RodrigoSP2

Members
  • Total de itens

    1038
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    53

RodrigoSP2 last won the day on February 2

RodrigoSP2 had the most liked content!

3 Seguidores

Sobre RodrigoSP2

  • Rank
    Advanced Member

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Relatório depois de 10 dias com o WR-V: O resumo é: que saudades do Golf! Kkkk Sabia que a adaptação seria difícil, por isso antes de pegar o carro aluguei um Fiat Mobi pra ir me habituando com carro lerdo hehehe. Bom, o Honda não é tão lerdo igual a ele, mas é um carro zero emoção. Nenhuma, nada, niente. No máximo dá pra varar umas lombadas sem achar que o carro vai desmontar. É um carro confortável mas firme, durinho, em algumas situações mais que o Golf. E é bastante estável também, quase não aderna em curvas (aliás, Renegade é péssimo nesse aspecto, dependendo da curva vc vai parar em cima do passageiro). Em termos de consumo, por enquanto ele está na fase de amaciamento e não está tão econômico quanto o Inmetro diz. Com ar ligado, com etanol, tá fazendo 6.5 km/l no percurso urbano (e onde moro é um relevo bem acidentado) e cerca de 10 km/l na estrada, sem abusar. Gasolina coloquei somente 50 mangos e nem deu pra fazer uma media decente, ficou na casa dos 10 km/l. Sobre o motor o óbvio de todo VTEC, manso até umas 3.500 revoluções, depois disso acorda (com o CVT berrando na orelha). Mas o legal é que dá pra aproveitar bem a inércia sem recorrer a marchas mais altas. Mas enfim, já falei pra dona encrenca que assim que as coisas melhorarem vou querer outro Golf kkkkk de preferência manual, como era o meu. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  2. A dona encrenca tinha um Gran Siena Dualogic 2016 que deu pau na bomba hidráulica do cambio pouco antes de vendermos em Novembro, com 96 mil km. Na época pagaram R$35 mil e demorou até vender. Resolvemos que seria uma despesa desnecessária ficarmos com dois carros na garagem sendo que ambos estão trabalhando 80% do tempo remotamente (eu vou ao trabalho 2x por semana). Já com o Golf, foi o oposto: anunciei num sábado, vendi na segunda. Vários contatos de revenda e 2 contatos particulares (1 deles com quem fechei o negócio). O que me chamou a atenção foi que alguns não eram de São Paulo ou região, teve 1 que era de Cuiabá e outro de Criciúma, ambos loucos pra comprar carro aqui pra revender (um deles falou até que negocia varios pra levar de caminhão cegonha pra revender lá). Cogitamos também um carro por assinatura, mas também percebemos um aumento considerável em modelos que até meados do ano passado apresentavam condições interessantes (como Captur e Renegade). Falando em Renegade, a opção dela era por esse modelo. Desde quando aluguei um no ano passado ela estava apaixonada. Foi um trabalho de muita persuasão mostrar que consumo e espaço no porta-malas são importantes, ainda mais com o 3o membro da família chegando. Não sei o que a mulherada vê tanto nesse carro. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  3. Vamos lá, sem mais mistérios. Peguei um WR-V EXL. Beeem distante do Golf em tudo praticamente. Mas com algumas similaridades como consumo e conforto da suspensão, com a vantagem de ser um pouco mais alto. O acabamento não tem soft touch, mas é bem montado e os plásticos são mais adequados ao preço que os do Nivus e T-Cross. Eu tinha alguns pré-requisitos quando decidi buscar um novo carro, primeiro era pacote de segurança (6 air-bags e ESP), segundo conforto e terceiro economia. E por fim porta-malas um pouco maior. A princípio estava inclinado a gastar um pouco mais e pegar um HR-V EX ou EXL, mas virou o ano, as unidades 20/20 se esgotaram e nas 21 zero desconto. Não é um carro empolgante em nenhum aspecto, já sei. Mas a dona encrenca já estava reclamando do cambio manual e do fato do carro ser baixo e com pouco porta-malas, ainda mais com um herdeiro a caminho (2a boa notícia), não achei justo ela ter que ter vendido seu carro pra ajudar a diminuir o valor da hipoteca. Já que vamos ter que conviver por um tempo com um carro só, que seja um que agrade a ambos, né? Foi isso. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  4. Eu não tenho do que reclamar sobre confiabilidade da VW. Já tive Civic (Gen9) e também não achei a 8a maravilha do mundo. O Golf é / foi o carro mais tesão que tive, não só na geração MK7 como também na MK4 que tive lá em 2003. Dos poucos problemas que tive com o carro, posso dizer que todos foram atendidos em garantia e de maneira OK. Aliás, posso considerar que minha relação com a VW sempre foi boa, embora tenha tido alguns poucos dissabores com seus representantes (Concessionários). Mas por que eu voltei para a Honda? Acho que a pergunta melhor seria: por que não permaneci na VW? Pois bem, dentro do preço que poderia pagar por um carro novo, haveriam 2 modelos elegíveis: T-Cross e Nivus, cada um com versões distintas. Testei os dois (ambos com o 1.0 TSI, o T-Cross Highline 1.4 já superava meu orçamento). No geral, gostei mais da dinâmica do Nivus ser mais próxima a do Golf (veja bem, próxima, não igual), além dos mimos tecnológicos que já estava acostumado. O T-Cross me agradou mais pelo acabamento um tiquinho melhor e pela habitabilidade, especialmente nos assentos traseiros. Mas, existe um ditado que fala: o diabo mora nos detalhes, e comparando os dois com um Gol MSI que estava ao lado no show room pude comprovar que ambos, principalmente Nivus, herdaram os genes recessivos do acabamento dele mais do que do Golf. Parece-me que cada ano-modelo que se avança a VW tem voltado as origens em oferecer um acabamento pobre ou ruim, cobrando caro por isso, mas oferecendo um conjunto mecânico excelente. Entretanto se carro fosse só motor e câmbio não haveriam tantas marcas por aí, não é? Nessas horas pouco vale (para mim) ter a melhor central multimídia, USBs espalhadas pelo carro, saídas de ar para o banco traseiro (que no meu caso raramente ficam ocupados), etc. Carro pra mim é como vestir uma roupa, se me agradar, se for confortável e tiver o que eu preciso e busco, dentro do meu orçamento pré-definido, eu vou comprar. Ah sim, quase ia me esquecendo, está BEM difícil negociar na VW. E o panorama fica um pouco pior quando começamos a olhar os remanescentes da 'linha premium' VW: Tiguan, só a R-Line (belo carro), a de entrada praticamente já era; o Jetta está mais para um Virtus que para o Golf, que acabamento decepcionante (mesmo no GLi), não Sobra mais nada. Bem diferente de 2017 quando fui comprar meu carro e entrei naquele salão dos sonhos, com 3 versões de Golf, Passat, Jetta, Novo Fusca... Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  5. Sim. Cinza platinum. Quando comprei-o eu queria o azul escuro, mas era praticamente impossível achar. E o novo (olha eu dando spoiler) o nome da cor é "prata platinum" (sim, voltei pra Honda). O detalhe é que eu não escolhi, era a única cor da unidade disponível a pronta entrega. Minha única manifestação com relação a cor era não ser preto. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  6. Eu concordo com você. Acabei de vender meu Golf por pouco mais do valor de tabela FIPE e as manutenções em CSS, além do bom estado de conservação, comprovadamente pesou a favor do bom negócio. O atual proprietário estava buscando um carro como o meu e só encontrava bagaceira ou com sinais de adulteração da quilometragem. Meu carro foi vendido com pouco mais de 81 mil km (grande parte disso rodado em estrada) e foi avaliado como excelente na vistoria pré-compra. Anunciei num sábado e na segunda-feira já estava vendido, fora que recebi ao menos 8 propostas. Estou um pouco triste em ter que vendê-lo (eu realmente não queria) mas alguns compromissos e a necessidade de um carro com porta-malas maior e automático acabaram influenciando nesta decisão. Em breve divulgo a nova máquina. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  7. Acredito que ainda valha a pena realizar as revisões apenas (troca de óleo e filtros) e algumas manutenções mais complexas. Trocas de discos, pastilhas, serviços em suspensão, entre outras mais triviais, acredito que seja possível em mecânicas com bom atendimento. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  8. Curiosamente as pastilhas originais do meu carro eram da marca Jurid (tenho certeza pois quem trocou foi meu sobrinho). A primeira vez que fiz a substituição foi aos 40 mil km e pedi a ele que buscasse pela mesma marca. No final do ano passado troquei discos dianteiros e novamente as pastilhas (não por desgaste destas, mas pelo fato dos discos serem novos). Carro beirando os 80 mil km. Optei novamente pelas Jurid, só que estas últimas tem feito uma sujeira lascada nas rodas, bem diferentes das 2 anteriores. Como comprei pelo ML (a anterior foi de um fornecedor da oficina do meu sobrinho) acho que são falsificadas. Ele me alertou sobre isso, tem muita loja do ML aderindo à peças falsificadas, até citou o exemplo de 3 tensores de correia de um BMW que ele trocou e o cara comprou no ML. Mal saiu da oficina e os tensores quebraram (ele nunca tinha visto isso antes). Por enquanto não notei nenhuma perda de eficiência nem ruído, só a sujeira mesmo. Mas tenho a impressão que não devem durar muito. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  9. Um fato peculiar do Golf 1.0 TSI MT, diria até uma característica negativa do motor ou do downsize, é fazer manobra em reversa num aclive (subir com o carro em ré). É horrível, queima embreagem e o carro mal sai do lugar. Só fiz isso uma vez pra nunca mais, sai um cheiro horrível, faz barulho, creio até que se forçar é capaz de estragar a embreagem ou o volante. Desde este episódio me adaptei a parar o carro sempre de frente. Não acho que seja problema de falta de potência, torque ou peso do carro, mas sim um subdimensionamento da embreagem. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  10. No meu o Hill holder (ou hill assist na nomenclatura VW) só funciona em aclives, ou seja, frente do carro apontando para cima. Em declives não funciona. No Honda HR-V da minha sobrinha também funciona em qualquer situação até no plano, sendo assim assumo que essa característica só existe em carros com autohold. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  11. Depois que vi a atualização do Wagner. O dele é 2018, portanto Mk7.5 No manual do MY 2018 tem a informação bem clara, portante deve ser algo desta versão. O meu é 2017. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  12. Mas esse é o ponto Anghinoni. O meu é exatamente igual ao do colega e não tem essa função. Inclusive estou com o folder do MY 2017 e não consta esse item nem como opcional. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  13. Faz sentido. Em tempo, entrei no menu de opções agora com meu VCDS Tabajara (Car Scanner Pro) e não achei opção para esta configuração. Talvez via codificação longa mas essa eu não me arrisco. Seria legal o colega que criou o tópico mandar fotos, tanto do erro quanto do menu de ativação da função. Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  14. Acho que não haveria uma falha de hardware individualmente na função. Se houvesse algum erro afetaria o sistema ABS - principal - e seus sistemas auxiliares (ESP, TCS, hill holder, etc.). Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
  15. Todos tem o Hill holder. Até achei que fosse algum problema nele, mas o que o colega está alegando é que não. É uma função de frenagem automática em manobras que não existe nos Golfs Comfortline (e duvido que em algum outro que não possua assistência de condução, como ACC ou o Park Assist). Releia a primeira mensagem, o dele é o 1.0 TSI (Comfortline). Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk