iCardeX

Members
  • Total de itens

    2659
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    278

iCardeX last won the day on October 12

iCardeX had the most liked content!

Sobre iCardeX

  • Rank
    Advanced Member

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    DF
  • Interests
    Viajo e vivo por aí....

Últimos Visitantes

9864 visualizações
  1. Pior que você tem razão. O que fiz será considerado pura heresia automotiva. Já pensou se ouso falar que o motor do carro não recebeu uma gota sequer de Militec, que não fez descarbonização, que funciona à base de gasolina com detergente do Brasil, e que o funcioamento está com 110% de satisfação para um cara super chato?
  2. Vou lá na concessionária comprar as peças. Vou pedir para o pessoal da HT mandar a correia para o ADG analisar. Vamos ver o que é que ele vai blasfemar. Pode dar um belo vídeo polêmico.
  3. De Brasília para Caldas, existem infinitos caminhos, porque o DF é simplesmente um miolo do Goiás. Quando viajava de carro eu costumava usar apenas o meu Garmin, porque eu conseguia personalizar a rota usando o meu computador. Mas como foi uma viagem surpresa, apenas comunicada pela minha "esposa", de última hora (sou gigolô por acidente, há 18 anos, e cumpro ordens tal qual um pau mandado.), acabei tendo que confiar no Waze e seu cache offline. Sinceramente, não sei muito bem por onde passei, mas foi uma rota com velocidades muito performáticas, e com pistas excelentes. Sem querer fazer uma viadagem poética, mas eu viajo de carro justamente para viver enquanto estou viajando, não penas para chegar. Muitas vezes nem reparo em por qual cidade estou passando, vou é curtindo minha playlist e trocando várias ideias com a mulier.
  4. Final de semana passado botei o carro na estrada. Brasília - Caldas Novas 400Km. Quase não havia pardais na pista. Aproveitei para esticar a velocidade em alguns trechos monótonos. Mas fiquei na média dos 140Km/h. Fui e voltei, suave na nave. Absolutamente nenhum buraco nas pista. Meu Golf está indo para os 210.000Km. Amanhã devo abrir a capa de proteção, e inspecionar novamente o estado dela. Conclamem ao povo que a correia dentada do meu carro deverá ser trocada em breve.
  5. Sim. E foi justamente por isso que eu não troquei. Essa discussão é de longa data. E eu só estou atestando o que parece ser uma informação bem verídica. De toda forma, a própria VW recomenda a inspeção. Já a substituição das correias vai depender do que a inspeção indicar.
  6. Tá, mas eu não estou fazendo nada de mais: só estou usando o carro. Aliás, eu ainda taco ele onde muita gente só tem coragem de ir de Suve. Minha impressão, com a experiência de usar o Golf, é a de que a VW realmente sempre vendeu carroças aqui no nosso mercado. O Gol G5 que comprei em 2009 (e usei por 4 anos) quase se auto-destruiu para completar 178.000Km. Quebrar ele não quebrava, mas as peças se não eu substituísse (muitas vezes de forma prematura) o carro parava mesmo. Eu uso o Golf praticamente como usava o Gol, e não sinto necessidade substituir peça alguma de forma tão antecipada. Não mudou nada no uso, senão a velocidade máxima atingida: no Gol G5 eu dificilmente tinha coragem de passar dos 140km/h. Alias, Isso deveria preservar mais a integridade do motor do Gol G5, e não foi o que aconteceu.. O Gol G5 nitidamente perdeu força do motor (a medida em que a quilometragem avançou), falhava em algumas situações (por deterioração prematura de componente), e literalmente se auto-destruia como se tivesse sido programado para acontecer isso ao longo do tempo. Isso com manutenção em dia, feita pela própria concessionária autorizada. Era impossível, por exemplo, não fazer alinhamento das rodas de 10kkm e 10kkm, limpeza do sistema de arrefecimento, etc.
