ggustavo

Opiniao golf 1.4 manual

Recommended Posts

Ola tenho 18 anos estou prestes a comprar um golf mk7 preferencialmente um 1.4 manual ou 1.0 e queria saber se é um carro confialvel, para uso urbano e estrada ir e voltar da faculdade sobre custos de manutenções e combustíveis e seguros tenho um orçamentos mais ou menos de 60 mil reais 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho um 1.4 TSI manual 2014 desde 0 km e agora está com 107 mil km. Posso dizer com propriedade que o carro é confiável, desde que feitas as revisões no prazo. Nunca me deixou na mão, nunca precisou de um reboque. O motor só fez troca de óleos e filtros, trocou as velas uma vez aos 60 mil.

Por cerca de 50 mil reais você encontra 1.4 TSI manual com uns 80 mil km. Não acho que compensa o 1.0 TSI pois você tem menos desempenho e a vantagem no consumo de combustível é mínima. Seja bem exigente quanto ao histórico de manutenção e se possível combine para andar no carro antes de comprar. Digo isso pois a manutenção preventiva tem preço justo, mas reparos/manutenção corretiva vai custar caro por causa do valor das peças. Na concessionária as trocas de óleo e filtro eram tabeladas em 236 reais. Pastilhas de freio originais eu consegui online 450 as dianteiras e 400 as traseiras. Cuidado também com carros modificados com chip ou remap, dependendo de como o antigo dono abusou do carro, os intervalos de manutenção precisam ser encurtados para evitar o desgaste prematuro dos componentes. Eu só abasteço com gasolina comum e nunca tive problemas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, eu tenho um 1.0 comfortline manual e eu não poderia estar mais satisfeito, pelo preço do 1.0 2017(unico ano manual) atualmente, na faixa dos 60mil tu só compra um 1.4 2014 ou 2015 muito rodado, quando fiz o test drive, não senti uma diferença monstruosa de desempenho, diferente do colega acima, entre um 1.0 2017 pouco rodado e na garantia ou um 1.4 2014 muito rodado, preferi o 1.0, indico muito a fazer um testdrive em ambos, pra mim, pegar o 1.4 não justificou, e nem se justificou pagar 20mil a mais por um 1.4 do mesmo ano.  devo pular do 1.0 pro gti no futuro visto não achar que o upgrade por 1.4 do mesmo ano vale o $$$. No valor do carro, paguei em agosto passado R$61000,00 num 1.0 2017 com todas as revisões feitas, e 25mil km rodados.

Outro comparativo que fiz questão de fazer foi no quesito acabamento, coloquei o 1.4 highline mexicano de um amigo do lado do 1.0 e tirando os bancos, o acabamento é da mesmissima qualidade em todas as partes. só muda a cor dos acabamentos centrais, um black piano e o outro prata, inclusive prefiro o prata dos comfort.

No quesito custos,  o custo de manutenção do 1.0 é muito similar ao 1.4, paguei na faixa dos 250R$ em pastilha de freio dianteira, 150 nas traseiras, tudo primeira linha. Pneus de qualidade não são baratos, visto que o meu carro usa aro 17 por ter o pacote elegance(não recomendo os 1.0 pé de boi), óleo e filtro na faixa de 200R$ já trocado.  Na parte de consumo eu faço a média de 15km/l por tanque de gasolina aditivada uso 60% cidade 40% estrada(100% estrada a 100 por hora ele chega a fazer 20km/l). A escolha se mostrou acertada pelo carro na garantia visto que já fiz dois reparos na garantia, amortecedor do capo e mecanismo de acionamento do tanque de combustivel

Seguro é um ponto delicado e varia muito de região, eu moro no RJ capital, logo seguro nunca é barato.  Sou engenheiro mecanico, tenho emprego fixo, solteiro, carro tem garagem fechada, 24 anos de idade e o meu seguro tá R$4700,00  pro RJ tá na média. O seguro pro meu carro anterior que era um voyage era R$7000,00. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 5/12/2020 at 10:10 AM, caio cartaxo disse:

Cara, eu tenho um 1.0 comfortline manual e eu não poderia estar mais satisfeito, pelo preço do 1.0 2017(unico ano manual) atualmente, na faixa dos 60mil tu só compra um 1.4 2014 ou 2015 muito rodado, quando fiz o test drive, não senti uma diferença monstruosa de desempenho, diferente do colega acima, entre um 1.0 2017 pouco rodado e na garantia ou um 1.4 2014 muito rodado, preferi o 1.0, indico muito a fazer um testdrive em ambos, pra mim, pegar o 1.4 não justificou, e nem se justificou pagar 20mil a mais por um 1.4 do mesmo ano.  devo pular do 1.0 pro gti no futuro visto não achar que o upgrade por 1.4 do mesmo ano vale o $$$. No valor do carro, paguei em agosto passado R$61000,00 num 1.0 2017 com todas as revisões feitas, e 25mil km rodados.

Outro comparativo que fiz questão de fazer foi no quesito acabamento, coloquei o 1.4 highline mexicano de um amigo do lado do 1.0 e tirando os bancos, o acabamento é da mesmissima qualidade em todas as partes. só muda a cor dos acabamentos centrais, um black piano e o outro prata, inclusive prefiro o prata dos comfort.

