Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''dsg''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Volkswagen Golf MK7 Tópicos Gerais
    • MK7 Golf / GTI Discussoes
    • Golf MK7 Fotos, Videos, Media
    • Garagem
    • Mundo De Detailing
    • Mundo VW
  • Volkswagen Golf MK7 Tópicos Técnicos
    • Manutenção Do Seu MK7
    • GTI 2.0T Motor / Escape / Tuning
    • 1.4T Motor / Escape / Tuning
    • Suspensão, Rodas, Freios, Chassi
    • Modificações Cosméticas Internas e Externas
    • Retrofits - Instalações De Upgrades Apos a Compra
    • Guias e DIY
    • Ajuda e Suporte com VCDS
  • Volkswagen Golf MK7 Tópicos Regionais
    • Brasil Norte
    • Brasil Nordeste
    • Brasil Centro-oeste
    • Brasil Sudeste
    • Brasil Sul
    • Exterior
  • Classificados
    • Peças e Acessórios MK7
    • Carros
    • Outros
  • GolfMK7.com.br
    • Feedback

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

Encontrado 39 registros

  1. Boa noite. Já estou no oitavo Golf, dos quais 4 GTi. MK7 tive um 1.4 TSI alemão e dois GTI, o primeiro alemão (13/14) e o segundo brasileiro (17). Embora o 1.4 tivesse aquele problema chato de segurar as marchas, nunca surgiu o barulho de "caixa de ferramenta", mas agora com o GTI 2017 ocorreu algo estranho. Ao retirar o carro da concessionária, após revisão programada, notei um barulho típico de conversor de torque. Como sei que o carro é de dupla embreagem e não tem conversor de torque fiquei intrigado. O barulho era esporádico, por vezes se ouvia, por vezes não. Daí com o passar dos dias foi ficando mais comum e mais perseptível. Levei o carro de volta à concessionária que com ajuda da montadora confirmou o problema e diagnosticou mau funcionamento na mecatrônica do câmbio, dizendo que tenho que trocar toda a transmissão. Alegam que o carro foi chipado e que não cobrirão o reparo. Quanto a isso estou tranquilo pois não chipei o carro e ainda que o carro fosse chipado (eu o comprei usado, com 16mil km) seriam eles que teriam que provar que eu o fiz, e mais, que dessa "chiapagem" decorreu o problema na transmissão. Mas isso tudo eu vou discutir no momento adequado. O que quero saber é se alguém aqui no grupo enfretou ou tomou conhecimento de algo semelhante. Caso positivo, podem me dizer se há muitos registros e qual foi o diagnóstico? Gostaria ainda de saber se o câmbio que equipa o GTI MK7 220cv é o mesmo que equipa o 230vc? Grato aos que puderem me ajudadar.
  2. Boa noite a todos! Tenho um Gti 13/14 e há 2 dias passou a ocorrer o seguinte aviso somente ao desligar o carro. Ao dirigir o comportamento do câmbio está normal. Usando a alavanca da pra selecionar as marchas e também é possível ver a identificação correta da marcha no painel. Mas quando estaciono e desligo o carro ouço um bip e a mensagem aparece. Ocorre que com esse problema não consigo acionar o alarme e nem travar o carro. Vi outros tópicos onde relatam uma mensagem de falha e mandando colocar a alavanca na posição P também, mas o caso aqui apresenta um comportamento diferente. Me parece que algum componente eletrônico não está reconhecendo a posição da alavanca já que é possível ver a indicação da marcha no painel. Tenho um mecânico conhecido que já me informou o valor do mecanismo da alavanca e o preço é um absurdo. Estou sem garantia. Alguém já passou por esse problema? Será que não existe reparo além da troca de todo o mecanismo da alavanca? Indicam alguma oficina que mexam com isso? Vou tentar alguma coisa no SAC da Volks mas não estou muito otimista. Agradeço a atenção dos que responderem.
  3. Pessoal, procurei bastante e não encontrei tópico com esse problema. Com o carro em movimento, aparentemente sem motivo, o acelerador parece parar de funcionar e aparece uma mensagem no painel para "Pisar no pedal do freio". A indicação da marcha fica apenas como D (sem o número da marcha selecionada). Parece que fica em "ponto morto". Mesmo pisando fundo, o giro do motor não passa de 1.500rpm. (ver vídeo abaixo) Encostei o carro e depois de parado ele não conseguia voltar a andar. Tive que desligar o motor e ligar novamente para conseguir voltar a dirigir. Isso já aconteceu quatro vezes comigo ao longo de 2018 em situações diferentes. Ontem foi em estrada, andando a uns 80km/h. Hoje foi na rua em velocidade de 30km/h. Golf TSI 1.4 DSG Alemão 2013/2014 (comprei zero km) Alguém consegue me dar uma orientação do que pode ser o problema e como consertar? Muito obrigado!!
  4. Camaradas, em maio 18, comprei esse Comfortline 14/14 do meu primo que mudou pra Alemanha. Ele comprou um GTI lá. O carro está em ótimas condições e a KM é porque ele fazia o trajeto Jundiaí-SP todo dia praticamente. Como é natural, acredito, com a maioria dos donos de 1.4, eu quero pular pra um GTI. Aceito troca e volto a diferença. O cambio do carro está excelente e nunca deu qualquer falha depois da troca da mecatrônica, com cerca de 90 mil km. Realizada em ccs com pagamento de mão de obra apenas. Está perfeito. https://www.webmotors.com.br/c/25005497 Moro no RJ (até Dez/19). O Carro está em Lorena-SP. Forte Abraço (61)99878 1986 - Whatsapp aço a todos.
  5. Wr_beier

    Ds6

    Oi pessoal, tenho um mk7 2018, com o câmbio DSG 6, alguém sabe se o câmbio melhorou da geração passada, ou continua dando problema?
  6. Olá Pessoal, No final de Junho/17 comprei um GOLF 14/15 DSG com 23 mil km. Tudo certo, carro desempenhando normalmente até que no sábado passado (05/08) um ponto de exclamação amarelo surgiu no painel. Famoso "falha oficina coloque o cambio na posição P". Desliguei o carro , tirei a chave e o alerta sumiu. Andei por uma semana sem problemas, mas resolvi levar nesta ultima segunda na concessionária para tirar a teima e ver se era algo mais sério. Na chegada comentei o ocorrido, com receio que fosse falha no cambio, disse que ouvia os barulhos do DSG quando janela aberta, som desligado, mas entendia que isso era característica do carro. O rapaz, líder de atendimento da concessionária me disse que tem uma atualização que ameniza os barulhos, mas perde potencia. Falei que não precisava. Fim do dia me ligam da concessionária dizendo que tiveram de trocar o mecanismo do cambio. Nada com relação a caixa de transmissão. Peguei o carro hoje e está funcionado tudo certo, o cambio parece mais justo realmente na troca de P para D e nas outras, porém noto que dirigindo em modo D (meu carro só tem D e S, sem modo Eco) ele está trocando as marchas mais cedo, tipo logo que bate nos 2 mil giros. O Carro parece que ficou mais "comportado" o que em algumas situações é bom, porém fiquei com a pulga atrás da orelha pensando se foi feita a tal da atualização para amenizar os barulhos. Tem como eu descobrir isso de alguma maneira? Se foi feito atualização, tem como voltar atrás? Obrigado pela atenção pessoal! Abraço!!
  7. Olá Pessoal, No final de Junho/17 comprei um GOLF 14/15 DSG com 23 mil km. Tudo certo, carro desempenhando normalmente até que no sábado passado (05/08) um ponto de exclamação amarelo surgiu no painel. Famoso "falha oficina coloque o cambio na posição P". Desliguei o carro , tirei a chave e o alerta sumiu. Andei por uma semana sem problemas, mas resolvi levar nesta ultima segunda na concessionária para tirar a teima e ver se era algo mais sério. Na chegada comentei o ocorrido, com receio que fosse falha no cambio, disse que ouvia os barulhos do DSG quando janela aberta, som desligado, mas entendia que isso era característica do carro. O rapaz, líder de atendimento da concessionária me disse que tem uma atualização que ameniza os barulhos, mas perde potencia. Falei que não precisava. Fim do dia me ligam da concessionária dizendo que tiveram de trocar o mecanismo do cambio. Nada com relação a caixa de transmissão. Peguei o carro hoje e está funcionado tudo certo, o cambio parece mais justo realmente na troca de P para D e nas outras, porém noto que dirigindo em modo D (meu carro só tem D e S, sem modo Eco) ele está trocando as marchas mais cedo, tipo logo que bate nos 2 mil giros. O Carro parece que ficou mais "comportado" o que em algumas situações é bom, porém fiquei com a pulga atrás da orelha pensando se foi feita a tal da atualização para amenizar os barulhos. Tem como eu descobrir isso de alguma maneira? Se foi feito atualização, tem como voltar atrás? Obrigado pela atenção pessoal! Abraço!!
  8. Pessoal tenho 62 mil para comprar um golf tsi, estou qurendo um modelo alemão. Mas pesquisando na internet me deparei com muitos problemas de câmbio e valores muito altos para manutenção, tendo em vista que o carro já estará fora da garantia o custo para consertar o DSG em uma eventual avaria seria muito alto. Gostaria de opiniões e sugestões.