  7. Curiosamente eu estava pensando nisso hoje: Meu carro vai caminhar para os 210.000Km (e seus 8 anos de uso), e está com a mesma correia dentada. E não só isso: todos os agregados à correia estão funcionando sem qualquer problema aparente. As velas, última vez que "gastei" rodaram tranquilamente 80kkkm (trocada aos 140kkm). Digo, repito e reafirmo: funcionavam perfeitamente. Aí penso nas bobinas: as bobinas são as mesmas, lá de 2013, e o carro continua com o funcionando de forma exemplar. Amortecedores, todos eles, são os mesmos também. A turbina está trabalhando suave. O que me deixa realmente intrigado seria entender como é funcionamento do filtro do tanque de combustível? Nunca foi trocado, nem sei ao certo se ele existe. Se o filtro de combustível existe, porque diabos ele não entupiu de sujeira? O carro já explodiu 13.000L de combustível (gasolina aditivada) e não me dá o mínimo sinal da famosa e inevitável carbonização do motor, ou contaminação de galeria, ou sei lá que problema deveria acontecer com um motor turbo. Falam tão mal da "nossa gasolina", então porquê diabos ela não deu pau no motor do meu Golf? O Golf continua tão bruto quanto era aos 0Km, e não faço nada de mais na manutenção. Aliás, até contrario as recomendações. 1 - Alinhamento? 1 alinhamento em 206.000Km, e só porque foi necessário trocar a barra estabilizadora da direção a qual quebrou uma bostinha de abraçadeira. Pneus eu comigo duram 100.000Km, mas troco mesmo é por conta do 5 anos da borracha. O que eu não gasto com alinhamentos, faz com que os pneus praticamente saiam de graça. 2 - Bateria? Uso Moura comum, em vez de EFB ou AGM. Duram bem por 3 anos, usando o carro todo o santo dia. 3 - Óleo do motor? Troco a cada 11KKm ou 12kkm 4 - Troca de líquido de arrefecimento? Nunca mandei limpar o sistema não. Só reponho o líquido de arrefecimento mesmo. Tá rosa como sempre foi, o e que prova que não oxidou o sistema. Nunca o carro alertou sobre elevação de temperatura. 5 - Limpeza dos bicos injetores? Ué, e para que diabos é o detergente da Gasolina? Nunca fiz limpeza, e nem pretendo fazer. 6 - Milibosta? Não uso azeite no motor, só ó oleo 5w40, e obrigado. 7 - Equalização dos bicos? Eu, hein! 8 - Velocidade máxima? Aos 206.000Km, continua sendo 212Km/h (velocidade real). 9 - Consumo de combustível? Fazia 18km/L aos 0KM, e faz 18km/L aos 206.000Km. Em tempo: Que carro, aos 206.500Km, depois de 8 anos de operação (sabe-se lá se carbonizado), sem maiores viadagens com a manutenção, roda os seus 726Km ... e ainda tem a audácia de informar, em 4 telas do computador de bordo, que é capaz de percorrer +140Km com o combustível restante do tanque?
  8. Acho que tem um exagero aí, não? Não seria o Golf MSI 1.6L Automático que tanto falam mal? Porque se for, ele é uma bosta mesmo. Muito fraco. Eu já dirigi no teste drive, e a experiência ao voltante não foi legal. Agora com relação ao Golf 1.4L Tiptronic, não vejo deméritos, embora saibamos que ele não possui as mesmas características de velocidade do DSG. Eu tenho o Golf de câmbio manual. Nunca me alertaram que ele seria "o mico de ontem". Aqui, no DF, aliás sou suspeito para falar que esse carro casa bem. Velocidade das pistas gira, na maior parte do tempo, em 80km/h, e com relevo relativamente plano. Até nas vias 60Km/h, ando sempre em 6ª marcha (o Golf é que "insiste" que seja assim). Não tem um dia que eu não atinja os 110km/h para chegar a minha residência. Raramente fecho o tanque com autonomia menor que 17km/L. Por outro lado, se eu tivesse que enfrentar trânsito engarrafado todo o santo dia, eu ia querer distância do Golf de câmbio manual. Quando tenho que ir à Goiânia (206Km de distância), por exemplo, prefiro ir no Fit automático. Não suporto aquele anda e para, com mil semáforos e mil cruzamentos. Dá raiva o trânsito de Goiânia. O Fit se sobressai com maestria em cidades engarrafas, mesmo com aquele câmbio manco para autopistas. O Golf de câmbio manual perde todo o sentido em lugares com o trânsito ruim. Se o trânsito de Brasília fosse parecido com o de Goiânia, eu já tinha me livrado do Golf Manual há muito tempo.
