróis são full-LED e grade traz friso azulImagem: Leonardo Celli Coelho/Colaboração para UOL Carros O que o GTE traz O Golf GTE é um híbrido plug-in, portanto, suas baterias de 8,8 kWh são recarregadas na tomada ou em um carregador rápido -- diferentemente do Toyota Prius e do futuro Corolla híbrido flex, cuja recarga acontece com a própria movimentação do veículo, inclusive as frenagens. O conjunto mecânico do GTE é formado pelo conhecido motor 1.4 TSI turbo, que rende sozinho 150 cv, e outro elétrico de 102 cv. A tração é dianteira, com gerenciamento de câmbio de dupla embreagem e seis marchas, como no Golf GTI. A Volks informa que a potência combinada do GTE é de 204 cv, menos que os 230 cv do GTI, com torque idêntico: 35,7 kgfm. Com suspensões rebaixadas em 1 cm e rodas de 18 polegadas, o Golf híbrido acelera de zero a 100 km/h em 7,6 segundos, tempo de esportivo, com velocidade máxima de 222 km/h. Tudo com baixíssimo consumo de gasolina: a montadora informa algo em torno de impressionantes 70 km/l. Por ser híbrido plug-in, o Golf GTE traz baterias maiores que híbridos como o Prius e permite rodar até aproximadamente 50 km no modo 100% elétrico, com zero emissões de poluentes. Também por conta das baterias, posicionadas sob o banco traseiro, o GTE também é mais pesado, com 1.599 kg, contra 1.368 kg da configuração GTI. Uma considerável diferença de cerca de 230 kg. https://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2019/05/08/vw-golf-gte-testa-pontos-de-recarga-antes-de-lancamento-no-brasil.htm
  14. Volkswagen confirma seis carros eletrificados no Brasil até 2023 MAI 05, 2019 em 07:00 + POR: NICOLAS TAVARES, Repórter Primeiro deles será o Golf GTE híbrido, previsto para o 2º semestre Aos poucos, as fabricantes começam a entrar no segmento de carros elétricos e híbridos no Brasil. Uma das que trabalham para isso é a Volkswagen, que planeja lançar seis carros eletrificados nos próximos cinco anos. O primeiro deles já está confirmado: o híbrido plug-in Golf GTE, apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro passado, e que começará a ser vendido no 2º semestre deste ano. 6 Fotos Avistado diversas vezes em testes no Brasil, o Volkswagen Golf GTE está há tempos nos planos da empresa, mas ainda não foi lançado. Parece que dessa vez vai, pois a fabricante continua a confirmá-lo para este ano. Chegará bem atrasado, pois a nova geração do Golf será apresentada em outubro. É equipado com o motor 1.4 TSI de 150 cv e um elétrico de 102 cv, capaz de rodar por 50 km usando apenas a energia das baterias, ou até 880 km no modo híbrido. Mais notícias dos híbridos da Volkswagen Volkswagen venderá Golf GTE (híbrido) e elétrico no Brasil em 2018 Flagra: VW Passat 2019 esconde visual reestilizado na versão GTE Além do Golf GTE, a empresa também mostrou o elétrico e-Golf e o híbrido Passat GTE, ambos com chances de chegar ao nosso mercado. O e-Golf pode vir como uma forma de testar a aceitação do público, já que esta versão sairá de linha e não terá um sucessor na próxima geração do hatch médio. Ele tem autonomia de 300 km e usa um motor elétrico de 136 cv e 29,6 kgfm. O Passat GTE é semelhante ao Golf GTE, adotando a mecânica composta pelo 1.4 TSI de 150 cv e o motor elétrico de 115 cv. Com conta com baterias maiores, e a autonomia total pode chegar a 965 km. Poderia ser vendido como uma alternativa para quem prefere um carro mais espaçoso do que o Golf. 15 Fotos Mesmo que estes três modelos estejam na lista dos seis lançamentos previstos pela fabricante, ainda ficamos com três carros faltando e as possibilidades são muitas. Da linha atual vendida na Europa, o único que não foi mostrado no Salão do Automóvel é o e-Up!, que ganhará uma nova versão com maior autonomia no 2º semestre. Dentre os modelos inéditos, as duas possibilidades são o Tiguan, que receberá uma variante híbrida em breve e que já roda em testes na Europa; e os modelos elétricos da linha I.D., que estreiam em setembro no Salão de Frankfurt. Porém, a fabricante terá problemas com o preço, já que a versão hatch custará 29.990 euros e ainda dará prejuízo com cada unidade. Fotos: Donizetti Castilho https://motor1.uol.com.br/news/347649/volkswagen-carros-eletricos-hibridos-brasil/
  15. Golf Mk 8

    Gustavo Schmidt, Vice-Presidente de Vendas e Marketing da VW Brasil, disse ao Motor1.com que o destino do segmento é virar um carro de nicho, para o consumidor mais exigente.
  16. Golf Mk 8