  9. Olá! Ultimamente tenho notado um barulho muito estranho no meu GTi 2016, ele está com 30 mil km. O barulho acontece as vezes ao ligar o carro, ao ligar, ele vibra um pouco ( normal ) mas essa vibração causa um barulho parecendo o barulho de bater com o dedo em um vidro, mas acontece varias vezes durante essa vibraçao, aparenta ser em baixo do console central. Tentarei gravar e colocar aqui, mas é dificil pois só faz as vezes. Esse mesmo barulho acontece quando, estou andando em segunda marcha(especialmente) em torno de 20-30km/h se eu retirar o pé do acelerador da pra sentir a embreagem desacoplando e exatamente no mesmo momento ele dá esse barulho que parece que alguem bateu com a mao no painel central. se eu voltar a acelerar, esse mesmo barulho acontece denovo exatamente no mesmo tempo que a embreagem acopla denovo. De vez em quando, esse mesmo barulho tambem acontece quando estou freiando e o DSG resolve reduzir de 3-2 ou 2-1 quando a nova marcha é engatada, ao mesmo tempo, esse som se repete. Estou com muito medo que seja algo relacionado ao cambio. Esse som se parece muito com o som que um motor com coxim estourado faz ao acelerar e desacelerar. Já levei na concessionaria e nao identificaram nada de estranho. Em uma oficina de confiança, foi passado o scanner, e nada foi visto. Não foi feita uma inspeção visual. Acontece com mais alguem? alguma recomendação?
  10. Gente me da uma ajuda aqui , hoje fiz a troca das pastilhas de freio dianteira , o mecânico mencionou que o sensor estava danificado ( tá mais , não danifica mesmo ?) .Eis que ele colocou as novas pastilhas , só que as pastilhas não devem vir com sensor ?Detalhe a mensagem no painel do carro não apagou !!!!! Ele me colocou as pastilhas sem sensor !!! A PERGUNTA É , AS PASTILHAS DE FREIO DEVEM VIR COM O SENSOR ???? Me ajudem *Golf MK7 DSG 1.4 Turbo 14/15 .
  11. Vendo Golf Highline DSG Unico Dono 2014/15 mexicano unico dono 27 mil km, garantia ate fev/19 sem detalhes, placa final 5 DSG trocado em set/18 (cambio fabricado em maio/18 na Alemanha. Por conta disso, garantia ate set/19 Valor: 69.5k ctt: 11 98571 4230
  12. Olá amigos! Tenho um Golf 1.4 tsi dsg 7,gostaria de saber se é normal e passar da 1ª marcha pra 2ª aos 10km/h em todos os modos? Modo eco chega a vibra nos quebra molas vc sente que tá forçando a embreagem? Já fui na css eles fizeram uma atualização mais continua msm coisa poderia me ajudar? Grato a todos
  13. Alemão 13/14 - DSG (64.000 km) - Revisão dos 60 ja foi feita em Dezembro de 2017 PACOTE PREMIUM (Não tem mais o que colocar no carro) "Front Assist" e "City Emergency Brake" - monitoramento frontal e freio de emergência automático para trânsito "FLA" - Assistente de luz para farol alto "Kessy" - sistema de acesso ao veículo sem o uso da chave e botão para partida do motor "Mode" - Seleção do perfil de condução (Normal / Esporte / Eco / Individual) "Park Assist 2.0" - assistente de estacionamento automático Park Pilot ( sensores em cada canto do carro ) "Pro-Active" - sistema de proteção proativa dos ocupantes "Rear View" - câmera para manobras em marcha a ré com acionamento automático Ajuste elétrico de altura do banco do motorista Ajuste elétrico do apoio lombar do banco do motorista Detector de fadiga Faróis bixenônio com luz de condução diurna em LED, regulagem dinâmica de altura e luz de conversão dinâmica Rodas de liga leve aro 17 do GTI Sem gaveta sob o banco do motorista Sistema infotainment "Discover Pro" com tela touch de 8", sensor de aproximação, bluetooth e navegação Teto Solar Retrovisor Fotocrômico Lanterna com direcionamento em curva Aquecimento dos bancos Ar condicionado Dual zone Piloto automático com regulagem tanto de velocidade cruzeiro, como de velocidade maxima Porta luvas refrigerado OBS : TODAS REVISÕES FEITAS NA CONCESSIONÁRIA E CARIMBADAS (Um dos principais diferenciais de um carro na hora de vender) OBS 2 : Já foi feita a troca da mecatrônica, tenho a NF e vai junto, tudo certinho. Quem pesquisa, sabe que os que já tiveram a troca feita, não tem mais problema com o DSG. Mesmo que houvesse, o carro tem todas revisões feitas na CC. Alterações no carro: Remap Stage 2 (Reiko) + Kit pressurização + Filtro K&N Inbox + válvula blow off (Nova Racing) Escape esportivo + Catback + Ponteira esportiva Kit R LINE + freios e pinça Brembo + Suspensão esportiva e rodas GTI + Molas Eibach Mando as peças originais junto. To fazendo preço de custo dele mesmo, nem to colocando nada da questão do que ja mexi nele, que é pra vender o quanto antes. O carro está espetacular, a toda prova, chama atenção demais onde passa. Motivo da venda é somente porquê adquiri um imóvel e to precisando fazer dinheiro. Valor: R$ 72.000
  14. Tive que deixar meu carro na css hoje pela manhã. Desde ontem a noite o carro começou a vibrar muito forte nas trocas de marcha, principalmente em D2, D3 e ré, mas também da pra sentir em marchas mais altas, durante as trocas e se o carro está em uma rotação mais baixa (menos que 1.500 RPM) Quando o carro esquentou, após 40 minutos, a vibração sumiu e tudo voltou a funcionar normalmente. Porém, hoje pela manhã estava lá de novo. A vibração é parecida como quando se tenta sair de terceira em um carro manual. Na css informaram que nunca viram algo parecido e aqui no forum encontrei somente um relato de vibração parecida, porém após meia hora de uso. Meu carro é um highline alemão 14/14, 2 anos exatos de uso e 67mil kms e foram feitas somente as duas primeiras revisões. Vamos ver como será a questão da garantia..