No quesito custos,  o custo de manutenção do 1.0 é muito similar ao 1.4, paguei na faixa dos 250R$ em pastilha de freio dianteira, 150 nas traseiras, tudo primeira linha. Pneus de qualidade não são baratos, visto que o meu carro usa aro 17 por ter o pacote elegance(não recomendo os 1.0 pé de boi), óleo e filtro na faixa de 200R$ já trocado.  Na parte de consumo eu faço a média de 15km/l por tanque de gasolina aditivada uso 60% cidade 40% estrada(100% estrada a 100 por hora ele chega a fazer 20km/l). A escolha se mostrou acertada pelo carro na garantia visto que já fiz dois reparos na garantia, amortecedor do capo e mecanismo de acionamento do tanque de combustivel

Seguro é um ponto delicado e varia muito de região, eu moro no RJ capital, logo seguro nunca é barato.  Sou engenheiro mecanico, tenho emprego fixo, solteiro, carro tem garagem fechada, 24 anos de idade e o meu seguro tá R$4700,00  pro RJ tá na média. O seguro pro meu carro anterior que era um voyage era R$7000,00. 

Nós dois escrevemos boas respostas complementares ao sujeito, pelo visto ele não está tão "prestes a comprar um Golf MK7" como disse acima.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pois é...jogou a pergunta e "sumiu"...

Eu já tive (até 1 mês atrás) um Golf manual 1.4 2014, alemão do sangue azul...sem comentários, manutenção básica sempre feita na css e nunca, nunca, nunca me deixou na mão.

Entreguei ele por R$59mil e com 91mil km, peguei um GTI 2014/2014 tb alemão e estou feliz da vida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Realmente não estou "tao prestes" mas venho pesquisando sobre opiniões do grupo, realmente estou surpreso pela boa reputação do golf mk7 1.4 manual me animou bastante 

por que está juntando tudo oq me agrada e que estou procurando que é um carro "sonho", uma carro estiloso, confortável, seguro, completo,econômico nessas versões

Desculpe pela demora para responder não vi as notificações, só hj que vi no meu email mas essas suas respostas podem ter ajudado ou ajudar outras pessoas no futuro

Eu preciso vender meu carro e terminar de tirar a habilitação ja era pra eu ter tirado mas a paralisação devido ao covid parou tudo kkk 

Realmente gostei muito da dica do amigo ai sobre o golf 1.0 tsi mais novo e consequentemente "menos rodado" que pode causar menos gastos futuros(eu sei que todo carro da custo caros mas quero minimizar kkk) irei procurar golfs na minha regiao moro no interior do paraná em uma cidade bem pequena

dei um pulo de felicidade quando disse que pode até fazer 20km/l na estrada que vai ser onde mais vou andar    

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, ggustavo disse:

Realmente não estou "tao prestes" mas venho pesquisando sobre opiniões do grupo, realmente estou surpreso pela boa reputação do golf mk7 1.4 manual me animou bastante 

por que está juntando tudo oq me agrada e que estou procurando que é um carro "sonho", uma carro estiloso, confortável, seguro, completo,econômico nessas versões

Desculpe pela demora para responder não vi as notificações, só hj que vi no meu email mas essas suas respostas podem ter ajudado ou ajudar outras pessoas no futuro

Eu preciso vender meu carro e terminar de tirar a habilitação ja era pra eu ter tirado mas a paralisação devido ao covid parou tudo kkk 

Realmente gostei muito da dica do amigo ai sobre o golf 1.0 tsi mais novo e consequentemente "menos rodado" que pode causar menos gastos futuros(eu sei que todo carro da custo caros mas quero minimizar kkk) irei procurar golfs na minha regiao moro no interior do paraná em uma cidade bem pequena

dei um pulo de felicidade quando disse que pode até fazer 20km/l na estrada que vai ser onde mais vou andar    

Me desculpe eu ter cobrado uma resposta, é que recentemente aqui no fórum teve muito usuário novo que criou tópico e desapareceu depois que as pessoas responderam. Por um momento achei que seria o caso aqui. Eu sou viciado em conversar sobre Golf e não queria responder à toa haha

Enfim, qualquer uma das 2 versões tem qualidade e acredito que você vai gostar do carro. Eu nunca andei no Golf 1.0 TSI, apenas no Up! TSI e no T-Cross que usam este mesmo motor. E todos esses carros tem um bom desempenho, acredito que o Golf 1.0 TSI também mesmo sendo um pouco mais pesado. Mesmo assim, apesar do outro colega ter dito que a diferença de desempenho pro 1.4 é pequena, se você pegar a ficha técnica existe uma diferença considerável.

Fora a motorização, o resto vai depender muito do carro específico que você encontrar, quais pacotes de opcionais ele tem. Digo isso no sentido de que um 1.0 completo pode ter itens que o 1.4 básico não tem.

No mais, qualquer pergunta estou a disposição.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 18/05/2020 at 1:05 AM, Brunomri disse:

Me desculpe eu ter cobrado uma resposta, é que recentemente aqui no fórum teve muito usuário novo que criou tópico e desapareceu depois que as pessoas responderam. Por um momento achei que seria o caso aqui. Eu sou viciado em conversar sobre Golf e não queria responder à toa haha

Enfim, qualquer uma das 2 versões tem qualidade e acredito que você vai gostar do carro. Eu nunca andei no Golf 1.0 TSI, apenas no Up! TSI e no T-Cross que usam este mesmo motor. E todos esses carros tem um bom desempenho, acredito que o Golf 1.0 TSI também mesmo sendo um pouco mais pesado. Mesmo assim, apesar do outro colega ter dito que a diferença de desempenho pro 1.4 é pequena, se você pegar a ficha técnica existe uma diferença considerável.

Fora a motorização, o resto vai depender muito do carro específico que você encontrar, quais pacotes de opcionais ele tem. Digo isso no sentido de que um 1.0 completo pode ter itens que o 1.4 básico não tem.

No mais, qualquer pergunta estou a disposição.

O up! usa um motor com algumas diferenças e um tanto mais fraco, com 105cv e 16kgfm de torque, o tcross manual anda de forma parecida com meu golf, o automatico perde muito, eu particularmente acho esse cambio aisin que a vw usa bem ruim, mas sou suspeito, tirando os DSG não gosto do comportamento de nenhum automatico. 

Com certeza a diferença é perceptivel no quesito desempenho, mas na minha opinião, não justifica a diferença de preço para carros do mesmo ano. E não há ninguem certo ou errado nesse ponto, apenas usos diferentes, a resposta entre 1000 e 3000RPM do 1.0 é tão boa quanto do 1.4 (comparando ambos os carros manuais) em uso civil, que é 90% do meu tempo, quando comprei meu carro fiquei exatamente no dilema do colega que criou o topico, obvio que num uso sovietico, o 25cv e 4,4kg de torque a mais fazem a diferença, só pra mim não justificou eu gastar 20mil a mais comparando carros no mesmo ano, km e estado.

Garanto que em qualquer um dos dois carros ele terá um excelente carro, seguro, ótimo para viagens e uso diario. resta a ele fazer as adequações no que tange a uso, desempenho requerido, consumo e etc... O principal é fazer um test drive nos dois!

Da minha parte estou a disposição também pra qualquer duvida sobre o carro

 

@ggustavo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho um  Golf mk7 manual também acho um carro muito confiável, só me deixou na mão uma vez que a Ventoinha do Radiador simplesmente parou, tive que trocar, tirando isso não tive dor de cabeça, só manutenções básicas como pede o manual de manutenção.

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Também tenho um Golf Mk7 Manual, e recomendo com algumas ressalvas.

Será o meu último veículo de câmbio manual. Câmbios automáticos, por serem mais confortáveis, são uma tendência sem volta.

Não tem muito o que falar do meu Golf de câmbio manual, mas vou enumerar alguns prós e contras:

Os CONTRAS
 

1 - A embreagem do modelo 1.4L nunca foi considerada leve. Sinceramente, o peso está de pesada para pesadinha. Então, se pretende trafegar em cidades de trânsito tenso é melhor repensar bastante a adoção do Golf de câmbio manual. A exceção dessa regra é o Golf 1.0L Manual, que tem o seu peso bem equilibrado e totalmente correto.

2 - O valor de seguro tende sempre a aumentar já que o Golf saiu de linha no Brasil. No meu perfil, por exemplo, a Porto Seguro (e outras), no bônus classe5, chegou a alcançar mais de R$ 10.000,00 para contrato e com R$ 6.000,00 de franquia para a ativação.

3 -Se você compra um veículo usado (seja ele de que fabricante for), assume também risco dessa compra. Portanto, cedo ou tarde, o ônus da compra do produto usado chegará. Existe o risco de certas peças do Golf estarem no fim de sua vida útil. O valor praticado pela rede de concessionários da VW, para peças de reposição do Golf, costuma ser pornográfico e proibitivo, favorecendo amplamente a indústria do roubo a qual alimenta o Mercado Negro de peças usadas (roubadas). A título de curiosidade, por exemplo, a turbina original do Golf custa cerca de R$ 14.000,000.

4 - O Golf é um veículo com uma gama muito extensa de tecnologia embarcada. O motor é extremamente sofisticado e complexo, e não foi feito para "ser mexido" por qualquer um não.O carro possui uma infinidade enorme de sensores eletrônicos e dos mais variados possíveis. São tantos sensores que muitas vezes nem o concessionário autorizado sabe exatamente como cada um funciona e em que isso implicaria no funcionamento do carro. O perigo aí é você levar o carro para a realizar manutenção preventiva/corretiva em local com mão de obra desqualificada. Porque até um parafuso mal torqueado pode te causar um sério prejuízo.

Os PRÓS

1 - A embreagem é relativamente pesada, mas os engates das marchas são curtos, leves, perfeitamente precisos e rápidos. A alavanca do câmbio manual do modelo 1.4L tem uma precisão cirúrgica de engate.  Não só isso, ela meio que "auto-engata" quando você inicia o movimento inicial de engate. Verdade seja dita: é um câmbio prazeroso.

2 - As peças de reposição essenciais são muito caras, mas a VW passou a adotar uma espécie de segunda linha de qualidade. Amortecedor, disco de freio, pastilhas, correias, etc, ela já possui a linha Economy. Trata-se de peças homologadas para a linha VW, porém com qualidade pouco inferior. A título de exemplo, o disco de freio supostamente de primeira linha custa R$ 900,00 (fabricado na Alemanha) o mesmo disco, da Linha Economy custa R$ 200,00 (fabricado na índia). Portanto, a VW ainda disponibiliza a linha Economy como alternativa aos proprietários de Golf. Não deixa de ser um ponto positivo para quem pretende manter a originalidade das peças de reposição.