  9. Havia um membro nesse fórum que havia comprado um Golf Manual e com o Pacote Premium. Esse sim, é o Golf mais impossível de encontrar. Aliás, curioso para saber quanto valeria o carro dele hoje. Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  10. Eu quando paguei R$ 68.000,00 no meu Golf Highline PE (Pobre Editon), ouvi um comentário bem estranho do gerente, e replico aqui: Gerente - Vou te dar um conselho: Compra o Golf com o Teto solar, senão vai jogar dinheiro fora. Tem outro aqui, chega daqui 50 dias, e que custará apenas R$ 81.000,00. Te garanto que você vai me agradecer quando você for vender o carro. Golf sem teto solar não vai ter mercado. Eu - Mas eu estou comprando o carro é para usar, não é para revender não. Se eu tivesse comprando o carro para revender, eu comprava outro Gol, ou um Fiat Uno. Gerente Ficou calado me olhando com cara de bunda. 8 anos depois continuo plenamente satisfeito com o Golf Pobre Edition. Os R$ 68k muito bem pagos da minha vida. O carro já se pagou há muito tempo. A ideia inicial era usar o Golf por 10 anos, e partir para um veículo elétrico. Mas o mercado não amadureceu como eu previa. Talvez eu use o Golfeira até ele virar sucata.... Em tempo: Não gosto da VW nem pintada de ouro. Mas a VW é uma coisa, o produto Golf é outra. Gosto do Golf e toda a experiência de condução que ele entrega ao volante. Por mim, quero mais é que a VW se foda. Tudo bem que R$ 68.000K não vale muita coisa hoje em dia.... meu carro não valorizou... mas isso é muito esquisito....
  11. O Pacote Premium é o mais desejado. Mas há 2 detalhes: 1 - Praticamente não existe o Golf com o pacote Premium. 2 - Certamente o proprietário que teve a coragem de pagar o que foi pedido na época pela VW sabe muito bem o peso que isso teve no custo total do carro. Na época, 2013, os que tiveram "coragem" de comprar o Golf com o pacote Premium foram quase que taxados de retardados pela imprensa. Era um custo surreal, e que fazia o Golf ficar muito mais caro que concorrentes (BMW, Mercedes, AUDI). Lembrando ainda que existe Golf com Pacote Premium e sem teto solar (alguns proprietários compraram com intensão de blindar, e o teto solar representa uma vulnerabilidade grave para a blindagem). Teto Solar, sozinho, era um opcional que custava coisa de uns R$ 4.500,00, na época. É menos difícil encontrar o Golf GTi no pacote Premium, mas ele ainda custa mais que o olho da cara.
  12. Observe com um rigor maior anúncios postados assim: 1 - Carro de mulher. No que isso interfere na qualidade e conservação do veículo? É normal uma mulher saber o que é o intercooler, fluído de arrefecimento, bobina de ignição, funcionamento departes mecânicas, eletrônicas, etc? E o que tornaria o carro pertencente a uma mulher mais interessante que um carro pertencente a um homem? Minha namorada já peidou no banco do Golf e não foi uma vez só não. Sou eu quem tem que levar o carro dela para realizar as revisões obrigatórias e as mais básicas possíveis. 2 - Nunca pegou estrada de terra. E desde quando estrada de terra destrói o carro? Ou melhor, quem nunca catou um buraco (ou centenas ao longo dos anos) ou voou num quebra molas dirigindo o carro em cidade? Que cidade do Brasil tem as pistas no padrão Fifa? 3 - Carro de médico(a) ou de Juiz (a) E daí? Que rótulo mas sem noção. O que a profissão do sujeito tem a ver com as manutenções que o veículo precisa receber? Ou, médico não passa dos 60km/h a 5000RPM, e Juiz, por acaso, não cata buraco e nem se omite de realizar as revisões obrigatórias no carro? 4 - DUT em branco Não sei qual é a dessa zueira do DUT. Nunca soube. A verdade que é que o carro precisa estar legalmente desimpedido de ser comercializado, ou seja: DUT, documentação, impostos, multas, dívidas de financiamento, etc, tudo tem que estar regularizado. 5 - Nunca viajou Na minha opinião é uma tremenda furada isso aí. 3.000Km quilômetros rodados na cidade são infinitamente mais desgastantes que se percorridos em estrada. Simples assim. 6 - Sem detalhes Não existe. Carro sem cicatriz, mínima que seja, nem carro é. E mesmo os Golfs tratados a "leite de pera", estão sujeitos a serem cagados pelos descendentes dos mesmos pássaros que cagaram na Caravan 1981 do meu tio. E cocô de pássaro corrói verniz.