  15. Ótimo Texto que explica as características de cada tipo de câmbio: Automático, automatizado, CVT, DCT: como escolher 25/05/2018 FacebookTwitterGoogle+WhatsAppLinkedInEmail Entenda as diferenças práticas, para dirigir e manter, entre os tipos de transmissão com mudanças automáticas Ficar livre das mudanças de marcha e do acionamento da embreagem, no trânsito nosso de cada dia — que há tempos deixou de ser caótico apenas nas maiores cidades —, é algo que tem motivado cada vez mais compradores de automóveis a optar pelas transmissões com trocas automáticas. Basta ver a frequência com que essas caixas, em suas variações, têm sido oferecidas em carros menores e mais acessíveis ou notar a crescente dificuldade de encontrar um modelo de caixa manual acima de certo patamar de preço. No entanto, carros com mudanças automáticas não são todos iguais: é natural que opções como a caixa de variação contínua (CVT), a automatizada e a de dupla embreagem, como alternativas à automática tradicional, causem dúvidas ao comprador. Mesmo que o leitor assíduo do Best Cars seja em regra um bom conhecedor dessas diferenças, escolhi o tema para o Editorial, pois recebemos visitas de públicos diversos e certamente o assunto seria útil a muita gente. Vamos, então, entender de forma simples o que diferencia esses tipos de transmissão. Caixa automática do Fiat Argo: bom “pulo” inicial e suavidade nas trocas, com prejuízo do consumo • Caixa automática tradicional – Foi a primeira a surgir e a única disponível nos carros nacionais até 15 anos atrás, quando o Honda Fit trouxe a primeira CVT. Dos quatro tipos, é um dos mais confortáveis (ao lado da CVT) por promover uma transição suave entre as marchas. Oferece também o melhor efeito de “rastejar”, aquele empurrão que se obtém ao liberar os freios sem tocar no acelerador, tão oportuno em pequenas manobras e no para-anda do trânsito. E suas reduções de marcha são rápidas e cômodas. Por muito tempo, a automática ganhou fama de vilã do consumo de combustível e de ser onerosa de manter. Isso mudou — em parte. Os carros ficaram mais econômicos com maior número de marchas (há 10 anos era comum haver só quatro; hoje, vários carros pequenos têm seis e já existem 10 no Ford Mustang) e estratégias que aumentam a eficiência da caixa. Quanto à manutenção, existem oficinas especializadas mesmo em cidades não tão grandes e suas trocas de fluido estão bem mais espaçadas — várias marcas nem demandam essa operação por toda a vida útil do carro. Boa parte do aumento de consumo, em relação a uma versão manual, é causada pelo mesmo equipamento que faz essa transmissão tão suave e confortável: o conversor de torque (entenda como funciona). Nos carros mais antigos o conversor atuava todo o tempo. Mais tarde surgiu um bloqueio que o tirava de ação na última marcha, em benefício da economia em uso rodoviário. Hoje o conversor pode ser bloqueado em todas ou quase todas as marchas, servindo basicamente para as mudanças e o acoplamento nas saídas, tal e qual a embreagem da caixa manual. Ele tem ainda uma importante função ao acelerar: multiplicar o torque do motor nos momentos iniciais da saída, o que traz a essa caixa uma vantagem decisiva na sensação de desempenho quando, por exemplo, o semáforo se abre. Mesmo com os citados avanços, porém, dos quatro tipos ainda é aquele que mais impacto traz ao consumo. CVT do Nissan Kicks: eficiente, mas com marchas emuladas para evitar o ruído constante • Caixa de variação contínua (CVT) – Mais antiga do que muitos pensam, a CVT surgiu nos anos 50 na DAF holandesa, mas foi de 10 anos para cá que seu uso se tornou mais comum. A ideia é promover uma transição gradual entre as “marchas”, ou relações, pela variação de diâmetro de duas polias ligadas por uma correia. Assim, a CVT não tem marchas definidas: só dois extremos, dentro dos quais encontra livremente a relação mais adequada a cada circunstância. Essa forma de operação a torna não apenas suave, como também eficiente em consumo (motores a combustão gostam de rotação constante) e desempenho. Pode-se, por exemplo, passar de 60 a 100 km/h sem variar os giros do motor. Tal vantagem também constitui seu ponto negativo: o ruído constante — e às vezes incômodo — pode dar a sensação de que o carro não acelera bem e o afasta de qualquer esportividade. Para evitar isso, os fabricantes hoje usam um modo que emula marchas, isto é, faz o variador parar em pontos definidos como se marchas fossem trocadas. A estratégia pode ser fixa, aplicada apenas com maior abertura de acelerador ou disponível no modo de seleção manual. A CVT também precisa ser ligada ao motor por embreagem ou conversor de torque, este a solução mais comum. Entretanto, o trabalho do conversor limita-se às saídas e ao tempo de marcha-lenta com alavanca em D, o que reduz seu efeito sobre o consumo. Algumas marcas requerem troca de fluido frequente (a cada 40 mil quilômetros em alguns Hondas) e outras dispensam o serviço. Fiat Uno com caixa automatizada: eficiente em consumo e desempenho, mas a menos suave das quatro • Caixa automatizada – Em termos simples, é uma caixa manual na qual um “robô” faz os trabalhos de acionar a embreagem e mudar as marchas nos momentos adequados. Surgiu como opção mais barata à automática, mas é vantajosa também em eficiência: por não usar conversor de torque, o consumo médio fica bem próximo ao do carro manual. Também não se perde muito em desempenho, salvo em acelerações severas — em geral, a caixa não permite arrancar tão forte quanto a manual para preservar a embreagem. Sua maior desvantagem está na menor suavidade: é a única que precisa interromper o fornecimento de potência do motor às rodas nas mudanças de marcha (para cima ou para baixo), que são mais lentas e causam um “soluço”. Nada diferente da caixa manual, mas, como as trocas nem sempre são esperadas, pode causar desconforto em alguns. A automatizada mantém a embreagem, que se desgasta e requer substituição como na manual. Por outro lado, o usual é não requerer troca de fluido. Dupla embreagem no Ford Fiesta: rápida para subir marchas, lenta para reduzir, favorável à economia • Caixa automatizada de dupla embreagem– Há quem argumente que esse tipo (conhecido em inglês pela sigla DCT) é automático e não automatizado, mas o fato é que fica no caminho entre os dois tipos. Seu trunfo é usar duas embreagens, uma para as marchas pares, outra para as ímpares. Assim, a caixa opera com pré-seleção: quando usa a segunda, por exemplo, a terceira está engatada e basta acoplar sua embreagem para efetuar a troca, sem interromper a potência, de forma rápida e suave. Sem conversor de torque, essa transmissão é muito eficiente em consumo, mas não conta com o “pulo” inicial da automática. Outra desvantagem está na lentidão para reduções, sobretudo para marchas da mesma embreagem (por exemplo, de quarta para segunda quando o motorista acelera a fundo de repente): nesse caso é como uma automatizada comum. E raramente é tão suave em pequenos movimentos quanto a automática. Há dois tipos para essa caixa: com embreagens a seco e banhadas em óleo (o grupo Volkswagen, por exemplo, usa ambos os tipos de acordo com a versão). O segundo resiste melhor a motores de alto torque e evita ruídos em piso irregular, causados pela embreagem não acoplada. Algumas dessas transmissões dispensam troca de fluido, como a da Ford; outras a requerem, como a da VW, a cada 60 mil km. As embreagens em si são bem mais duráveis que as das automatizadas comuns. Qual desses tipos é o melhor? Como vimos, cada um tem seus benefícios e suas desvantagens, além de se prestar melhor a algumas aplicações que a outras. CVTs raramente agradam em carros esportivos, que combinam com caixas de dupla embreagem, assim como carros de baixa cilindrada são penalizados em eficiência com a automática tradicional, mas ficam muito bem com a CVT. O mais importante é conhecer suas diferenças — e experimentá-las nos carros desejados — para não haver arrependimento após a compra. http://bestcars.uol.com.br/bc/informe-se/colunas/editorial/cambio-automatico-automatizado-cvt-dct-como-escolher/
  16. Bom galera, estava pesquisando sobre o famoso e frágil cambio DQ200 e as possíveis modificações para torna-lo mais forte visando a durabilidade. Li varios topicos sobre ele a respeito de problemas, quebras e reprogramações. Ate hoje, vi algumas preparadoras soltando novos softwares desse cambio, mexendo na compressão da embreagem para não patinar etc, mas nenhum que me tirasse o medo de melhorar a cavalaria. Apos pesquisar bastante, encontrei um site http://www.tvsengineering.nl/nl/ de uma empresa Holandesa especializada em cambios. Mandei um email para saber mais das opcoes para nosso cambio (dq200) e olha o que eles me responderam: Hi,We have a dealer in Brazil: Regescap Auto Center Avenida Carmindo de Campos 770 Jardim Petropolis Cuiabá MT BraziliëNo hardware upgrades possible... Transmission is too weak.With software max = 400Nm but the clutch needs to be in perfect condition for these torques!Normal road use: 350Nm no problem (Para quem não entendeu é só jogar no tradutor que é sucesso) Mas ai ja entra outro ponto. “Normal road use 350Nm. Sou de Belo Horizonte e buracos e ruas de pedra aqui tem demais (dq200 é fragil nesse ponto), e na Holanda, acho que o asfalto la é melhor rsrsrs. Ai entra minha duvida, alguem sabe a respeito dessa empresa, ou ja tem novas informações sobre uma reprogramação confiável ?
  17. Olá, pessoal! Tudo bem? Conheci o fórum há pouco, assim que comprei meu GTI (e já me ajudaram a resolver uns pepinos que descobri no carro - agradeço imensamente). Depois de conquistar esse sonho, estou vendendo o meu Golf TSI 1.4 Highline - 93.700km - VALOR: 65.500,00. O veículo está na região de Porto Alegre / RS. Tem placa de MG pois trouxe o carro pra cá assim que fui nomeado em um concurso da Receita aqui. Carro tá sinistro de bem cuidado, podem confiar! http://rs.olx.com.br/regioes-de-porto-alegre-torres-e-santa-cruz-do-sul/veiculos-e-pecas/carros/golf-tsi-1-4t-highline-at-modelo-alemao-teto-solar-ipva-2018-pago-461299394 Resumo:* Modelo completíssimo, versão Highline, com pacote Elegance + Teto solar panorâmico + Rodas Madrid 17" (inclusive estepe).* Pneus Michelin Primacy 3 em ótimo estado (+ 4 pneus Pirelli zerados de brinde!)* TODAS as revisões na concessionária, sendo a última em 10/12/2017.* Veículo utilizado exclusivamente para viagens em lazer, tratado com muito cuidado.* 93.700km. Sempre usada gasolina Pódium e Militec para preservação do motor.* Extremamente silencioso, com isolamento acústico incrível, e som de fábrica de qualidade impressionante. Com velocidade média de 100-110km/h, alcança consumo rodoviário de 18km/l.Por ser alemão, ainda possui: + Freio de mão elétrico (no botão)+ Auto-hold+ Suspensão multilink+ Porta-luvas refrigerado* Cambio DSG de 7 velocidades* Sistema Keyless (partida sem chave)* Start-stop* Borboletas no volante* AC Digital Dualzone* 4 modos de direção (Sport, Normal, Eco, Individual)* Bancos de couro Alcântara e tecido* Cartão de GPS atualizado até 08/08/2017 (versão mais recente)Motivo da venda:Adquiri um Golf GTI recentemente, e penso em ficar com somente um carro de viagem. Inclusive, os 4 pneus zerados que entrego de brinde com o carro do anúncio estavam no GTI (e foram substituídos por um pneu esportivo de alta performance para estrada).Estado do Carro:Este carro está excepcional.A mecatrônica do DSG já foi devidamente substituída durante a garantia (assim como é recomendado que seja feito nos carros alemães e alguns mexicanos), então pode ficar tranquilo!Interior mais que impecável, mantido sempre em garagem coberta, veículo de não fumante, e zelado com muita paixão pelo carro. Pintura intacta, jamais retocada [possui pequeno risco no parachoque traseiro, 0.5 cm - desde que comprei o carro, pois preferi não mexer na pintura original!]. Parte debaixo do carro está intacta (mecânicos sempre elogiam a conservação do veículo).Sinceramente, acho difícil achar outro com os requintes de cuidado que este está, sem maquiagens de revendedor e de procedência tão confiável.Documentação:Está com o IPVA 2018 pago integralmente.Licenciado e em meu nome.Possuo os três manuais, chave-reserva, notas-fiscais das revisões.Revisões:Como já disse, todas as revisões foram feitas em concessionária, carimbadas no manual. Em caso de dúvida, confira na Guaibacar Sertório - Porto Alegre (possuem todo histórico do carro para conferência). Enfim, espero que agradem do carro. Abraços
  18. Amigos, bom dia. Quero adquiri um golf 1.4 TSI, contudo gostaria de saber, se após o reparo da mecatrônica é possível que ele quebre novamente ou após a primeira troca do câmbio o defeito e sanado permanentemente ? Alguém sabe de relatos de amigos que submeteram o carro a mais de uma substituição do câmbio ? A questão é: vale a pena comprar um Golf 1.4 TSI DGS com o reparo da mecatrônica já realizado. Abçs
  19. Senhores, Estou incluindo este tópico porque até agora nas minhas pesquisas não vi nada igual ao o problema que meu carro veio a apresentar. Estava chegando em casa, parei e o carro desligou no start-stop... quando foi retomar o funcionamento, o carro tremeu todo e passou a apresentar o seguinte problema: 1. Com o carro parado, pisando no freio, passando a alavanca de N para D o carro dá um tranco razoavelmente forte, incomoda bastante! Não é normal, meu carro tá com 20 mil km e nunca vi nada parecido antes. Nas transições P>R e R>N não se sente nada, tudo absolutamente normal. 2. Andando, pouco antes de parar, quando o carro vai reduzir de D2 para D1, o tranco vem novamente. 3. Com o carro parado em D1, sente-se uma vibração no carro. É como se a embreagem já estivesse 100% acoplada, o carro fica querendo sair sozinho... Ao tirar levemente o pé do freio ele já "dá um pulo", fica muito arisco... fica até perigoso de manobrar dentro da garagem do meu prédio. Fiquei bem preocupado e encostei o carro, agendei um horário na concessionária, só consegui para daqui dois dias. Se alguém já passou por algo parecido e puder colocar o depoimento aqui, eu agradeço... No mais, vou aguardar o atendimento e vou reportando minha experiência aqui. Para constar, meu carro é um TSI Comfortline Alemão + Elegance 14/15, com 20 mil rodados até agora. Até mais
  20. Fala Galera! Estou vendo meu Golf TSI ALEMÃO DSG. Adorei o carro, está comigo a quase 2 anos. Durante esse período mantive as revisões na Concessionaria, onde a última realizada foi com 110.000. Hoje o carro está próximo dos 120.000. Sou o segundo dono, 90% da km é de estrada, pois o antigo proprietário morava na zona sul de São Paulo e se deslocava até seu local de trabalho em São Roque todos os dias. Durante esse período segue o que foi realizado entre manutenção e estética: -Troca da Dupla Embreagem (Na garantia aos 80.000) - Troca da mecatrônica (Na garantia aos 90.000) -Troca da Bateria no final do ano de 2017 -Troca das lâmpadas internas por LED. - Instalação de Xênon no farol baixo e no milha. - Escapamento esportivo (Catback) - Remap Reiko (Ganho de 30cv + 5kgfm torque) - Vidrificação da pintura no final de 2017. Motivo da Venda: Serei papai em breve, motivo pelo qual estou reduzindo os custos (carro financiado) e vou em busca de um carro com porta malas maior. Segue abaixo o link: http://sp.olx.com.br/sao-paulo-e-regiao/veiculos-e-pecas/carros/golf-alemao-highline-tsi-1-4-turbo-automatico-448779398
  21. Galera, o meu DSG está perfeito, mas criei esse tópico porque estive em uma concessionária hoje no Rio de Janeiro para codificar uma chave e ao acompanhar o serviço questionei o técnico que o executava sobre os principais problemas que o carro apresentava, em especial o câmbio/embreagem. Informou: Elogiou o carro e disse que o câmbio faz barulho, mesmo, inclusive o Jetta e o GTI, é de projeto. Disse também que até o momento tiveram somente dois Golf TSI com problemas no conjunto transmissão DSG. Um foi trocado pela garantia e o outro eles também farão o serviço, inclusive eu vi o câmbio sobre uma bancada. Detalhe, os dois Golf estavam mexidos, um com rodas aro 20" e o outro, não tenho certeza, mas acho que com chip de potência. Perguntei porque a garantia não foi encerrada e a resposta foi que eles passaram os problemas para a fabrica e um representante esteve lá na concessionária e não se manifestou sobre as alterações, então eles deram prosseguimento conforme o parecer da fábrica. Ele fechou o comentário com a seguinte declaração: O carro estando original não tem apresentado problema.
  22. Bom dia, Galera! A pedido da Comunidade, estou lançando uma pesquisa para saber quantas falhas ocorreram com os câmbios DSG dos participantes do fórum. Para facilitar o preenchimento e garantir que todos fornecerão as mesmas informações, criei esta pesquisa utilizando o "Google Forms" Peço aos confrades que já tiveram problemas que preencham este questionário no link abaixo: http://goo.gl/forms/2MknvwGnNQ Pode preencher do celular também, funciona bem e é muito fácil. Peço a paciência dos respondentes porque a pesquisa pode ser meio longa, mas é importante que entendamos os fatores que podem influenciar nos problemas mencionados. Basicamente, a pesquisa pergunta o seguinte: - Dados do seu carro (DSG6 ou DSG7, procedência, ano de fabricação, modelo, etc) - Dados do problema (o que aconteceu, com quantos km, qual foi a solução dada, se foi coberto em garantia, quanto tempo ficou sem o carro, etc) - Pesquisa de hábitos de condução (enfrenta muito engarrafamento? como você dirige? fez algum mod/up no carro? etc) Algumas regras deverão ser seguidas. Caso contrário, as respostas serão excluidas: - Relatem somente problemas confirmados e resolvidos. Suspeitas e problemas ainda em processo de solução serão ignorados. - Ruídos e retenções de marcha, a princípio, não são problemas, e sim esquisitices "normais" do DSG. Se estes fatores não resultarem em algum reparo ou troca de componentes do câmbio, os relatos serão ignorados. - Supostos problemas resolvidos somente via atualização de software serão ignorados. O objetivo destas regras é garantir que estamos computando apenas problemas e não estamos distorcendo as estatísticas com medos, receios e fantasmas. Vou divulgando aqui as estatísticas e os relatos, à medida que o pessoal for respondendo. Peço também que usemos este tópico também para discutir os resultados desta pesquisa e os problemas do DSG, atuais ou futuros. Vamos evitar multiplicar ainda mais os tópicos sobre o assunto aqui no fórum. ATENÇÃO: 1) SOMENTE AS RESPOSTAS DE MEMBROS DO FÓRUM SERÃO CONSIDERADAS! POR FAVOR, IDENTIFIQUE-SE COM O SEU NICKNAME EXATO NA PESQUISA, PARA QUE CONSIGAMOS VERIFICAR O CONFRADE QUE TEVE O PROBLEMA. 2) ESTA PESQUISA É APENAS INFORMATIVA, POIS NÃO É POSSÍVEL VERIFICAR A AUTENTICIDADE DOS RELATOS, QUE FORAM FORNECIDOS VOLUNTARIAMENTE E SEM NENHUMA IDENTIFICAÇÃO DOS PARTICIPANTES ALÉM DAQUELA FORNECIDA, PRESUMIVELMENTE DE BOA FÉ, PELOS MESMOS. [========================================] Amigos, permitam-me discorrer um pouco a respeito da validade estatística deste levantamento. É comprido e chato, mas acho importante que leiam até o final. Em primeiro lugar, é importante deixar claro que esta pesquisa não pretende estabelecer a "verdade absoluta", e sim fornecer dados com algum lastro na realidade sobre o assunto, desmistificando assim a questão das falhas do DSG, para o bem ou para o mal. Outro ponto relevante são as premissas que devemos adotar para fazer quaisquer análises sobre estes números. Estas premissas são requeridas, simultaneamente, para interpretar os resultados dos tópicos de estatísticas que criei aqui no fórum ("Quantos mk7 temos...", "Opinião sobre a pesquisa de falhas..." e este aqui, de falhas do DSG), e que estão indissociavelmente relacionados neste momento: Premissa de honestidade: todas as pessoas que preenchem as pesquisas fornecem informações verdadeiras e precisas. Isso vale para os dados dos carros, das falhas, de tudo. Ou seja: estou desconsiderando a existência de haters, mentirosos compulsivos, desocupados que querem apenas "causar", etc. Premissa de espontaneidade: a resposta às enquetes é espontânea e, obviamente, não teremos a adesão de 100% do grupo. Por exemplo, se tivermos 100 carros cadastrados no fórum, provavelmente temos muito mais proprietários do que isso, talvez 200, 300, ou até mais. Não há como garantir os 100% e não queremos garantir os 100%. E isso não é importante! O importante aqui é o seguinte: espontaneidade. Responde quem quiser, quem achar importante, quem não tiver restrições morais ou religiosas, etc. A importância disso fica clara na próxima premissa. Premissa de proporcionalidade (esta é a mais polêmica): a proporção de respondentes das enquetes é sempre semelhante. Explico: se 50% dos proprietários cadastraram seu carros no fórum, também algo em torno de 50% dos proprietários que tiveram problemas relatarão as falhas. Ou seja: a espontaneidade é semelhante em todas as pesquisas. A premissa 2 é importante para aumentar as chances da premissa 3 ser verdadeira. Se estas 3 premissas não forem verdadeiras, há grandes chances de introduzir distorções nas estatísticas. Valeu!!!
  23. Alguém sabe se a incidência de falhas do câmbio DSG nos modelos 2016/2016 (no caso, Golf Variant) é menor do que nos anteriores? Pergunto isso pois quero trocar meu Comfortline 2014/2014 com 87.000 km, único dono, que não deu nenhum problema no DSG, em um Variant Highline 2016/2016. Inicialmente estava em busca de um 2017 seminovo para fugir de vez do DSG, mas está difícil de encontrar com preço justo e agora apareceu um 2016/2016 bem bacana. Será que eu devo abraçar esse? Valeu!
  24. CONTATO: CRISTIANO (61) 99142-8861 - Único dono - Pintura perfeita (nunca foi batido) - Todas as revisões feitas em concessionária - Pneus em ótimo estado - Somente venda - Quilometragem: 66.000 km - Brasília-DF - Ano: 2014 Pacote: Keyless ( sistema de alarme com comando remoto e chave tipo canivete), controle automático de velocidade, rodas de liga leve de 17 polegadas, sensores de chuva e crepuscular, volante multifuncional em couro. Anúncio: http://df.olx.com.br/distrito-federal-e-regiao/veiculos-e-acessorios/carros/volkswagen-golf-comfortline-2014-tsi-1-4-automatico-414612118
  25. Pessoal tenho 62 mil para comprar um golf tsi, estou qurendo um modelo alemão. Mas pesquisando na internet me deparei com muitos problemas de câmbio e valores muito altos para manutenção, tendo em vista que o carro já estará fora da garantia o custo para consertar o DSG em uma eventual avaria seria muito alto. Gostaria de opiniões e sugestões.