3 - Por falar em peças de reposição, tenho aqui uma coleção de peças , que eu imaginava que seriam trocadas numa determinada quilometragem, mas que permanecem guardadas até hoje porque as peças originais não apresentaram o mínimo sinal de falha. Por exemplo, tenho todo o conjunto de suspensão e que está lacrado e guardado há mais de 2 anos. Meu conjunto de suspensão, por incrível que possa imaginar, está funcionando corretamente mesmo depois de 7 a nos e 200.000Km enfrentando tudo quanto é tipo de pista.

4 - O Golf, mesmo tendo sido introduzido no nosso mercado em meados de 2013, ainda é considerado um carro extremamente seguro. Ao longo do tempo, a VW foi capando alguns mimos do Golf MK7 mas jamais modificou ou retirou qualquer recurso envolvendo a segurança default ativa e passiva do carro. Controle de tração, controle de estabilidade, os 7 airbags, multicolision break, bloqueio eletrônico do diferencial, os 4 discos de freio, etc, sempre estiveram inalterados no projeto de custos.

5 - A 6ª marcha do Golf é extremamente poderosa. A partir de 60Km/h, se ela estiver engatada, o controle de cruzeiro puxa o carro para frente sem respeitar aclive algum. Aliás, foi o único carro que dirigi é que até hoje nunca pediu redução de marcha diante de aclive. Isso torna qualquer viagem muito mais confortável.E mais uma verdade seja dita: o motor 1.4L tem um canhão de força escondido dentro de suas minúsculas entranhas.

6 - Mesmo aos 200.000Km, eu ainda consigo alcançar 22km/L aqui no trânsito maravilhoso do DF. A média do carro, aqui no DF, fica na casa dos 16km/L.

7 - Salvo engano, todos os Golfs de câmbio manual possuem a suspensão traseira com a tenologia construtiva multilink, que dá muito mais estabilidade para o enfrentamento de curvas fechadas e  em alta velocidade. Também permite, dentro de certos limites, a rodagem mais confortável em terrenos mais hostis, como as estradas vicinais de terra.

8 - Ao menos aqui nas pistas do DF, donde a média de velocidade é de 80km/h, é certeza que terá prazer de condução, excelente autonomia de combustível, e conforto garantido a maior parte do tempo. 

---------------

A minha opinião geral é de que se trata sim de um excelente carro, mas que a compra deve ser friamente ponderada, justamente porque as pessoas costumam desconsiderar "os contras da adquisição" desse tipo veículo. Hatchers médios entraram em decadência profunda, foram descontinuados no nosso mercado, e são atualmente considerados uma escolha ruim pela maioria dos consumidores. Outro detalhe: qualquer carro, seja de qual fabricante for, precisa de manutenção preventiva e corretiva para funcionar corretamente. Essa história de que o Golf só precisa das trocas regulares de óleo nunca foi verdade.  Nem Golf, Nem Fit, nem Toyota, nem Troller, nem etc. Já tive que realizar diversas manutenções corretivas no Golf, e que não custaram nada barato porque sempre utilizei peças homologadas. No meu caso sempre compensou, porque o carro se demonstrou uma ferramente extremamente eficiente em 99,9% dos seus 200.000Km de trabalho. Atualmente tenho utilizado mais o Honda Fit que o Golf por questões de comodidade e versatilidade na cidade. Também preciso me organizar para realizar a primeira troca da correia dentada, já que ela pode romper (devido a idade) a qualquer momento. O Golf não está rodando em 250km mensalmente. Mas toda vez que eu pego ele para dar uma voltinha boba, uma esticada de motor, percebo o quão potente, responsivo, seguro, confortável, tecnológico, energeticamente eficiente, e prazeroso é dirigi-lo. A junção "homem e máquina" fazem jus, e esse carro se conecta aos meus instintos direitinho. Em poucos segundos o prazer de condução se ativa e fica permanecido até o momento em que desligo esse carro.

Esteja convidado a dar uma lida no tópico específico de dicas, aonde enumero algumas particularidades do Golf Highline de Câmbio Manual na versão Pobre Edition. O tópico ainda em alimentação, mas ao longo do ano, as 100 dicas serão completadas.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Adicionando a alguns pontos que o @caio cartaxo e o @iCardeX falaram:

Em 5/19/2020 at 7:14 PM, caio cartaxo disse:

O up! usa um motor com algumas diferenças e um tanto mais fraco, com 105cv e 16kgfm de torque, o tcross manual anda de forma parecida com meu golf, o automatico perde muito, eu particularmente acho esse cambio aisin que a vw usa bem ruim, mas sou suspeito, tirando os DSG não gosto do comportamento de nenhum automatico. 

Com certeza a diferença é perceptivel no quesito desempenho, mas na minha opinião, não justifica a diferença de preço para carros do mesmo ano. E não há ninguem certo ou errado nesse ponto, apenas usos diferentes, a resposta entre 1000 e 3000RPM do 1.0 é tão boa quanto do 1.4 (comparando ambos os carros manuais) em uso civil, que é 90% do meu tempo, quando comprei meu carro fiquei exatamente no dilema do colega que criou o topico, obvio que num uso sovietico, o 25cv e 4,4kg de torque a mais fazem a diferença, só pra mim não justificou eu gastar 20mil a mais comparando carros no mesmo ano, km e estado.

Garanto que em qualquer um dos dois carros ele terá um excelente carro, seguro, ótimo para viagens e uso diario. resta a ele fazer as adequações no que tange a uso, desempenho requerido, consumo e etc... O principal é fazer um test drive nos dois!

Da minha parte estou a disposição também pra qualquer duvida sobre o carro

 

@ggustavo

A minha lista de boas transmissões automáticas ou automatizadas contém:

  • DSG
  • S-Tronic
  • ZF8

Existem outras transmissões avaliadas como excelentes pelos entendedores, mas que eu não teria o mínimo de familiaridade para opinar. Essas 3 eu já pude dirigir e comprovar a sua eficácia. Fazem ótimo trabalho nos quesitos performance, conforto e eficiência. A durabilidade é o problema da DSG e da S-Tronic, talvez por isso o ZF8 seja a melhor opção.

Sobre o preço dos usados, tem vários Golf 1.4 Comfortline manual, anos 2013, 2014 e 2015, anunciados a partir de R$47.900 até R$52.000 com quilometragens entre 46.000km e 150.000km. Tem carros com roda aro 16" provavelmente sem pacotes de opcionais e outros com aro 17" possivelmente equipados com pacote Elegance. Carros 2013 e 2014 até novembro serão alemães e 2015 mexicanos. A comparação fica difícil se escolhermos ano 2017 para a versão 1.4 pois quase não existem carros manuais desse ano, tanto Comfortline quanto Highline. Pela estratégia da VW nessa época o cãmbio manual era foco nas versões 1.0 TSI e 1.6 MSI.

Já o 1.0 Comfortline manual eu vi a partir de R$52.000 até R$60.000. Todos eram ano 2017, esse mais barato tinha 75.000km e os menos rodados até R$60.000 tem entre 30.000km e 40.000km.

O principal é encontrar um bom carro, o que não será fácil. Não necessariamente o carro menos rodado ou mais novo teve melhores cuidados, então eu teria preferência primeiro por um modelo alemão 2013 ou 2014 com freio de estacionamento com acionamento elétrico, sistema auto hold, e suspensão traseira multilink, depois um mexicano 2014 ou 2015 que perde os dois primeiros itens mas mantém a suspensão traseira independente e por último um carro a partir de 2016 que não possui nenhum dos 3 itens.

2 horas atrás, iCardeX disse:

Também tenho um Golf Mk7 Manual, e recomendo com algumas ressalvas.

Será o meu último veículo de câmbio manual. Câmbios automáticos, por serem mais confortáveis, são uma tendência sem volta.

Não tem muito o que falar do meu Golf de câmbio manual, mas vou enumerar alguns prós e contras:

Os CONTRAS
 

1 - A embreagem do modelo 1.4L nunca foi considerada leve. Sinceramente, o peso está de pesada para pesadinha. Então, se pretende trafegar em cidades de trânsito tenso é melhor repensar bastante a adoção do Golf de câmbio manual. A exceção dessa regra é o Golf 1.0L Manual, que tem o seu peso bem equilibrado e totalmente correto.

2 - O valor de seguro tende sempre a aumentar já que o Golf saiu de linha no Brasil. No meu perfil, por exemplo, a Porto Seguro (e outras), no bônus classe5, chegou a alcançar mais de R$ 10.000,00 para contrato e com R$ 6.000,00 de franquia para a ativação.

3 -Se você compra um veículo usado (seja ele de que fabricante for), assume também risco dessa compra. Portanto, cedo ou tarde, o ônus da compra do produto usado chegará. Existe o risco de certas peças do Golf estarem no fim de sua vida útil. O valor praticado pela rede de concessionários da VW, para peças de reposição do Golf, costuma ser pornográfico e proibitivo, favorecendo amplamente a indústria do roubo a qual alimenta o Mercado Negro de peças usadas (roubadas). A título de curiosidade, por exemplo, a turbina original do Golf custa cerca de R$ 14.000,000.

4 - O Golf é um veículo com uma gama muito extensa de tecnologia embarcada. O motor é extremamente sofisticado e complexo, e não foi feito para "ser mexido" por qualquer um não.O carro possui uma infinidade enorme de sensores eletrônicos e dos mais variados possíveis. São tantos sensores que muitas vezes nem o concessionário autorizado sabe exatamente como cada um funciona e em que isso implicaria no funcionamento do carro. O perigo aí é você levar o carro para a realizar manutenção preventiva/corretiva em local com mão de obra desqualificada. Porque até um parafuso mal torqueado pode te causar um sério prejuízo.

Os PRÓS

1 - A embreagem é relativamente pesada, mas os engates das marchas são curtos, leves, perfeitamente precisos e rápidos. A alavanca do câmbio manual do modelo 1.4L tem uma precisão cirúrgica de engate.  Não só isso, ela meio que "auto-engata" quando você inicia o movimento inicial de engate. Verdade seja dita: é um câmbio prazeroso.

2 - As peças de reposição essenciais são muito caras, mas a VW passou a adotar uma espécie de segunda linha de qualidade. Amortecedor, disco de freio, pastilhas, correias, etc, ela já possui a linha Economy. Trata-se de peças homologadas para a linha VW, porém com qualidade pouco inferior. A título de exemplo, o disco de freio supostamente de primeira linha custa R$ 900,00 (fabricado na Alemanha) o mesmo disco, da Linha Economy custa R$ 200,00 (fabricado na índia). Portanto, a VW ainda disponibiliza a linha Economy como alternativa aos proprietários de Golf. Não deixa de ser um ponto positivo para quem pretende manter a originalidade das peças de reposição.

3 - Por falar em peças de reposição, tenho aqui uma coleção de peças , que eu imaginava que seriam trocadas numa determinada quilometragem, mas que permanecem guardadas até hoje porque as peças originais não apresentaram o mínimo sinal de falha. Por exemplo, tenho todo o conjunto de suspensão e que está lacrado e guardado há mais de 2 anos. Meu conjunto de suspensão, por incrível que possa imaginar, está funcionando corretamente mesmo depois de 7 a nos e 200.000Km enfrentando tudo quanto é tipo de pista.

4 - O Golf, mesmo tendo sido introduzido no nosso mercado em meados de 2013, ainda é considerado um carro extremamente seguro. Ao longo do tempo, a VW foi capando alguns mimos do Golf MK7 mas jamais modificou ou retirou qualquer recurso envolvendo a segurança default ativa e passiva do carro. Controle de tração, controle de estabilidade, os 7 airbags, multicolision break, bloqueio eletrônico do diferencial, os 4 discos de freio, etc, sempre estiveram inalterados no projeto de custos.

5 - A 6ª marcha do Golf é extremamente poderosa. A partir de 60Km/h, se ela estiver engatada, o controle de cruzeiro puxa o carro para frente sem respeitar aclive algum. Aliás, foi o único carro que dirigi é que até hoje nunca pediu redução de marcha diante de aclive. Isso torna qualquer viagem muito mais confortável.E mais uma verdade seja dita: o motor 1.4L tem um canhão de força escondido dentro de suas minúsculas entranhas.

6 - Mesmo aos 200.000Km, eu ainda consigo alcançar 22km/L aqui no trânsito maravilhoso do DF. A média do carro, aqui no DF, fica na casa dos 16km/L.

7 - Salvo engano, todos os Golfs de câmbio manual possuem a suspensão traseira com a tenologia construtiva multilink, que dá muito mais estabilidade para o enfrentamento de curvas fechadas e  em alta velocidade. Também permite, dentro de certos limites, a rodagem mais confortável em terrenos mais hostis, como as estradas vicinais de terra.

8 - Ao menos aqui nas pistas do DF, donde a média de velocidade é de 80km/h, é certeza que terá prazer de condução, excelente autonomia de combustível, e conforto garantido a maior parte do tempo. 

---------------

A minha opinião geral é de que se trata sim de um excelente carro, mas que a compra deve ser friamente ponderada, justamente porque as pessoas costumam desconsiderar "os contras da adquisição" desse tipo veículo. Hatchers médios entraram em decadência profunda, foram descontinuados no nosso mercado, e são atualmente considerados uma escolha ruim pela maioria dos consumidores. Outro detalhe: qualquer carro, seja de qual fabricante for, precisa de manutenção preventiva e corretiva para funcionar corretamente. Essa história de que o Golf só precisa das trocas regulares de óleo nunca foi verdade.  Nem Golf, Nem Fit, nem Toyota, nem Troller, nem etc. Já tive que realizar diversas manutenções corretivas no Golf, e que não custaram nada barato porque sempre utilizei peças homologadas. No meu caso sempre compensou, porque o carro se demonstrou uma ferramente extremamente eficiente em 99,9% dos seus 200.000Km de trabalho. Atualmente tenho utilizado mais o Honda Fit que o Golf por questões de comodidade e versatilidade na cidade. Também preciso me organizar para realizar a primeira troca da correia dentada, já que ela pode romper (devido a idade) a qualquer momento. O Golf não está rodando em 250km mensalmente. Mas toda vez que eu pego ele para dar uma voltinha boba, uma esticada de motor, percebo o quão potente, responsivo, seguro, confortável, tecnológico, energeticamente eficiente, e prazeroso é dirigi-lo. A junção "homem e máquina" fazem jus, e esse carro se conecta aos meus instintos direitinho. Em poucos segundos o prazer de condução se ativa e fica permanecido até o momento em que desligo esse carro.

Esteja convidado a dar uma lida no tópico específico de dicas, aonde enumero algumas particularidades do Golf Highline de Câmbio Manual na versão Pobre Edition. O tópico ainda em alimentação, mas ao longo do ano, as 100 dicas serão completadas.

 

A embreagem é um pouco pesada desde zero km, mas você acostuma. No estado da minha embreagem agora, com quase 110.000km o peso está incomodando de fato. O orçamento para a troca da embreagem em um oficina de confiança foi de R$3.870 incluindo platô, disco, rolamento e mão de obra. O gerente fez a cotação dessas peças em concessionária pois o seu fornecedor principal não tinha previsão para recebimento dessas peças. Inclusive disse que se eu quisesse poderia comprar por conta própria e depois levar para eles fazerem a troca. Por isso desisti da troca da embreagem, porém nesta mesma ocasição fiz a troca do kit de correias por R$1.172 com mão de obra. Até o momento foi a manutenção mais cara que fiz.

O seguro é muito relativo, acabei de renovar pelo menor valor histórico de R$1.500, com classe de bônus 10 pela Porto Seguro.