  13. Pois, o preço do Pacote Premium, em 2013, era R$ 25.000,00. Estamos falando de 2013, se atualizarmos para maio/2021, o valor equivaleria ao poder de compra de R$ 51.000,00 ( segundo a FVG). Se formos usar a correção menos agressiva (IPCA) teríamos o valor equivalente hoje a R$ 38.600,00. Se o pacote Premium sozinho, sem considerar a depreciação, valeria hoje isso basta colocar o tico e o teco para funcionar e tentar achar um valor razoável para o Golf com o pacote Premium (e depreciado).
  14. É bom você fazer um checklist de coisas que precisa observar antes de fechar a compra. Check list te ajuda a não esquecer de realizar perguntas relevantes. Data de troca Bateria, do fluído de freio, etc. Eu não sei porque em vez de a comprador perguntar claramente se o veículo sofreu colisão, fica tentando achar aonde o carro poderia ter sido batido. Ué, pergunta logo para o dono e diminua a sua dúvida. Se não achar que ele foi convincente na resposta (ficar gaguejando ou demorando a responder) já parte para análise mais criteriosa, ou leva num especialista para ele opinar. 66.000Km, como te disse, não quer dizer absolutamente nada: pneu desgasta a borracha e vence (inclusive estepe), fluído de freio vence, bateria estraga naturalmente, correias saturam com o tempo, etc. Se o proprietário rodou 66.000Km numa cidade de trânsito tenso, o carro pode estar muito mais moído que outro que rodou 250.000km em pistas de velocidade constante (80km para cima). O carro vai completar 6 anos. Até a pintura pode estar lascada se o proprietário não foi cuidadoso o suficiente nesse intervalo. Aí vem outra pergunta: você sabe identificar o pacote Premium? Um amigo meu comprou um Golf, e me contou todo orgulhoso que era o Golf com Pacote Premium com teto Solar. Entrei no carro no carro, e de cara ví que era penas um Highline, com teto, e com o pacote Elegance. Já falei para ele: Cara, te enganaram. Não é o Pacote Premium nem aqui, e nem na China. Abri o capô e lá me vem outra surpresa: lavaram o cofre com solopan ou sei lá o que, que corroeu a manta de alumínio toda. Ficou horrível o cofre do motor. fora isso, o líquido de arrefecimento estava podre (marrom terra mesmo), e as revisões foram só no primeiro ano, na concessionária. Mostrei a diferença comparando com o meu carro, e ele correu para desfazer o negócio. Eu sou suspeito para falar do Golf MK7. É um carro que dirijo por paixão e tesão. Pacote Premium é algo raríssimo de encontrar. Praticamente não se encontra no mercado. Eu só compraria o Golf automático (Mecatrônica) se eu tivesse uma reserva de capital de até uns R$ 20.000,00 para me resguardar de um possível reparo ou manutenção mais para frente.
  15. Para vender, o sujeito não seria louco de fazer qualquer afirmação que denegrisse o carro dele, não é? Mas é fácil descobrir: pega o número do chassi e verifica em uma concessionária da VW. Todos os problemas que o veículo sofreu (e manutenções) ficam registrados no sistema da VW. Aliás, com essa quilometragem tão baixa nem existe razão para ele não ter continuado com as revisões na concessionária autorizada, ainda mais quando se tem o Golf com esse imprevisível problema que pode acontecer com a mecatrônica: travamento. Particularmente, se eu fosse comprar o Golf 2014/2014 e 2014/2015, preferiria algum com a mecatrônica já substituída. A segunda mecatrônica possui uma tendência menor de falhas. Lembrando que "tendência", não é certeza, ou seja, a probabilidade de falhas seria apenas menor. Em tempo: Fiz revisões na concessionária autorizada até os 130.000Km, ou seja, 13 revisões consecutivas. Meu carro é de câmbio manual. Revisão, diga-se de passagem, que não realizavam serviço algum. Porra nenhuma senão trocar o óleo. Parei nem foi por conta de valor (baixo até), mas porque eles prestam um serviço muito ruim. Até a troca de óleo, se você não estiver por perto, conseguem fazer de forma errada. Enfim, meu carro está com quase 210.000Km, e eu nunca tive maiores problemas com ele. Roda praticamente todos os dias.