    Produção começa no final do 3º trimestre, enquanto as vendas devem ficar para fevereiro de 2020 O desenvolvimento do novo Volkswagen Golf não está sendo tão tranquilo quanto o esperado. A fabricante encontrou vários problemas de software para resolver e considerou até lançar o carro somente em 2020, mas agora começa a ver uma luz no fim do túnel. O hatchback agora está com estreia prevista para outubro, deixando o Salão de Frankfurt (Alemanha), em setembro, para o hatch elétrico ID. 11 Fotos O pessoal em Wolfsburg disse anteriormente que o novo Volkswagen Golf até poderia fazer sua apresentação ainda neste ano, embora estivesse atrasado e a marca já considerasse uma estreia em fevereiro do ano que vem. Agora, “diversas fontes na empresa” disseram ao Automotive News Europe que o hatch será mostrado em algum momento de outubro. Além disso, a publicação ainda ouviu que a produção começará no final do 3º trimestre. Mais sobre o novo Volkswagen Golf Flagra: Novo VW Golf 2020 aparece quase limpo Novo Volkswagen Golf terá versão R Plus com quase 400 cv A mesma reportagem ainda menciona algumas das coisas que veremos na oitava geração do carro mais vendido da Volkswagen. Entre os equipamentos de série estarão faróis LED, painel digital, assistente de permanência em faixa e uma central multimídia com tela sensível ao toque de 8,5”. Falando nisso, o sistema de infotainment terá suporte a atualizações automáticas por conexão 4G, algo que está dando muita dor de cabeça para os engenheiros de software da Volkswagen. Como você já deve ter escutado, o lançamento nas lojas europeias está programado para o final de fevereiro, começando pela Alemanha. Há um rumor circulando que diz que a perua Golf Variant sairá de linha, junto com a versão aventureira Alltrack. Porém, como as station wagons ainda são muito populares na Europa, essa informação pode ser apenas fofoca. A versão que deve deixar de ser vendida é a de duas portas. Não espere por um novo e-Golf, pois a Volkswagen irá substituí-lo pelo novo ID., enquanto a versão híbrida plug-in GTE deve sobreviver. Já os esportivos GTI e Golf R estão previstos para 2020, possivelmente no 2º semestre, e ainda haverá o Golf R Plus, que chegará perto dos 400 cv. Já no Brasil, o futuro do Volkswagen Golf é virar um modelo importado, encerrando sua produção em São José dos Pinhais (PR) em breve. A fabricante já não faz mais os modelos 1.0 TSI e 1.4 TSI, montando somente o Golf GTI. Gustavo Schmidt, Vice-Presidente de Vendas e Marketing da VW Brasil, disse ao Motor1.com que o destino do segmento é virar um carro de nicho, para o consumidor mais exigente. Fonte: Automotive News Europe https://motor1.uol.com.br/news/347570/novo-volkswagen-golf-apresentacao-outubro/
  17. Codigo da Cor

    Do Manual do Golf, pag. 40: Etiqueta de dados do veículo A etiqueta de dados do veículo ⇒ Fig. 17  está colada no revestimento do compartimento de bagagem traseiro na parede do compartimento de bagagem e contém os seguintes dados: Número de identificação do veículo (número do chassi) Modelo do veículo, potência do motor, transmissão Código do motor e da transmissão, código da cor, acabamento interno. No exemplo, o código do motor é “CCZA” ⇒ Fig. 17. Equipamentos opcionais, números PR Esses dados do veículo também constam no caderno Manutenção e garantia.
  18. Donwpipe e remap

    Filtro + Downpipe = +2 cv
  19. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Lá em dezembro de 2018. No site da VW Alemanha atualmente não não tem o Golf GTE e nem o Golf GTI. Só tem o e-Golf e o Golf GTI Performance, além dos Golfs normais, a Diesel e o Golf R e TCR. No site da VW Alemanha, em dez/18: Golf GTE = E$ 36.900,00 Golf GTI = E$ 33.625,00 Convertendo com o Euro de 03/05/2019, Euro=R$4,43, teríamos: Golf GTE = R$ 163.467,00 Golf GTI = R$ 148.958,75 No site da VW Brasil em 03/05/2019: Golf GTI = R$ 151.530,00 Seguindo a mesma proporção seria: Golf GTE = R$ 166.288,68 Se considerarmos a diferença de imposto entre o GTI e o GTE Gasolina ( 25% - 10%): Golf GTE = R$ 141.345,38 Mas acho muito pouco provável que o Golf GTE seja oferecido mais barato que o Golf GTI, ainda que exista incentivo de menor Imposto.
  20. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Alíquota do IPI: - Golf GTI = 25% - Golf 1.4TSI = 11% - Previsão Golf GTE Gasolina = 10% - Previsão Golf GTE Flex = 8%
  21. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Híbridos no Brasil: Ford Fusion Hybrid R$ 182.990,00 Lexus CT200h R$ 143.990,00 Toyota Prius R$ 125.450,00 Carros da VW para parâmetro: VW Golf GTI R$ 151.530,00 VW Passat Highline R$ 164.620,00 Acho que não pode passar do preço do Passat, mas deve ser mais caro que o Golf GTI. Então o Golf GTE, com os preços de abril/2019, estaria entre R$ 155.000,00 e 160.000,00.
  22. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Caramba o GTI está muito caro!!! A partir de R$ 151.300,00. Vai vir com preço encostado no Fusion Hybrid então...
  23. VOLKSWAGEN GOLF GTE SERÁ VENDIDO NO BRASIL EM 2018

    Pois é...Tomara que não seja uma facada, pois gostaria muito de comprar. Ford Fusion Hybrid R$ 182.990,00 Lexus CT200h R$ 143.990,00 Toyota Prius R$ 125.450,00 Acho que R$ 150.000,00 estaria bom.
  24. Golf GTI - Troca de óleo fora da garantia

    https://quatrorodas.abril.com.br/auto-servico/troca-de-oleo-por-succao-mais-rapida-mas-com-mais-riscos/ https://www1.folha.uol.com.br/fsp/veiculos/cv2206200813.htm "FábricasEntre as montadoras, a balança pende a favor da troca tradicional. A Volkswagen, por exemplo, não recomenda a troca por sucção pelo risco de que "porção significativa" de óleo usado fique no cárter. "Isso contamina o novo óleo e compromete gradativamente a vida útil do motor", disse por e-mail."