Apesar do tempo de uso, não percebo qualquer prejuízo em relação a desempenho e consumo. Ocasionalmente exijo o máximo do carro nos meus trajetos e ele sempre correspondeu conforme o esperado. Muito forte em baixas rotações e em altas rotações a altas velocidades ele fica um tanto estrangulado. Características desse tipo de motor turbinado. No 1.0 TSI essas característica devem ser mais acentuadas pelo fato de o motor ser ainda menor. É um achismo, pois nunca dirigi o carro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

estou muito animado, mas estou meio suspeito pelo acabamentos dos golfs manuais por a maioria estar sem bancos de couro, sem teto solar, sendo um bem canela seca qual seria a vantagem no manual em cima do automatico, eu sei que a manuntencao do automatico é bem cara e sai do 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
estou muito animado, mas estou meio suspeito pelo acabamentos dos golfs manuais por a maioria estar sem bancos de couro, sem teto solar, sendo um bem canela seca qual seria a vantagem no manual em cima do automatico, eu sei que a manuntencao do automatico é bem cara e sai do 

A manutenção preventiva, de ambos os carros, é praticamente igual. O grande problema é que o Golf com câmbio DSG, estatisticamente, costuma travar e gerar um custo extratosférico para o proprietário mesmo que o sujeito seja o mais cuidadoso e chato o possível com o carro.  Isso é estatístico e não tem para onde correr: o reclameaqui tá minado de reclamações referente ao custo para o reparo e a negativa de responsabilidade da VW. Custo que gira na casa dos R$ 15.000,00. Por outro lado, temos outra penca de proprietários, ainda desfrutando do câmbio DSG, e que ainda não foram acometidos por nenhuma falha. Peças baratas para o Golf, você só as encontra se forem lavadas com sangue. Qualquer pedaço de plástico do Golf custa uma fortuna. Se for item eletrônico, encontramos valores pornograficos . Em 2017, o kit de embreagem e serviços de substituição, do Golf Manual, custava pouco mais de R$ 7.000,00.

 

https://www.golfmk7.com.br/index.php?/topic/2659-kit-de-embreagem-substituído-golf-manual/

 

Hoje você gastaria algo em torno de uns R$ 1.500,00.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
13 horas atrás, ggustavo disse:

estou muito animado, mas estou meio suspeito pelo acabamentos dos golfs manuais por a maioria estar sem bancos de couro, sem teto solar, sendo um bem canela seca qual seria a vantagem no manual em cima do automatico, eu sei que a manuntencao do automatico é bem cara e sai do 

Boa noite!

No caso do Golf o tipo de câmbio, manual automático ou automatizado, não determina os demais itens do carro: há premium com câmbio manual e  standart com com câmbio automatizado (dsg)!

Exceto nos GTIs fabricados aqui e também nos  importados para o Brasil, nesses só há a  automatizada, DSG6, em qualquer pacote de opcionais!

A vantagem do manual sobre o automatizado e automático é a simplicidade, confiabilidade ((especialmente sobre o dsg7)  e  menor custo de manutenção!

PS dizem que existe uma tendência de não utilização de câmbio manual, pode ser, mas o Grupo VW desenvolveu recentemente um câmbio manual para utilizar em seus veículos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, ggustavo disse:

O que um golf 1.4 tirando parte do cambio, pode dar de manutençao a partir dos 100 mil km?

Correia Poly-V (100m km)
Corrente de comando (segunda troca de 60m km)
Velas (segunda troca de 60m km)
Coxins de motor e cambio, dependendo do uso (verificar a cada 30m km)

Entre 100 e 120mil km, de pesado são essas. Isso contando que os freios, suspensão e manutenção leve foram feitas no tempo. O seguro do carro na faixa etária e perfil de condução, pode esperar por baixo R$6mil.

 

Agora um pouco de experiência própria, nem sempre a gente encontra o carro que a gente gostaria no tempo que a gente quer, precisa de paciência pra achar um carro bom e que caiba no bolso. No meu caso, fui conseguir meu tão sonhado GTI depois de quase 6 anos de procura, bati a cabeça até que encontrei. Do mais, te desejo sorte na sua busca. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Achar golf com pacote premium e manual é de fato bem complicado, quando tava na procura do meu 1.0 só vi um carro anunciado no interior de MG.  Não fazer questão dos faróis de xenon com leds(que aumentam o valor da franquia do seguro) e do teto solar ou dos bancos em couro me ajudou bastante.

Essa questão de procurar o carro certo é de fato dificil,  ainda mais sendo exigente. O meu Golf eu dei muita sorte, achei um na cor que eu queria, com os opcionais que eu queria, numa cidade vizinha a que eu moro e a um ótimo preço... Mas meu segundo carro, uma BMW 325i 1994 foram 2 anos e meio procurando um exemplar do jeito que queria na questão de preço/estado, ainda mais por ser um carro que tá subindo vertiginosamente de preço nos ultimos anos, consegui comprar o carro só semana passada, com muita coisa pra fazer, porem num preço baixo pro mercado atual.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 6/14/2020 at 9:31 PM, ggustavo disse:

aaaah estou doido para ter um mas é complicado os poucos golfs que tem estão longe, ou nao tem os opcionais como botao no voltante, teto solar, aquele farol de fox ;-;;

Uma minoria dos carros tem faróis de xenônio, independente de ser manual ou DSG. A maioria veio com pacote Elegance e teto solar, não inclui os faróis de xenônio. Comandos no volante são opcionais na linha Comfotline e de série em todos os Highline.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Há de se convir também que quem comprou um Golf e agora está pensando em troca-lo geralmente fica em dúvida sobre qual modelo adquirir e acaba ficando com o carro por não encontrar algo minimamente digno por um preço aceitável.

Falo por experiência propria: comprei o meu há 3 anos atrás, com todos os opcionais possíveis para a versão por $85 mil e nas 2 tentativas que fiz de vende-lo me ofereceram ao redor de $50 mil sendo que a tabela está por R$63 mil.

Por esse preço eu não vendo. Prefiro ficar com ele, pelo menos está pago, sei exatamente o que precisa trocar e quando, a menos que tenha um problema financeiro, queima-lo por um preço tão abaixo seria jogar dinheiro fora.

 

Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, RodrigoSP2 disse:

Há de se convir também que quem comprou um Golf e agora está pensando em troca-lo geralmente fica em dúvida sobre qual modelo adquirir e acaba ficando com o carro por não encontrar algo minimamente digno por um preço aceitável.

Falo por experiência propria: comprei o meu há 3 anos atrás, com todos os opcionais possíveis para a versão por $85 mil e nas 2 tentativas que fiz de vende-lo me ofereceram ao redor de $50 mil sendo que a tabela está por R$63 mil.

Por esse preço eu não vendo. Prefiro ficar com ele, pelo menos está pago, sei exatamente o que precisa trocar e quando, a menos que tenha um problema financeiro, queima-lo por um preço tão abaixo seria jogar dinheiro fora.

 

Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk

 

 

 

 

Pois é, no momento atual só tem carro inaceitável por preço inaceitável, vide os SUVs compactos.

50 mil é pouco até para um Comfortline básico bem rodado haha

Na mente do comprador é até compreensível que ele não queira pagar proporcionalmente a diferença de todos os opcionais que o carro tem, mas dar uma canelada dessa é sacanagem. Manda ele ir comprar um SUV de plástico pra deixar de ser abusado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se quiser comprar o meu, R$65 mil é seu.

 

Comfortline 1.0 TSI MT 2017 com 73 mil km completo, comigo desde zero. Ar dual zone, bancos em couro originais, rodas 17" Geneva, teto solar, cor cinza platinum, 4 pneus novos (Michelin Primacy 3), todas as revisões em concessionária (estava na garantia até o mês passado). Já foi trocado em garantia: alternador, os 3 bicos injetores (estes agora em Março). Eu troquei no ano passado o kit de embreagem. Tudo com NF e feito em concessionária por força da garantia.

Média de consumo: etanol 9,5 km/l; gasolina 14 km/l. De seguro pago ao redor de R$2.600 (mas o perfil favorece).

Moro na Zona Oeste de SP.

 

Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
19 horas atrás, RodrigoSP2 disse:

Há de se convir também que quem comprou um Golf e agora está pensando em troca-lo geralmente fica em dúvida sobre qual modelo adquirir e acaba ficando com o carro por não encontrar algo minimamente digno por um preço aceitável.

Falo por experiência propria: comprei o meu há 3 anos atrás, com todos os opcionais possíveis para a versão por $85 mil e nas 2 tentativas que fiz de vende-lo me ofereceram ao redor de $50 mil sendo que a tabela está por R$63 mil.

Por esse preço eu não vendo. Prefiro ficar com ele, pelo menos está pago, sei exatamente o que precisa trocar e quando, a menos que tenha um problema financeiro, queima-lo por um preço tão abaixo seria jogar dinheiro fora.

Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk

Tá complicado mesmo, vou fazer 1 ano agora com meu 1.0 2017, e tava pensando esses dias que não tenho carro pra comprar se eu quiser algo mais novo mesmo tendo a grana no bolso, os golfs 2018 e 2019 eu descartei por falta de cambio mecânico, é algo mandatório na compra de um carro pra mim, Polo, é muito inferior e só automático também, Suv's nem cogito, detesto a posição alta de dirigir, pelo visto vou ter que casar com meu golf atual, apesar de pensar em ter um GTI, o DSG me faz fugir dele mesmo sabendo das qualidades do cambio e sabendo que ele trocaria de marchas muito melhor ou mais rápido que eu, não consigo me adaptar aos automáticos.

Fora é claro a loucura do mercado de carros atual, com um Polo top custando 86k, um Gol top 60k...  Lembro que paguei 60mil no meu comfortline a 1 ano atras e hj em dia, conforts mais rodados e mais mal cuidados tão custando mais que isso, o carro parece que valorizou, dada a loucura do mercado de 0km

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Correia Poly-V (100m km)
Corrente de comando (segunda troca de 60m km)
Velas (segunda troca de 60m km)
Coxins de motor e cambio, dependendo do uso (verificar a cada 30m km)

Entre 100 e 120mil km, de pesado são essas. Isso contando que os freios, suspensão e manutenção leve foram feitas no tempo. O seguro do carro na faixa etária e perfil de condução, pode esperar por baixo R$6mil.
 
Agora um pouco de experiência própria, nem sempre a gente encontra o carro que a gente gostaria no tempo que a gente quer, precisa de paciência pra achar um carro bom e que caiba no bolso. No meu caso, fui conseguir meu tão sonhado GTI depois de quase 6 anos de procura, bati a cabeça até que encontrei. Do mais, te desejo sorte na sua busca. 
1.4 não tem corrente no comando. É uma correria dentada e vai muito além de 120.000km (tem longa vida por ter dentes ovais e caixa protetora com boa vedação).
Coxins, como em qualquer carro, só se troca se quebrar. E a durabilidade vai muito da tocada do dono. Tem pé pesado vai durar menos. Tem pé normal, vai durar muito mais.

Enviado de meu SM-A520F usando o Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...